Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Como funciona o retorno do investimento em uma franquia


Como funciona o retorno do investimento em uma franquia

Quando se fala em abrir uma franquia de sucesso é comum surgirem dúvidas sobre a parte administrativa do negócio. Na maioria dos casos isso se dá porque o conhecimento do futuro franqueado acaba sendo muito restrito, mais voltado para a execução das atividades.

Sentiu que a situação acima descreve o seu caso? Então você vai gostar de saber como funciona o retorno do investimento em franquias. Neste post, separamos dicas de como você pode calcular esse retorno, qual a importância disso e como saber se ele está adequado para você.

Continue com a gente para tirar todas as suas dúvidas sobre esse investimento!

Como calcular o retorno do investimento em franquias?

Para calcular de forma adequada, é necessário que você coloque na ponta do lápis tudo aquilo que gastou, qual o preço dos serviços e quais serão os seus ganhos reais.

Existe um índice que pode facilitar (e muito!) que o seu retorno seja calculado. Ele é conhecido como ROI  (“Return on Investment”),  que em português significa retorno do investimento.

Nesse índice, de forma bem geral e prática, a conta deve ser realizada assim: retirar do valor recebido o custo da mão de obra e dividir o resultado pelo custo do investimento.

O valor final dessa conta irá indicar quantas vezes mais você ganhou em cima daquilo que investiu e assim é possível saber se o seu negócio é lucrativo e em quanto tempo você terá de volta aquilo que investiu.

Para fazer o cálculo de forma adequada você deve levar em consideração pelo menos os 4 pontos seguintes:

1. Taxa da franquia

A franqueadora irá cobrar uma taxa para que você possa utilizar a marca e a metodologia padrão dela para a execução do trabalho. Essa taxa terá um custo para você, e o valor dela deverá ser agregado à quantidade total do seu investimento.

Nessa etapa é de extrema importância ter certeza de que a franqueadora será presente e operante para te ajudar, passando todas as instruções necessárias para você e os seus funcionários antes que o negócio seja aberto.

2. Custos operacionais

Os custos operacionais se referem ao que você precisa gastar ou até mesmo investir para manter o seu negócio funcionando de forma adequada. Em uma clínica odontológica, por exemplo, alguns deles são:

  • Salários: pensar em quantos profissionais você vai necessitar empregar e qual o valor total que deverá ser pago para eles;
  • Impostos: você pretende cumprir com as suas obrigações legais ao montar seu negócio, não é mesmo? Sendo assim, deve pagar todos os impostos e saber quanto isso vai custar;
  • Equipamentos: comprar os equipamentos e mantê-los é um dos custos operacionais mais importantes. Afinal, como você bem sabe, uma clínica bem equipada é essencial para o sucesso em se tratando de odontologia;
  • Materiais: além dos equipamentos, você deve ter os materiais mais cotidianos, como brocas e gazes e toda a parte instrumental, que sejam adequados aos seus clientes;
  • Marketing: ter bons resultados sem divulgar a sua marca é praticamente impossível. Por isso, esteja preparado para investir pesado em marketing. Vai valer a pena!

3. Valor para adquirir o ponto comercial

Assim que fizer a análise de mercado do seu negócio, você vai precisar iniciar a procura do ponto comercial mais adequado para o tipo de serviço que pretende executar. E então deverá calcular quanto isso custará. Nesse ponto é necessário levar em consideração os valores para reforma do local e manutenção.


Quero ser franqueado


Caso o ponto seja alugado, o valor entrará nas suas contas mensais. Por isso, essa pode ser uma conta considerada como um custo operacional, afinal, não dá para manter um negócio sem ter onde trabalhar, não é?

4. Capital de giro necessário

A sua empresa vai precisar de um capital de giro para se manter ativa no mercado, ou seja, você não poderá ficar sem pagar os fornecedores e necessita manter seu estoque. Nesse ponto, é importante lembrar, por exemplo, se serão oferecidas formas para os clientes parcelarem o valor dos serviços que você prestou.

Caso você tenha um bom capital de giro para começar, essa pode ser uma boa opção e provavelmente vai chamar a atenção de mais possíveis clientes. No entanto, você não pode ficar sem dinheiro só para chamar a atenção do consumidor, por isso, isso deve ser analisado caso a caso.

Esses foram apenas alguns exemplos do que deve ser levado em consideração na hora de calcular todo o seu investimento. Você deve parar para pensar em tudo aquilo que foi exigido para montar sua franquia e mantê-la. Só assim será possível fazer um cálculo exato.

Por que é importante fazer esse cálculo?

É extremamente importante para o sucesso da sua franquia que você visualize em quanto tempo você terá o retorno e saber que, apesar de ser possível, talvez o seu retorno não seja tão rápido quanto se espera.

Outra coisa importante é que optar por uma franquia não significa que o seu retorno está garantido. Lucrar com o negócio vai exigir muito mais do que apenas um investimento. Você vai precisar lutar por ele.

Lembre-se que ter um retorno rápido não significa que suas vendas são muito altas. Claro que vender bastante é ótimo, mas antes disso você precisa encontrar o equilíbrio entre suas vendas e o seu lucro.

O que é considerado um bom retorno do investimento em franquias?

Como já dito: o retorno de uma franquia pode não ser tão rápido quanto se espera. O prazo esperado de se conseguir de volta todo o dinheiro que investiu inicialmente é de 5 anos. Sendo assim, o seu lucro deverá ter uma média de 20% ao ano.

Fica claro que se o seu lucro passar essa porcentagem anual, o seu retorno do investimento é alto e muito bom. Seguindo essa mesma linha de raciocínio, o oposto também é verdadeiro.

Entender como funciona o retorno do investimento em franquias e verificar se ele é bom ou não, vai ajudar você a decidir fechar o negócio. É evidente que ao colocar em prática as dicas que apresentamos, o desfecho da situação agradará tanto o franqueador como você, um futuro franqueado.

Gostou de saber como funciona o retorno do investimento em uma franquia? Quer receber conteúdo de qualidade direto no seu e-mail? Assine nossa newsletter e conte conosco pra te ajudar no investimento de seu novo negócio!



Postado em 08/08/2017.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin