Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Perda óssea dentária: entenda as causas e como tratar



Você sabia que a perda óssea dentária é um problema que compromete as estruturas ósseas bucais, assim como prejudica — e muito — a estética dentária de uma pessoa? Normalmente associada ao desleixo em relação à saúde dos dentes, a situação ocorre especialmente com pacientes que já têm um histórico de doenças periodontais que afetam a estrutura dos dentes e da gengiva.

É válido mencionar que, apesar de existir a possibilidade de o problema ocorrer independentemente da idade, pessoas que já têm a sustentação bucal mais fragilizada tendem a sofrer mais com as consequências.

Por isso, vamos mostrar neste artigo tudo que você precisa saber sobre a perda óssea, incluindo as causas, os sintomas e o tratamento. Continue com a leitura e saiba tudo sobre o assunto!

Qual é a definição da perda óssea dentária?

Caracterizada por ser uma disfunção do tecido ósseo bucal, a perda óssea dentária nada mais é que um problema que diminui o osso ao redor dos dentes — o que prejudica a saúde dentária e a estética do sorriso de uma pessoa.

Em geral, ela pode ser considerada o avanço de uma doença periodontal e é responsável por infeccionar e inflamar a região que sustenta a gengiva e os dentes. Já em um estágio mais avançado, o problema pode causar ainda danos irreversíveis, inclusive a perda dos dentes.

Como identificar o problema?

Por afetar fortemente a saúde de toda a região do periodonto — os tecidos que oferecem a sustentação dos dentes —, os sintomas do problema são visíveis tanto na aparência quanto nas sensações que uma pessoa que sofre com a perda sente. Entre os mais evidentes, é possível mencionar:

  • sensibilidade dos dentes;
  • vermelhidão, irritação e sangramento da gengiva;
  • inflamação na gengiva;
  • mobilidade dentária;
  • mal hálito;
  • dor de dente;
  • retração da gengiva — também conhecida por ser um espaçamento visível entre o dente e a gengiva.

O que a perda óssea pode ocasionar?

Além dos sintomas evidentes que já mencionamos, a perda óssea pode provocar problemas ainda mais sérios. Normalmente, a perda da papila dos dentes — que expõe a raiz dentária — aumenta as chances de ocorrer uma infecção grave.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Também existe a possibilidade de ocasionar a mobilidade dos dentes, que compromete a função mastigatória e prejudica a estética. Em situações em que a perda é mais intensa ou quando existem condições que agravam o quadro, como osteoporose e diabetes, as chances de acontecer a perda do dente aumentam e é indispensável procurar uma clínica odontológica.

O que provoca a situação?

Na maioria dos casos, a causa principal da perda óssea é associada à falta de cuidados com a região bucal. A falta de escovação, por exemplo, gera sangramentos, sensibilidade, cáries e, consequentemente, infecções gengivais.

Quando não são tratadas rapidamente e da forma adequada, essas infecções evoluem e provocam as doenças periodontais. Nessa situação, para se defender das bactérias presentes, o próprio organismo passa a produzir substâncias que agridem os ossos e que causam sangramentos e inflamações. O resultado é a perda da estrutura dentária e o definhamento dos tecidos.

Como ocorre o tratamento?

Apesar de o tratamento depender do grau do desgaste ósseo, existem procedimentos que são básicos. Inicialmente, toda a região afetada deve passar por uma limpeza. Em seguida, inicia-se uma série de processos para recuperar o tecido ósseo que foi perdido.

O método mais conhecido é o enxerto. Todavia, existem outras técnicas também, como o uso de medicamentos relacionados com o tratamento da osteoporose e a regeneração óssea a laser.

Agora que você já sabe tudo sobre a perda óssea dentária fica mais fácil evitar que o problema aconteça com você e com a sua família. Para isso, mantenha a higiene bucal em dia, cuide da gengiva, vá periodicamente em clínicas odontológicas e tenha uma alimentação equilibrada!

Gostou do conteúdo do post? Então aproveite para entender por que você deve procurar um dentista logo que sentir os sintomas de um problema.

Postado em 19/04/2018.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter