Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Saiba como evitar a cárie com 5 dicas imperdíveis!


como evitar a carie

Você já deve ter ouvido que um sorriso harmônico é o melhor cartão de visitas para uma pessoa, e quem disse tinha toda a razão! Contudo, com a rotina atarefada, muita gente esquece dos cuidados básicos com os dentes. O efeito dessa negligência são as doenças orais, que podem ocorrer silenciosamente. Pensando nisso, este texto explica como evitar a cárie e manter a sua saúde bucal em dia.

Nesse sentido, a cárie é uma lesão muito comum nos pacientes, porém, caso não receba um tratamento adequado, pode comprometer toda a estrutura dentária e atingir outros órgãos. A boa notícia é que dá para ficar longe desse problema bucal. Neste post, ensinamos dicas infalíveis para não deixar os dentes sempre saudáveis e fortes.

Tem interesse no assunto, não é? Continue a leitura e tire as suas dúvidas!

COMO EVITAR A CÁRIE COM DICAS INFALÍVEIS?

A cárie compromete a dentição e os tecidos bucais, podendo causar problemas sérios não apenas na cavidade oral, mas também em outras partes do corpo humano. Por isso, o ideal é se prevenir, para não sofrer as consequências dessa doença, muito comum entre os pacientes brasileiros.

Se você quer manter o seu sorriso saudável, é necessário seguir uma rotina de cuidados com a higiene bucal. Listamos as principais dicas para quem quer fortalecer as funções da boca e melhorar a aparência dos dentes!

1. CUIDE DA SUA HIGIENE BUCAL

Se você quer saber como evitar cáries, a primeira dica é conservar os dentes limpos. Resíduos de comida que ficam na boca alimentam as bactérias que produzem ácidos e lesionam o esmalte dentário. Dessa maneira, é necessário manter a boca limpinha, realizando a escovação, pelo menos, três vezes ao dia, de preferência após cada refeição.

É importante escovar os dentes também antes de dormir, porque produzimos menos saliva na hora do sono. E, como a saliva tem a função de limpar os dentes, nossa boca fica mais vulnerável à ação das bactérias. Por isso, você deve retirar todos os restinhos de comida da boca com uma boa higienização antes de dormir.

2. ESCOLHA A ESCOVA E CREME DENTAL CORRETOS

É preciso trocar sua escova de dente, pelo menos, a cada 3 meses, pois as cerdas ficam desgastadas e comprometem uma boa higienização. Muita gente não sabe, mas é importante trocar também sua escova sempre que você tiver uma doença respiratória, como um resfriado ou dor de garganta, para evitar novas contaminações.

Apesar das várias opções de escovas disponíveis, prefira sempre as de cerdas macias ou médias. As de cerdas macias são as ideais, porque possibilitam um maior tempo de escovação, permitindo um melhor resultado. As escovas de cerdas duras devem ser evitadas, porque podem arranhar o esmalte dos dentes.

Vale a pena reparar também no tipo de design da escova. Crianças devem usar escovas projetadas para mãos e bocas menores. Já os adultos com problema de destreza podem preferir aquelas com uma alça maior, que facilite a escovação. Depois de terminar a higienização bucal, lave a escova completamente e guarde-a limpa e seca para evitar contaminação por bactérias.

Quanto ao creme dental, é obrigatório que contenha flúor. Isso porque esse mineral tem a função de deixar o esmalte dos dentes fortalecidos, prevenindo, assim, as cáries.

3. USE O FIO DENTAL DIARIAMENTE

O fio dental é a chave para uma boa saúde oral. Isso porque algumas das piores cáries são as que se formam entre os dentes. Mesmo com escovação cuidadosa, partículas de alimentos podem ficar presas entre os dentes, fazendo com que bactérias se proliferem. Desse modo, recomenda-se o uso do fio dental antes de cada escovação.

Não economize no tamanho do fio e realize essa etapa sem pressa. Passe o item entre todos os dentes para que a limpeza seja realmente eficaz. Assim, você evita a cárie, gengivite e mau hálito.

Muitas pessoas se assustam ao perceber que suas gengivas sangram quando começam a usar o fio dental. Porém, com o uso regular, a tendência é que esses sangramentos parem. No entanto, caso a hemorragia persista, peça ao seu dentista para avaliar suas gengivas. Lembre-se: o dentista é o profissional habilitado para prescrever o melhor tratamento. Você nunca deve se automedicar.

4. EVITE ALIMENTOS AÇUCARADOS

Como evitar cáries? Prestando atenção em sua alimentação. Lanches e bebidas açucarados são os principais vilões que atraem as bactérias que produzem as cáries. Por isso, evite alimentos que são ricos em açúcar, como os doces, principalmente os mais grudentos.

Sempre que comer algo doce, tenha o costume de escovar os dentes na sequência. Se não for possível fazer a higienização, lave a boca com água.

É importante conhecer também os alimentos que ajudam a proteger os dentes das cáries. Poucas pessoas sabem, mas queijos, leite, iogurte, nozes, maçã e pera são aliados da saúde bucal. Esses alimentos, devido a sua composição química, evitam as condições que possibilitam o surgimento de bactérias e fortalecem os dentes.

5. FIQUE ATENTO À PLACA BACTERIANA E AO TÁRTARO


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Já que estamos dando dicas de como evitar cáries, temos que falar sobre a placa bacteriana. Chamada de biofilme dental, é uma camada de bactérias que adere à superfície dos dentes. Ela é incolor e se forma quando os restinhos de comida não são retirados adequadamente com a escovação.

O problema é que quando a placa permanece ali, torna-se um caminho para o surgimento da cárie e gengivite. Dessa maneira, você precisa fazer a higienização bucal completa para evitar que essa camada se forme nos dentes.

Já o tártaro é a placa bacteriana endurecida, ou seja, só é possível retirá-la com a limpeza do dentista. Ele surge porque a placa não é removida na escovação. Atrapalha a estética bucal, pois deixa os dentes e a linha da gengiva mais escurecidos, também provocando mau hálito. Mas não é só isso, da mesma forma que a placa, o tártaro contribui para o aparecimento de cárie e gengivite.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS SINTOMAS DA CÁRIE?

Até aqui, você entendeu quais são as melhores dicas para cuidar dos dentes e se prevenir de cárie, mas quais são os sintomas dessa doença bucal? É preciso que você entenda como a cárie se manifesta, para que possa identificá-la com a ajuda profissional, evitando que o problema tome grandes proporções.

Saiba que a cárie pode se manifestar como pequenas manchas brancas na dentição, sem causar dor. Nessa fase, a lesão ainda não formou uma cavidade no dente. O próximo estágio é quando a cárie corrói o esmalte, abrindo uma pequena cavidade. A partir daí, podem surgir manchas mais escuras e, geralmente, o paciente também não sente dor.

Porém, caso não tratada nessa fase, a cárie evolui e a lesão atinge a dentina, que apresenta terminações nervosas. É um quadro de dor e a lesão no dente é maior. Exige tratamento para que não atinja a polpa dental, fase em que é indicada a realização de um procedimento dentário mais complexo, o canal, que tenta preservar as estruturas dentárias danificadas.

COMO A CÁRIE AFETA NEGATIVAMENTE A SUA SAÚDE?

O Brasil é um dos países que mais registram casos de cárie na população. Para você ter uma ideia, quase 90% dos brasileiros têm ou já tiveram dentes cariados, de acordo com dados do Ministério da Saúde, compilados pelo Conselho Regional de Odontologia de São Paulo. Mas, diante da grande abrangência, é preciso ter cuidado para não negligenciar as consequências negativas desse problema bucal para a sua saúde.

DOR E SENSIBILIDADE DENTAL

A dor é uma das consequências mais associadas à cárie, uma vez que a ação das bactérias corrompe a estrutura dentária, região bastante vascularizada, levando muitas vezes a incômodos insuportáveis na boca. Ao mesmo tempo, o problema pode aumentar a sensibilidade dos dentes, principalmente ao ingerir alimentos e bebidas quentes ou gelados.

PERDA DA FUNÇÃO MASTIGATÓRIA

Em estados mais avançados de cárie, os dentes começam a perder parte do esmalte dentário, que é um tecido muito mineralizado, responsável por proteger a parte interna do dente. Por sua vez, o efeito dessa desmineralização dental se reflete no formato da dentição, que tem perda da capacidade de triturar os alimentos, dificultando, também, a função mastigatória do organismo.

DENTES DANIFICADOS

A ação dos micro-organismos nos dentes pode ser irreversível, a depender do avanço da cárie sobre a estrutura dentária. Normalmente, as bactérias corroem o esmalte dentário, chegando à parte interna da dentição. Caso a disfunção compromete a raiz dental, a extração do dente pode ser a única solução para limpar a região e melhorar as funções bucais.

BAIXA AUTOESTIMA

Em tempos de redes sociais, quem não deseja ficar com um sorriso harmônico e sair bem nas fotos? A resposta parece unânime, mas nem sempre pessoas com dentes cariados estão com a autoestima elevada, uma vez que o visual compromete a aparência facial e pode levar a problemas psicológicos, em relação à própria imagem e ao contato social.

POR QUE VISITAR O SEU DENTISTA REGULARMENTE?

Uma das maneiras para evitar cáries é fazer o check-up odontológico. Recomenda-se a visita ao dentista, pelo menos, duas vezes ao ano. Nesse momento, o profissional vai avaliar a sua boca, fazer a limpeza e também a aplicação de flúor na cavidade. Se precisar, o dentista faz ainda a raspagem para a remoção da placa bacteriana e tártaro entre os dentes e a gengiva.

Embora as cáries sejam um problema de fácil correção, quando não tratadas rapidamente, podem progredir. Os quadros com lesões avançadas causam danos mais sérios às camadas profundas dos dentes.

Então, para evitar tratamentos mais demorados e invasivos, o fundamental é passar pelas consultas odontológicas regularmente. Além disso, o dentista pode identificar outros problemas na dentição, realizando os tratamentos necessários no consultório.

Agora que você entendeu como evitar a cárie, pode colocar essas dicas em prática, não é mesmo? Assim, você sempre terá um sorriso radiante, bonito e saudável. Não se esqueça também de colocar em sua agenda de saúde as visitas ao dentista para ficar longe das doenças bucais.

Gostou do nosso post? Quer conhecer os melhores tratamentos para cáries e outros problemas bucais? Não perca mais tempo e entre em contato com a equipe de especialistas da Sorridents, a postos para tirar todas as suas dúvidas. Ligue já para os telefones (11) 2672-5700 (no estado de São Paulo) e 0800 601 1520 (para outros estados)!

Postado em 11/09/2020.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter