Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Feridas na boca: o que elas podem significar?



Você sabia que as feridas na boca são problemas que podem comprometer tanto a saúde quanto a estética do seu sorriso? Normalmente associadas a causas distintas, elas podem surgir em diferentes locais da região bucal, provocando ardência, coceira, vermelhidão e até secreções.

Por isso, resolvemos desenvolver mais sobre o assunto e mostrar o que as feridas na boca podem significar. Para isso, citaremos quais são os principais tipos, quais são as suas causas e como ocorre o tratamento. Se você tem interesse e quer saber mais, continue com a leitura!

Afinal, o que são feridas na boca?

As feridas na boca nada mais são do que irritações que surgem na região e que podem causar um intenso desconforto. Elas podem ser causada por vários fatores, incluindo infecções bacterianas e virais, pancada no local e alimentação com excesso de pimenta e acidez. 

Apesar de grande parte das pessoas já terem tido o problema, é importante ir em uma clínica odontológica para realizar os procedimentos e tratamentos adequados, já que existem tipos diferentes que se manifestam de uma forma específica, assim como exigem cuidados singulares.  

Quais são as principais feridas?

Afta

Normalmente localizada na parte interna da boca, as aftas são feridas não contagiosas, que se caracterizam por terem uma borda avermelhada e o centro acinzentado ou esbranquiçado.

Na maioria dos casos, elas surgem com a ocorrência de um trauma no tecido mole (como mordida na bochecha), mas também podem surgir por meio do consumo de alimentos cítricos, estresse, alergia a medicamentos, alteração do pH da região e falta de vitaminas.

Apesar de a cicatrização ocorrer naturalmente, em grande parte das situações, o ideal é procurar um profissional. Como elas são bastante doloridas, o dentista pode recomendar a utilização de pomadas anestésicas, agentes cicatrizantes ou enxaguantes bucais para aliviar os sintomas.

Candidíase

Também conhecida como sapinho, a candidíase é um problema ocasionado por um fungo que surge nos tecidos úmidos e moles da boca quando a imunidade do corpo está muito baixa. Visualmente, ela apresenta manchas lisas e brancas, mas com a superfície avermelhada.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Na região afetada, é comum sentir dor e até mesmo passar por sangramentos. O tratamento ocorre com a supervisão de um profissional e, em geral, se baseia em controlar os fatores que colaboram com o desenvolvimento do problema. Higienizar corretamente os dentes e as próteses, realizar limpezas dentárias e fazer o uso de medicamentos antifúngicos prescritos pelo profissional são exemplos.

Herpes labial

Caracterizada por ser um aglomerado de bolhas vermelhas na parte externa da boca, incluindo ao redor dos lábios, do queixo e do nariz, a herpes é causada por um vírus e é bastante contagiosa. Com sintomas que se assemelham aos de uma gripe e de um resfriado, esse tipo de ferida é bastante dolorosa.

Uma pessoa infectada com esse vírus não pode ser curada, mas a presença das bolhas não é frequente. Em geral, elas aparecem quando o corpo está muito vulnerável, com a exposição excessiva ao sol ou em momentos de instabilidade emocional, febre e alergia.

As bolhas costumam desaparecer sozinhas depois de cerca de 7 dias, no entanto, o contato com o profissional é indispensável para a prescrição de analgésicos e medicamentos antivirais que aliviam dos sintomas e reduzem o tempo de cicatrização.

Agora que você já conhece algumas das principais feridas na boca, fique atento aos sinais e vá em uma clínica odontológica quando notar anormalidades na região bucal. Não se esqueça de que existem ainda outros tipos de feridas que podem comprometer a beleza do seu sorriso, além de prejudicar a saúde e causar dores.

Você já passou por um episódio de ferida na boca? Conte para a gente aqui nos comentários qual foi a sua experiência e como ocorreu o tratamento. Até mais!

Postado em 27/03/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter