Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia.

Como funciona uma franquia? Entenda agora!



Ter o próprio negócio é o desejo de muitas pessoas que querem estabilidade financeira. Saber como funciona uma franquia deve ser o primeiro passo alcançar esse objetivo. Afinal, o modelo de negócio é ideal para quem tem dinheiro para investir, mas não sabe por onde começar.

O sistema de franquias é uma forma alternativa de distribuição de produtos e/ou serviços que são oferecidos por uma determinada empresa. Ou seja, é um modelo de acordo entre duas partes: franqueador e franqueado.

O franqueador permite que o franqueado usufrua de todos os benefícios do seu sistema de negócio, como o uso total da marca, comercialização e gestão. No entanto, as duas partes precisam cumprir com os direitos e deveres acordados.

Para que você entenda melhor sobre o funcionamento de uma franquia, reunimos neste post as principais informações acerca do assunto. Acompanhe!

Afinal, como funciona uma franquia?

Franquia é o termo usado referente à compra do direito de uso de uma marca e de seu processo produtivo. Imagine que você queira abrir uma franquia de consultório odontológico como a Sorridents. Nesse caso, é preciso comprar a franquia dessa empresa. Assim, você pode usar o sistema inteiro da marca para capitalizar com um nome que já é reconhecido no mercado.

Agora que você já sabe o que significa o termo, deve estar se perguntando sobre como funciona uma franquia. Afinal, conhecer todas as informações é essencial para investir com segurança. Isso porque as questões contratuais compõem os direitos e deveres de franqueador e franqueado, e são fundamentais para que a relação entre as duas partes flua da melhor forma possível.

No contrato de aquisição da franquia está previsto que o franqueador esteja sempre ligado à marca, o franqueado precisa seguir rigidamente todas as orientações do franqueador para que o negócio mantenha o seu padrão de qualidade. Ou seja, o franqueado não tem a permissão para alterar produtos ou serviços, pois estaria sujeito a arcar com multas.

Quais são as taxas que precisam ser pagas?

Outra dúvida comum de quem tem interesse em saber como funciona uma franquia diz respeito às taxas. A aquisição de uma franquia envolve uma relação entre duas pessoas: franqueador, que vende os direitos do sistema do negócio, e a do franqueado, que compra a franquia.

Essa relação é embasada em um contrato, que indica os direitos e os deveres que precisam ser cumpridos, o que inclui as taxas que devem ser pagas.

O primeiro passo é o pagamento que o franqueado deve fazer para adquirir a marca. Esse pagamento é feito somente uma vez. Normalmente, essa taxa inclui os gastos com a estrutura do espaço físico, compra de equipamentos necessários para trabalhar, treinamento de equipes etc.

Vale frisar que os gastos referentes à abertura e manutenção da unidade que não estão inclusos no valor de aquisição são os de aluguel do imóvel, contas de água, luz, internet e telefone, impostos fixos e o pagamento para os sócios e funcionários.

O contrato dura, normalmente, dez anos. Nesse período, o franqueado paga um valor mensal, geralmente calculado sobre o seu faturamento bruto, como se fosse um aluguel para a marca. Nesse valor está incluso a taxa de publicidade, que é de, aproximadamente, 10%; taxa de fornecimento de suprimentos, que varia de acordo com o produto comercializado; e a taxa de royalties, que fica em torno de 1% e 30%.

Quais são as cláusulas restritivas?


Quero ser franqueado


Ao investir em uma franquia, o franqueado se compromete com cláusulas restritivas. Ele deve manter em sigilo as informações referentes aos sistemas operacionais, produtos e métodos da marca, a fim de evitar que a concorrência tenha acesso. Caso essa cláusula seja descumprida, o franqueado será penalizado com o pagamento de uma multa.

Além do sigilo e proteção de informações referentes à operação da marca, é comum que algumas empresas solicitem que o franqueado não invista em outra franquia do mesmo ramo enquanto o contrato está vigente. No entanto, as cláusulas restritivas costumam ser maiores em franquias que têm um porte grande. 

Como é feita a escolha do ponto para montar o negócio?

Franquias muito famosas, geralmente, escolhem o ponto em que os franqueadores vão instalar as unidades. Isso porque a própria empresa já fez um estudo minucioso para saber os bairros com maior potencial para bons rendimentos, focos de concorrência e riscos.

Inclusive, essa análise de mercado, por ser tão eficiente, pode fazer com que a aquisição da franquia seja negada, se indicar que o local de instalação não é interessante.

As franquias menores, por sua vez, oferecem mais liberdade aos franqueados, deixando-os escolher o local de instalação da unidade — desde que respeitem as características da empresa e exigências do contrato.

Quais são as vantagens de abrir uma franquia?

Agora que você já sabe como funciona uma franquia, conhece as taxas, cláusulas e escolha do ponto, deve estar se perguntando sobre as vantagens que esse modelo de negócio oferece, não é? Abaixo, reunimos as principais. Veja:

Facilidade de crédito

Quem não dispõe de todo o capital para abrir uma franquia, pode contar com o financiamento. Isso porque várias instituições financeiras firmaram parcerias com as redes de franquias para oferecer uma linha de crédito especial.

Rápido retorno financeiro

Uma das preocupações de quem deseja investir em uma franquia diz respeito ao retorno do dinheiro aplicado, pois o tempo estimado pelas redes não é preciso. Para isso, uma boa opção é investir nas franquias com retorno rápido, que são aquelas cujo investimento inicial é mais baixo.

Opções lucrativas

Atualmente, há uma infinidade de franquias lucrativas para escolher, o que ajuda as pessoas que não sabem ainda em qual ramo investir. Existem opções de franquias no ramo alimentício, de beleza, vestuário e muitos outros.

Marca facilmente reconhecida pelos clientes

Abrir um novo negócio gera uma série de riscos, principalmente se a marca será aprovada pelo público-alvo. Com a franquia, essa preocupação é inexistente, já que a franqueadora tem uma marca consolidada. Por isso, além da aceitação do público, a empresa também conta com processos estruturados, que são necessários para o sucesso do negócio.

É muito importante saber bem como funciona uma franquia antes de assinar qualquer contrato. Após os trâmites legais, é possível assumir uma unidade em funcionamento e alcançar o sucesso.

E você, gostou de se informar sobre como funciona uma franquia? Viu como o assunto é interessante? Então assine a nossa newsletter e receba diretamente em seu e-mail todas as nossas atualizações!

Postado em 25/04/2018.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin