Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Qual é a idade certa para usar aparelho ortodôntico?



Um do grandes sonhos e vontade de várias crianças e terror de muitos adultos são os aparelhos dentários que servem para corrigir má oclusão e outros problemas no desenvolvimento da dentição e da estrutura bucal como um todo. Mas qual é a idade certa para usar aparelho ortodôntico? Pensando nisso, este post responde às dúvidas que pairam no ar sobre o período de tratamento, que depende de uma avaliação profissional.

Além disso, o texto explica quando o aparelho ortodôntico é indicado, como garantir bons resultados cuidando das peças junto com a sua saúde bucal e quais são os tipos de aparelho dentário que existem hoje e suas técnicas mais eficientes e inovadores. Por fim, o conteúdo trata a importância da ortodontia preventiva e dá um passo a passo para você higienizar melhor o aparelho.

Ficou curioso a respeito do tema? Então, continue a leitura e tire todas as dúvidas sobre o assunto!

QUAL É A IDADE CERTA PARA USAR APARELHO?

Após uma anamnese criteriosa do paciente, o odontologista é quem pode dizer se há necessidade de começar um tratamento ortodôntico . Existem muitos mitos a respeito da utilização de aparelhos, mas, de acordo com dados da Associação Americana de Ortodontia, a idade certa para iniciar o uso é aos 7 anos, onde a criança estará apresentando a dentição mista ou seja dentição de leite e permanente juntas.

Ainda que os especialistas recomendem o uso de aparelho ortodôntico em crianças com pelo menos 7 anos, uma avaliação criteriosa do caso pode indicar essa intervenção se faz necessária , que induz a correção óssea mandibular e maxilar junto com a movimentação dentária e corrigir como um todo os desvios na dentição reequilibrando as estruturas bucais , antes mesmo desta idade.

Portanto, com o surgimento dos primeiros dentes de leite, um profissional já consegue avaliar se a criança terá ou não alguma má oclusão dental. Muitas vezes, o tratamento precoce corrige o problema de forma mais rápida, evitando que, no futuro, a pessoa enfrente um processo mais complexo como uma cirurgia ortognática.

Da mesma forma, pode-se dizer que o tempo específico do tratamento com aparelho ortodôntico varia de acordo com o caso clínico apresentado. Tudo depende de como o corpo reage e como a criança ou o adulto colabora com o processo, seja realizando a higienização adequadamente, seja fazendo a manutenção com o dentista no período determinado para evitar o desgaste das peças.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS MOTIVOS PARA O USO DE APARELHOS?

Muita gente pensa que o único objetivo dos aparelhos dentários é melhorar a estética dentária. Porém, a técnica traz inúmeros benefícios para a saúde bucal e do organismo, tratando o apinhamento (encavalamento dos dentes), giroversão (dentes virados no arco), diastemas (espaço no arco), deglutição atípica, dificuldade na fonética e a disfunção temporomandibular (DTM), que compromete também a mastigação.

Vale dizer, ainda, que a manutenção correta dos decíduos (popularmente chamados de dentes de leite) é de extrema importância para o desenvolvimento da da dentição permanente ( pois os dentes precisaram de substâncias para se desenvolver), da face e para manter o espaço certo na arcada dentária, e para toda a função da cavidade bucal.

Quem tem a mordida profunda, conhecida como sobremordida (quando os dentes anteriores superiores cobrem quase todos ou cobrem completamente os dentes anteriores inferiores no momento da mordida), deve procurar fazer o tratamento ortodôntico, já que, recorrentemente, a pessoa pode sentir dores musculares e apresentar um desgaste na dentição superior e inferior além de ferimentos na mucosa onde os dentes apoiam.

Por outro lado, indivíduos que chuparam chupeta ou os dedos por muito tempo têm maiores possibilidades de desenvolver a mordida aberta (projeção do osso e dos dentes superiores anteriores para frente se distanciando do dentes inferiores) e precisarão da avaliação e intervenção do dentista ortodontista .

Igualmente, pacientes que não possuem o os dentes incisivos no centro superior da arcada alinhado ao centro inferior da boca ou que têm um diastema (dentes afastados, problema que geralmente acontece quando se extrai um dente ou quando a dentição não nasceu, oferecendo problemas funcionais e estéticos, ou quando o osso é muito largos e os dentes são pequenos) também devem recorrer ao uso de aparelho ortodôntico.

COMO GARANTIR BONS RESULTADOS DURANTE O USO DE APARELHO?

Até o momento, você viu qual a idade recomendada para colocar aparelho dental e quais são os motivos para recorrer a essa técnica. Porém, como garantir bons resultados ao longo do tratamento?

Para responder à questão, é preciso entender que a limpeza é primordial para a excelência do tratamento. Os cuidados com a higienização do aparelho são importantíssimos para a eficácia da técnica.

Por isso, opte por uma boa escova de dentes, com cabeça pequena e cerdas macias, existem escovas ortodôntica apropriadas com a canaleta para melhor encaixe da peça e melhor higienização do seu dente. No momento da escovação, deixe a escova em um ângulo abaixo do aparelho e, na sequência, mova suavemente para cima e para baixo, removendo as impurezas da dentição e se certificando de que a peça ortodôntica está limpa.

Dessa forma, as cerdas passam por baixo do fio e alcançam os dentes. É preciso passar o fio dental para potencializar a higienização da boca no minimo 1 vez ao dia , mesmo com o aparelho ortodôntico. Para finalizar a limpeza, a recomendação é utilizar enxaguantes e antissépticos orais, cujas substâncias químicas removem as bactérias dessa região. Caso tenha dúvidas solicite indicação para o seu dentistas dos produtos ideais e indicados para vocÊ^e seu tratamentos.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE APARELHO ORTODÔNTICO?

A depender do caso, o dentista irá realizar uma anamnese, solicitar alguns exames e recomendará um tipo de tratamento fixo, móvel ou uma combinação de ambos. O aparelho fixo, por exemplo, é indicado para corrigir o alinhamento e nivelamento dental, exercendo uma força mecânica sobre os dentes com peças metálicas, como bráquete, anel chamadas de bandas nos dentes molares (dentes do fundo da boca) e fio, que exigem uma manutenção mensal com o profissional ortodontista .

Há, ainda, a opção de aparelho fixo estético, bastante similar ao tratamento tradicional, mas feito com materiais mais discretos, que não prejudicam tanto a estética do rosto. Assim, os bráquetes e os fios são transparentes, confeccionados geralmente com porcelana.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Outra opção de aparelho fixo para quem deseja melhorar o funcionamento dental sem prejudicar a aparência do rosto é o método lingual, que instala as peças metálicas na parte interna da boca, em contato com a língua. Essa técnica é bastante indicada para praticantes de esportes de alto impacto sobre a face, como futebol americano e boxe.

Já o aparelho móvel, recomendado para crianças de até 12 anos de idade, é um método transitório, que inicia a movimentação e remodelação óssea e dentária nos pacientes. Confeccionadas com material resistente, as peças exercem pressão sobre a estrutura óssea em desenvolvimento na boca, auxiliando a correção do crescimento dos ossos e consequentemente dos dentes.

Por fim, um tipo de aparelho dentário bastante utilizado por crianças é o extensor de palatino, recomendado para quem precisa aumentar a largura do palato, o céu da boca. O método consegue tratar a mordida cruzada, também auxilia na mordida profunda, melhorando o alinhamento da dentição e a oclusão. Adultos que sofrem com esse mal podem fazer uma intervenção cirúrgica para uma correção mais eficiente.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA ORTODONTIA PREVENTIVA?

Você já ouviu falar em ortodontia preventiva? Essa área da odontologia é muito importante para evitar problemas futuros na dentição, uma vez que são utilizadas técnicas para prevenir disfunções na boca.

A ideia é que o paciente não deixe para procurar o dentista apenas em caso de emergência ( quando estiver com dor) ou de uma complicação bucal, como o surgimento de cárie e algum incômodo nos dentes, mas faça um acompanhamento periódico com o profissional para evitar mal-estar e manter a saúde bucal e de todo organismo em dia.

O acompanhamento ortodôntico preventivo deve iniciar em pacientes com dentes decíduos( dentes de leite) e mistos, ou seja, quem tem dentes de leite e começa a desenvolver a dentição permanente. Por isso, essas técnicas são adequadas para crianças e pré-adolescentes, evitando problemas graves na dentição durante a vida adulta.

Para se ter uma ideia, os ortodontistas preventivos se preocupam com o espaço natural entre os dentes, para que a dentição permanente possa surgir e se desenvolver harmonicamente. Então, pode-se recomendar o uso de pequenos aparelhos móveis que conseguem manter o espaço ideal na dentição sem comprometer ou entortar os dentes.

Por isso, crianças que sofrem com problemas de mordida cruzada, aberta e profunda devem procurar um especialista em ortodontia preventiva para tratar, usando aparelhos móveis como exemplo de expansão com recobrimento dos dentes para descruzar a mordida, o quanto antes, as disfunções de má oclusão será corrigida. O resultado pode evitar tratamentos mais complexos, como a extração dentária e a recomendação para uso de aparelho fixo.

COMO CUIDAR BEM DO APARELHO EM QUALQUER IDADE?

Não há dúvidas: aparelhos ortodônticos exigem cuidados específicos para que funcionem corretamente e que não sejam um foco de contaminação para nossa boca. Métodos como o aparelho fixo, o aparelho fixo estético e o aparelho lingual exigem uma rotina de limpeza das peças metálicas, que podem juntar restos de alimento e promover infecção bacteriana.

Para cuidar bem do aparelho dentário, você deve escovar os dentes sempre após as refeições( 3 vezes ao dia) e usar o fio dental( no minimo 1 vez ao dia ) , que ajuda a eliminar resíduos entre eles. Ao mesmo tempo, é importante redobrar a atenção com as peças metálicas, que devem receber, ao fim, enxaguante bucal para remover possíveis bactérias.

Outra recomendação para quem usa aparelho fixo é ter cuidado ao ingerir alimentos duros, como castanha, bala, cenoura crua, pipoca, azeitona e torresmo, que podem amassar o fio e até mesmo descolar os bráquetes.Se isso acontecer procure imediatamente seu ortodôntica para realizar os reparos necessários, assim não prejudica seu tratamento.

O aparelho móvel, utilizado pelas crianças para promover a movimentação dentária, deve ter uma higienização especial. Ainda que esse tipo de aparelho seja removido durante a refeição, a criança deve usar água e sabão neutro para limpar a peça, sob supervisão de um adulto.

Complementando a limpeza do aparelho móvel, pode-se também utilizar pasta dental e imersão da peça em copo com enxaguante bucal. Ao final, é preciso secar com toalha e guardar em local apropriado, na caixinha, que deve estar limpa para evitar possível contaminação.

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DE NÃO HIGIENIZAR O APARELHO CORRETAMENTE?

Para tratar disfunções no sorriso é preciso estar comprometido com o tratamento dentário. Por isso, pessoas que usam aparelho ortodôntico, tanto o fixo quanto o móvel, devem higienizar corretamente as peças para evitar quebrá-las e sujá-las.

No caso dos aparelhos fixos, as estruturas metálicas proporcionam um ambiente favorável para o acúmulo de alimentos, que estimulam a proliferação de bactérias na boca. Os micro-organismos, por sua vez, favorecem o surgimento de cárie e problemas na gengiva, a exemplo da doença periodontal, infecção que desgasta os tecidos de suporte dos dentes.

Já o aparelho móvel pode dar uma falsa sensação de limpeza aos usuários, por ser retirado antes de se alimentar. No entanto, a peça fica em contato com a saliva e pode, também, acelerar a proliferação de bactérias e o surgimento de doenças na dentição. Por isso, deve ser higienizado e guardado corretamente ao ser removido da boca.

Neste post, você entendeu que a idade para usar aparelho ortodôntico depende do caso clínico apresentado, ainda que exista recomendação para começar o tratamento a partir dos 7 anos de idade. As peças odontológicas são importantes para tratar disfunções na boca, corrigindo desvios e ajudando a conquistar o sorriso harmônico.

O artigo foi útil para você, não é mesmo? Então, continue aprendendo sobre saúde oral. Leia este texto sobre ortodontia e descubra como essa especialidade corrige problemas sérios na boca e auxilia os pacientes a terem mais qualidade de vida!

 

Postado em 01/05/2020.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter