Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Cárie do dente, por que algumas pessoas têm e outras não?



Embora seja mais comum entre as crianças, a cárie do dente pode atingir qualquer pessoa. Além da dor que pode provocar, a falta de cuidados depois que surge pode levar à perda dentária.

Alguns indivíduos, no entanto, parecem apresentar maior facilidade para a ocorrência do problema. Quer saber por que isso acontece? Então, continue a leitura deste post!

Quais as características da cárie dentária?

A cárie é um processo de deterioração (desmineralização) do dente que se inicia com a instalação de uma placa bacteriana e se consolida como uma perfuração do esmalte dentário. Pode continuar evoluindo, bem como provocar incômodo e dor ao atingir regiões mais profundas e sensíveis do dente.

Esse problema, portanto, tem origem no assentamento de tipos específicos de bactérias em um determinado ponto. Nesse local, forma-se uma placa resistente e que não é facilmente removível com iniciativas domésticas como a simples escovação.

Os principais sinais e sintomas que indicam a formação da cárie do dente podem ser assim relacionados:

  • dor marcante ao ingerir bebida ou alimento doce, frio ou quente;
  • manchas brancas ou escuras na superfície do dente;
  • perfurações no dente;
  • sensibilidade ao toque;
  • inchaço da gengiva, que se torna dolorida.

Quais fatores contribuem para o seu surgimento?

A causa básica da formação da cárie é a presença de bactérias instaladas na superfície do dente. O crescimento desses microrganismos quase sempre é resultante de uma higienização inadequada da boca e se reflete na saúde bucal.

No entanto, algumas pessoas possuem maior propensão para o desenvolvimento da cárie e os motivos podem ser diversos. Veja!

Presença de bactérias naturais da boca

A boca humana é colonizada por bactérias desde cedo. Se no início da formação dos dentes a cavidade oral abrigar bactérias mais agressivas, a criança crescerá mais propensa a ter cáries.

Consumo de alimentos doces desde cedo


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A criança que experimenta o consumo de alimentos e bebidas doces muito cedo, tende a sentir necessidade do açúcar mais vezes e em maiores quantidades. Nesse caso, ingerir mais alimentos adocicados leva à maior ocorrência de cáries, mesmo com higienização da boca.

Disponibilidade de saliva na boca

A saliva oferece uma certa proteção para os dentes, o que ameniza a ação das bactérias. Pessoas que possuem o hábito de respirar pela boca ou fazem uso de determinados medicamentos podem apresentar a boca seca e redução de defesa da saliva.

Fatores genéticos

Certos indivíduos podem apresentar — como resultado de sua herança genética — um esmalte mais frágil. Dessa forma, o dente dessas pessoas fica mais suscetível à formação de cáries.

Quais os principais cuidados que devem ser tomados?

De maneira geral, pode-se dizer que uma boa higienização bucal e uma alimentação equilibrada dificilmente permitiria o surgimento de cáries. Além disso, alguns cuidados podem ser tomados para se manter afastado desse mal:

  • reduzir o consumo de alimentos doces;
  • evitar alimentos que se prendem aos dentes;
  • tomar pequenos goles de água após se alimentar;
  • escovar os dentes sempre que realizar um lanche ou uma refeição;
  • usar o fio dental na higienização da boca;
  • usar enxaguante bucal antes de dormir;
  • consultar-se com o dentista periodicamente.

Com isso, você viu que é possível cuidar para que a cárie do dente não se instale, mesmo que algumas pessoas sejam mais suscetíveis que outras.

Gostou deste post? Então, continue conosco em nossas redes sociais! Estamos no Twitter, LinkedIn e Instagram

Postado em 05/06/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter