Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Tártaro: saiba como evitá-lo


Tártaro: saiba como evitá-lo

Para manter a saúde geral do corpo é preciso se atentar a detalhes que, muitas vezes passam despercebidos. Com a correria do dia a dia, deixamos de notar, frequentemente, sinais que podem indicar doenças. Em relação à saúde bucal, de forma mais específica, vamos tratar de uma condição que pode levar a complicações mais sérias: o tártaro.

Acompanhe nosso post e saiba mais sobre o assunto!

O que é o tártaro?

O biofilme dental é a junção de placa bacteriana, restos de alimentos e saliva que ficam acumulados na superfície dos dentes. É aquela camada pegajosa que podemos sentir quando acordamos.

Pela ação constante da saliva, essa camada pode se mineralizar e endurecer. Após sua fixação no dente, passa a ser chamada de tártaro ou cálculo dental.

Como identificar o tártaro e o que ele pode causar?

Se após a escovação dos seus dentes, você ainda conseguir visualizar uma camada amarelada e dura entre os dentes e a gengiva, é possível que seja tártaro. Ainda no início, costuma aparecer nos dentes inferiores da frente, mais frequentemente na parte de trás, voltado para a língua, ou nos dentes superiores do fundo, voltado para a bochecha.

Quando o tártaro se instala, forma uma superfície porosa que torna propício o acúmulo de mais biofilme dental. Pode causar mau hálito e evoluir para quadros mais sérios de periodontite, doença que ataca os tecidos ao redor dos dentes, caso não seja controlada.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A partir do momento em que o tártaro invade o espaço abaixo da gengiva, pode irritar o tecido, causar vermelhidão, sangramento e inchaço. Se não for tratado, ele pode evoluir, atacando o tecido ósseo e até levando à perda do elemento dental.

O que fazer para evitar o tártaro?

A melhor forma de se evitar o tártaro é fazer uma boa higienização bucal. Escovar os dentes e passar o fio dental são ações fundamentais para retirar o biofilme acumulado, evitando, assim, o tártaro e também o aparecimento da cárie.

É importante que sua escova de dentes seja de cerdas macias para que não machuque o tecido gengival e para que seja maleável, a fim de alcançar lugares de difícil acesso na boca. Alguns enxaguantes bucais podem ajudar na prevenção do tártaro, mas lembre-se de que o ideal é procurar um dentista e seguir suas orientações.

Como tratar o tártaro?

Apenas o dentista pode diagnosticar e remover o tártaro. O tratamento consiste na raspagem e na eliminação do mesmo fazendo uso instrumentos específicos. Além disso, o profissional vai instruir o paciente a respeito de uma higiene bucal mais eficiente. Ele poderá indicar produtos específicos que vão ajudar a controlar o aparecimento de mais tártaro. Ainda assim, é indicada uma visita ao dentista, no mínimo 2 vezes por ano, para a fazer a raspagem e renovar as dicas de limpeza, mesmo para quem nunca teve problemas dentais.

Você entendeu o que é o tártaro? Percebeu como é fácil evitar seu aparecimento apenas com uma boa higienização? Se ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, deixe seu comentário!

Postado em 09/06/2017.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter