Blog Saúde Bucal

6 dicas que vão ajudar você a escolher o melhor dentista para idosos

Conforme a vida avança, o corpo também muda, e essas transformações nos afetam de maneira física e psicológica em cada nova etapa. Quando chegamos aos 65 anos, uma nova fase oficialmente se inicia, o que não significa que somos incapazes, mas que precisamos nos atentar ao nosso organismo e à saúde, como em qualquer momento da vida. Por isso, também é importante encontrar o melhor dentista para idosos.

Neste conteúdo, nós vamos dar algumas dicas de como achar um especialista excelente para cuidar das pessoas acima dos 65, além de explicar por que motivo esse profissional é importante. Fique com a gente e saiba mais sobre o tema!

O que é um odontogeriatra?

Esse especialista se concentra na saúde bucal dos idosos. Na terceira idade, os tecidos bucais apresentam suas particularidades, sendo natural que o envelhecimento afete os dentes, gengivas e a base óssea da boca. O odontogeriatra estuda especificamente esses fenômenos orais da terceira idade a fim de tratá-los. Para isso, ele aprende técnicas específicas e as implementa, gerando mais efetividade e rapidez na recuperação e tratamento dos problemas bucais dos idosos.

Por que é importante se tratar com um odontogeriatra?

Como apontado no tópico anterior, as particularidades da terceira idade devem ser percebidas e tratadas. Esse especialista não está ciente somente de possíveis problemas bucais: ele conhece a anatomia humana e patologias comuns nos idosos, e não apenas as diretamente relacionadas aos tecidos bucais. Ele entende ainda os problemas orais frequentes que começam aparecer só nessa fase da vida, como a boca seca, uma redução na produção de saliva. Essa diminuição salivar acarreta mais facilmente outros problemas, como:

  • aumento das cáries;
  • gengivite;
  • mais tártaro;
  • formação da placa bacteriana mais rápida e por mais tempo se não houver a escovação após as refeições;
  • pH nocivo aos dentes, já que a saliva ajuda a equilibrar o pH neutro e saudável da boca.

O odontogeriatra ainda tem ciência das alterações hormonais e como essas transformações podem afetar o corpo humano na terceira idade e na saúde bucal. Além disso, há patologias crônicas também comuns da idade, como a osteoporose e diabete, que impactam diretamente aspectos como a cicatrização de tecidos ósseos e gengivais. Por isso, é preciso saber lidar com esses fatores.

Graças aos conhecimentos desse especialista, ele consegue diagnosticar, tratar, remediar e cuidar com muita facilidade e efetividade a boca dos idosos. Por esse motivo, ele é o profissional ideal para lidar com pessoas acima dos 65 anos.

Como escolher um dentista para idosos?

Veja a seguir algumas dicas para encontrar o melhor dentista para idosos!

1. Peça indicações

O boca a boca ainda é muito útil. Fale com pessoas de confiança: amigos, parentes, colegas de trabalho, outros médicos com quem se consulta. Todos eles podem ter ótimas indicações para você.

Ao pedir nome de profissionais e de clínicas, pergunte sobre a aparência do consultório, recepção, atendimento, instrumentos, entre outras características além do tratamento em si. Anote os nomes e números de telefone e depois faça uma pesquisa sobre os profissionais da lista.

2. Pesquise sobre o profissional

Após pegar os nomes com pessoas de confiança, você deve pesquisar sobre os odontogeriatras. Para isso, você pode procurar o nome do especialista em algum site de busca. Inclusive, para descobrir mais especialistas, você também pode começar por um site de busca.

Os especialistas já indicados ou os encontrados pelo site de busca podem ter um site, então visite as páginas, leia sobre essas pessoas, veja as fotos do consultório. Explore o site ao máximo! Ainda na internet, confira se há reclamações sobre a clínica do profissional ou sobre ele próprio. Para isso, pesquise em sites como o Reclame Aqui. Caso encontre as redes sociais, não perca tempo e acesse-as também.

3. Visite as redes sociais

Esse ambiente virtual é bastante rico para fazer pesquisas desse tipo. Lá existe interação dos clientes, geralmente, de maneira menos filtrada. Isso significa que se alguma pessoa tiver reclamações, ela vai fazer de forma pública no perfil da clínica odontológica. Logo, leia os comentários dos usuários e olhe as respostas da página. Confira como é o tom dessas mensagens, se positivo e descontraído ou de reclamação e de atrito. 

4. Considere a estrutura do consultório

Depois de pedir indicação e pesquisar a reputação, já foi possível filtrar alguns nomes. Agora, é fundamental atentar à parte interna. A infraestrutura do consultório é indispensável e não se trata só de espaço ou materiais. Falamos de aspectos como:

  • aparelhos tecnológicos;
  • sala de recepção confortável;
  • formas de pagamento acessíveis;
  • insumos e produtos de alta qualidade;
  • equipamentos odontológicos sofisticados;
  • atendimento humanizado da recepção ao tratamento.

Alguns desses itens citados é possível observar apenas no site ou nas redes sociais pelas fotos. Mas muitos deles precisam de uma visita no consultório para verificar de perto e perguntar também, afinal, muitos dos aspectos mencionados você não vai saber só olhando.

5. Marque uma visita

Ao ir pessoalmente na clínica você consegue verificar todos os aspectos apontados no tópico anterior e, ainda, constatar a simpatia do profissional. Desse modo, é possível fazer perguntas para ele sobre os critérios acima e os métodos empregados pelo especialista.

6. Confira técnicas e materiais empregados

Tais características são cruciais, pois influenciam o diagnóstico, tratamento e recuperação de qualquer tipo de patologia. As técnicas são a maneira como ele descobre e trata a doença e elas vão evoluindo com o passar do tempo. Por isso, um especialista da saúde precisa sempre estar atualizado sobre novos métodos de tratar e descobrir as patologias. Técnicas atuais são mais rápidas e mais efetivas no diagnóstico e na solução do problema, tanto estética como funcionalmente. Isso se aplica à odontologia e aos demais ramos da medicina. 

Já os materiais também têm a ver com a evolução tecnológica, porque equipamentos mais sofisticados otimizam o trabalho do profissional, tornando-o mais veloz, efetivo e fácil de executar. Ao visitar a clínica, é possível levar essas dúvidas ao odontogeriatra.

Como você viu, encontrar o melhor dentista para idosos é possível e nós, da Sorridents, podemos ajudar! Temos mais de 170 clínicas espalhadas pelo Brasil e em todas há diversos especialistas da odontologia, inclusive odontogeriatras que são referência na área.

Entre em contato conosco para conhecer um de nossos especialistas!

Pesquisar

Categorias

E-Books

Redes sociais

Publicações Relacionadas

Saúde Bucal

Afinal, o que é sialorreia? Entenda aqui

Algumas doenças podem se manifestar na boca, mas ter uma origem mais profunda — no sistema nervoso, por exemplo. Por isso, é importante cuidar da saúde de todas as maneiras possíveis: com uma alimentação saudável, atividades
Saúde Bucal

Aparelho transparente? Confira essa tendência!

Um sorriso alinhado e harmônico pode fazer toda a diferença na vida de uma pessoa. Promove, inclusive, a melhora considerável da autoestima, uma vez que pode influenciar bastante na apresentação pessoal e até mesmo na

Encontre a Sorridents mais perto de você!

Finalize seu Agendamento

Pesquise a unidade desejada abaixo. Depois, selecione a clínica escolhida para conferir as datas disponíveis para agendamento.

Carregando Unidades...
Nenhum horário disponível para a data selecionada