Blog Saúde Bucal

5 perguntas frequentes sobre tratamentos odontológicos

perguntas frequentes sobre tratamentos odontológicos

Cuidar dos dentes é essencial não só para manter o sorriso bonito, mas também para prevenir uma série de doenças bucais. Atualmente, existem diversos tratamentos odontológicos focados na estética e outros que acabam sendo necessários para manter a região saudável.

Em meio a tantos procedimentos, é normal que algumas dúvidas surjam sobre eles. Por isso, no post de hoje, vamos esclarecê-las para você. Abaixo, você vai obter todas as respostas para as perguntas mais comuns sobre tratamentos dentários. Acompanhe!

1. Todos precisam tirar o dente do siso?

Não. O dente do siso, chamado pelos profissionais de terceiro molar, deve ser retirado em alguns casos.

Por meio de alguns exames, o dentista vai observar se há problemas como o nascimento desse dente na posição errada, o que pode empurrar e atrapalhar os outros; se o siso está incluso ou semi-incluso, ou seja, preso no osso; se há espaço na boca do paciente para manter esses dentes ali, se há cáries ou necessidade de fazer canal ou, entre outros aspectos clínicos que podem exigir a extração do dente.

2. O clareamento dental enfraquece os dentes?

O clareamento dental pode deixar os dentes mais sensíveis por um tempo, mas não enfraquecidos. O ideal é conversar com o dentista e deixar a boca totalmente saudável para o clareamento.

Depois desse procedimento, é importante evitar alguns alimentos para que o dente não escureça, mas fique tranquilo: seus dentes continuarão fortes e agora mais bonitos.

3. Toda dor de dente significa que devo fazer um tratamento de canal?

Não. A pulpite (inflamação da polpa) pode ter diversas causas. O sintomas que indicam tratamento de canal são: dor de dente que dura muitas horas, muita sensibilidade, uma dor latejante no dente em questão e que irradia para os outros dentes e sensibilidade ao mastigar.

4. Como higienizar os dentes corretamente?

O ideal é que você escove os dentes depois de cada refeição. Para escovar corretamente, segure a escova em um ângulo de 45º em relação aos dentes e faça movimentos circulares que devem abranger da gengiva ao topo de cada dente. Na região interna, faça movimentos de vai e vem, passando por toda a arcada dentária.

Ao menos uma vez ao dia, de preferência à noite, passe o fio dental: enrole o fio em seu dedo indicador em uma mão e, na outra enrole dedo médio. Assim, você terá mais firmeza. Passe o fio em todos os dentes, pegando desde sua junção com a gengiva até embaixo.

5. Se tiver que usar aparelho, o modelo metálico é a única escolha?

Não. A tecnologia avançou muito e hoje é possível escolher um modelo de aparelho compatível com suas necessidades e com seu bolso. Além do aparelho metálico, que costuma ser o mais em conta, há o aparelho estético, que tem os braquetes de cor semelhante aos dentes, ficando um pouco mais discreto.

Além disso, também há o modelo lingual, que é colocado por dentro dos dentes, e o alinhador, que é um tipo de aparelho móvel, totalmente transparente e muito discreto. Mas lembre-se de que, para usar qualquer um desses modelos, é preciso conversar com seu dentista.

Cuidar bem dos dentes e saber mais sobre os tratamentos odontológicos disponíveis são atitudes que ajudarão você a manter sua saúde bucal e continuar com um lindo sorriso. Nunca se esqueça de visitar um dentista regularmente e pedir dicas e sugestões para os tratamentos que você tem dúvida.

Gostou do nosso texto? Compartilhe em suas redes sociais e ajude seus amigos a esclarecer suas dúvidas!

Pesquisar

Categorias

E-Books

Redes sociais

Publicações Relacionadas

Saúde Bucal

6 principais mitos sobre faceta dentária

As facetas de porcelana estão sendo muito utilizadas nas clínicas odontológicas por conta dos excelentes resultados proporcionados nos dentes, da rapidez em que são colocadas

Encontre a Clínica mais perto de você!

Carregando Unidades...

Selecione uma Unidade para carregar as Datas

Nenhum horário disponível para a data selecionada