Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Gengivite: entenda o que é e como tratar



Os cuidados com os dentes e com a higiene da boca nunca são demais. Mas quando eles falham, situações incômodas e até perigosas podem ocorrer para a saúde bucal.

É o caso da gengivite, inflamação comum que pode evoluir para situações complicadas e com risco de perda do próprio dente. É necessário sempre estar atento aos seus sinais e providenciar logo o tratamento adequado, que pode ser feito em casa em muitos casos.

Continue com este post e entenda o que é a gengivite e como você pode tratá-la.

O que é a gengivite?

A gengivite é uma inflamação da gengiva — o tecido rosado que fica em torno da base do dente. Se não for tratada, poderá evoluir para a periodontite, quando já se observa comprometimento definitivo dos tecidos fibrosos e do osso, e que juntos sustentam o dente. E, a seguir, para a periodontite avançada, com destruição dos tecidos e do osso, deixando o dente quase solto.

Quais as suas causas?

A principal causa da gengivite é o desenvolvimento da placa bacteriana formada quase no final da gengiva, quando o dente começa a aparecer. Essa placa é uma deposição de bactérias que se concentram e se desenvolvem no local.

Com o tempo, a placa bacteriana pode sofrer calcificação, formando o tártaro. Essa deposição irrita os tecidos e as bactérias que aí proliferam inflamam a gengiva.

Quais os principais sintomas?

Existem casos em que a gengivite é assintomática (não apresenta sintomas). Na maioria das vezes, no entanto, quando se inicia o processo infeccioso, a gengiva toma uma coloração vermelha intensa, apresenta-se inchada e dolorida. Pode, ainda, haver sangramento no local.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A presença de sangramento é sempre culminante como fator de preocupação. Desse modo, deve-se procurar a avaliação de um dentista para que se possa iniciar logo o tratamento.

Quais os fatores de risco mais importantes?

A gengivite pode ocorrer em qualquer idade, com qualquer pessoa. Existem, no entanto, algumas condições que se caracterizam como fatores de risco para a doença e que podem ser assim destacadas:

  • higiene bucal inadequada;
  • tabagismo (hábito de fumar);
  • idade avançada;
  • imunidade baixa (defesas do organismo fragilizadas);
  • utilização de determinados medicamentos;
  • algumas doenças, como diabetes;
  • algumas infecções provocadas por vírus e fungos.

Como tratar a gengivite?

Antes do tratamento, devem ser adotados cuidados e medidas preventivas que evitam o seu surgimento. Estas se resumem, sobretudo, a uma boa higienização da boca, por meio de escovação adequada e utilização do fio dental, além da consulta periódica com o dentista.

Por outro lado, uma vez iniciada a gengivite, algumas medidas podem ser tomadas como forma de tratamento. Assim, a utilização de suco de limão ou de vinagre de maçã para enxaguar a boca (2 colheres de sopa para um copo d’água morna) apresenta um excelente resultado. Essas soluções ácidas ajudam a combater as bactérias que proliferam na placa.

Do mesmo modo, uma solução de bicarbonato de sódio (1 colher de chá) e água oxigenada (2 colheres de sopa) em um copo d’água morna também oferece um ótimo efeito contra a gengivite.

Gostou deste post sobre gengivite? Então você gostará de saber por que deve procurar um dentista logo aos primeiros sintomas de dor de dente.

Postado em 08/04/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter