Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Próteses dentárias: o que são e quem deve usá-las



A saúde bucal é um tema que nunca deve ser deixado de lado na rotina diária de pessoas de todas as idades. Quando perdemos um ou mais dentes, por motivos diversos, surge como alternativa o uso de próteses dentárias.

Atualmente, existe uma grande variedade de próteses que se adequam perfeitamente às necessidades de cada indivíduo, dando um ar natural ao sorriso, facilitando o processo de mastigação e melhorando a qualidade de vida.

Por isso, antes de realizar um procedimento sugerido dentro do consultório dentário, é fundamental conhecer bem todas as opções, tirar todas as dúvidas e seguir à risca as recomendações do seu dentista. Continue a leitura do artigo e saiba mais sobre as próteses dentárias!

Próteses dentárias: o que são?

As próteses dentárias são uma substituição artificial para os dentes naturais. São confeccionadas de acordo com as necessidades de cada pessoa por um profissional específico dentro da área odontológica, o protético.

Após a extração de um ou mais dentes, é realizada uma avaliação da cicatrização da área e do estado de saúde da boca e demais dentes pelo dentista que indicará qual a melhor opção para cada caso.

Existem duas alternativas principais de próteses que se diferem bastante entre elas: são as móveis e as fixas. Além disso, elas ainda podem ser divididas em convencionais, imediatas, totais e parciais.

Próteses móveis

As próteses móveis são as já conhecidas dentaduras e podem ser totais ou parciais. As totais servem para substituir todos os dentes da boca, enquanto as parciais são uma espécie de aparelho dentário para a substituição de um ou dois dentes perdidos, mas que a sua volta ainda restam remanescentes. Elas se encaixam com a ajuda de pequenos ganchos metálicos.

Vantagens das próteses móveis

São mais baratas

Uma das principais vantagens desse tipo de prótese é o seu custo. Por ser um procedimento mais simples e por ser bastante popular, financeiramente, esse é o modelo que mais vale a pena. Se você não pode investir muito, mas quer um sorriso bonito, essa é uma ótima opção!

Podem ser retiradas para higienização

As próteses móveis são muito práticas na hora da higienização, já que é fácil retirá-las para escovar e limpar sempre que necessário. É uma ótima maneira de cuidar muito bem dos seus dentes novos.

Desvantagens das próteses móveis

Desconforto durante a mastigação

Como elas não são fixadas à boca, algumas pessoas não se sentem 100% seguras em relação a elas e, no início, podem ter certa dificuldade para realizar tarefas simples, como mastigar.

Possibilidade de ferir a gengiva quando não bem moldada à boca

A prótese será colocada em toda a boca e precisa se encaixar muito bem à gengiva para evitar ferimentos e outros problemas. Por isso, é imprescindível procurar um bom profissional para realizar todos os procedimentos de forma adequada e garantir um resultado satisfatório.

Não são capazes de interromper a atrofia óssea

A perda de um ou mais dentes também é chamada de atrofia óssea. Quando isso acontece, o osso perde sua função de sustentação e isso pode causar alguns problemas. Ao colocar uma prótese móvel — que é encaixada na gengiva, o osso continua sem uma função e a atrofia não é resolvida.

Próteses fixas

São indicadas para quem deseja substituir uma perda total ou parcial de dentes quando ainda se tem a maior parte da dentição natural na boca e uma dentadura não é necessária. Perder um dente — ou alguns — é algo muito normal e as causas para esse problema são muito diversas.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Elas podem ser implantadas por meio de coroas individuais ou pontes. Para fixá-las, pode ser necessário promover o desgaste do dente que vai servir como base para a prótese e os dentes ao redor são muito importantes como apoio.

Vantagens das próteses fixas

Estética natural

Apesar de as próteses móveis estarem evoluindo bastante e se tornando cada vez mais bonitas e naturais, elas ainda não conseguem se igualar à estética das próteses fixas, principalmente pelo fato de na maioria das vezes ser apenas um dente, o resultado fica bastante natural e quase imperceptível em alguns casos.

Maior durabilidade

A durabilidade de uma prótese dentária vai variar de acordo com o material do qual ela é feita, entre outros fatores. Geralmente as fixas são feitas de materiais mais resistentes, que duram por bastante tempo, como a porcelana ou a resina.

Mais conforto e segurança na mastigação

Enquanto o conforto e a segurança podem ser uma desvantagem para as próteses móveis, esses quesitos são algumas das principais vantagens das fixas. Como elas não são removíveis e acabam cicatrizando junto aos outros dentes, são muito mais seguras e confortáveis na hora da mastigação, não havendo chances de caírem em momentos como esses.

Desvantagens das próteses fixas

Custo elevado

A principal desvantagem desse tipo de prótese é o seu preço, que é um pouco mais alto que o outro tipo. Apesar de o custo-benefício compensar bastante na maioria dos casos, não é todo mundo que consegue investir nesse modelo.

Quem deve usar próteses dentárias?

As próteses dentárias são recomendadas a todas as pessoas que ao longo da vida perderam um ou mais dentes. Muitas vezes por causa de um acidente, cáries ou devido a algum tratamento mais intenso e agressivo de saúde, uma pessoa se vê obrigada a extrair alguns dentes e, quando isso acontece, o mais indicado é substituir o que foi perdido por uma prótese.

Além de devolver a autoestima e estética ao paciente, elas são essenciais para sua saúde física. A falta de um ou mais dentes pode provocar dores de cabeça, dores de ouvido e prejudicar sua mastigação.

Para perdas não totais, ou seja, quando ainda restam dentes remanescentes, as próteses ajudam a manter a saúde bucal dos demais dentes. De que modo? Não sobrecarregando a mastigação em apenas uma região da boca e evitando que restos de comida se acumulem no espaço vazio.

Qual o tempo de vida útil e de manutenção?

O tempo de vida útil pode variar de acordo com o material e tipo de prótese escolhida. O ideal é que durante a escolha o paciente tire todas as dúvidas com seu protético para que o investimento valha a pena e não cause transtornos ou inconvenientes futuros.

Os cuidados tomados também são muito importantes e influenciam muito na vida útil de seus novos dentes. É preciso manter uma boa higiene diária e seguir todas as recomendações de seu dentista!

É fundamental discutir com o profissional responsável quais os produtos e formas de higienização que deverão ser usados e de quanto em quanto tempo é necessário voltar para verificar o estado da prótese. Apesar de não ser possível desenvolver cáries, elas podem perder o brilho, manchar, rachar, lascar ou ficarem ásperas com o tempo e o uso.

Somente um profissional saberá qual é a escolha certa para o seu caso, por isso é importante escolher um protético com muito cuidado! Lembre-se de que, independentemente de usar ou não próteses dentárias, visitas anuais regulares ao consultório odontológico são essenciais para a saúde da sua boca.

Gostou desse conteúdo? Então baixe nosso e-book: “Como cuidar da saúde bucal para um sorriso perfeito” e aproveite nossas dicas!

Postado em 23/03/2018.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter