Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Entenda como fazer análise de mercado para consultório odontológico


como fazer análise de mercado para consultório odontológico

Qualquer que seja a área em que uma pessoa escolha seguir carreira, montar um negócio próprio é sempre desafiador. Um dos primeiros erros que os novos empreendedores cometem é deixar de lado a análise de mercado e pular para a parte prática do negócio.

Pensando em te ajudar, vamos mostrar como você pode fazer a análise de mercado e não errar na hora de montar o seu consultório odontológico.

Está em dúvida de como fazer ou não sabe se isso é realmente necessário? Então, veja agora as nossas dicas e entenda tudo o que é preciso sobre o assunto!

Análise do mercado odontológico

Antes de fazer qualquer investimento, você deve fazer uma análise de mercado. Mas o que é isso e como pode te ajudar? Fazer uma análise de mercado significa ir atrás de informações relevantes para o seu negócio.

Isso inclui descobrir quem são os concorrentes que vai ter de enfrentar, os preços normalmente praticados e como os clientes estão sendo atendidos atualmente. Nesse processo, você encontrará um diferencial em meio à concorrência e saberá como se destacar desde o primeiro dia de funcionamento do consultório.

Além dos pontos já citados, conhecer bem seu público-alvo e buscar fornecedores confiáveis são fatores que vão te ajudar a começar bem e crescer ao longo do tempo.

Ainda podemos destacar outros benefícios de fazer uma boa pesquisa de mercado. Veja alguns deles:

  • saber o tamanho do mercado em que está entrando;
  • adequar o atendimento e o ambiente da sua clínica odontológica ao gosto dos clientes, por conhecê-los bem;
  • montar um plano de marketing adequado ao seu público-alvo.

Análise do local onde pretende abrir o consultório

É claro que não existe nenhuma regra especificando onde abrir a sua clínica odontológica. Mas, ao fazer a análise de mercado, você deve procurar informações de onde seria mais adequado abrir o seu consultório.

Depois de definir qual é o seu público-alvo e quais serviços prestará, você fará bem em considerar pontos como:

  • bairro;
  • imóvel (incluindo o estado de conservação);
  • se o local é de fácil acesso;
  • estacionamento;
  • comodidade para os clientes.

É muito importante que a sua clínica ofereça acesso fácil, conforto e qualidade para todos os pacientes, e isso passa diretamente pela escolha do local e o tipo de imóvel usado para sediá-la.

Exigências legais

Ao fazer a pesquisa de mercado, preste bastante atenção às exigências legais para esse tipo de empreendimento.

Além de estar com o seu CRO (Conselho Regional de Odontologia) em dia, você deve se preocupar com as seguintes obrigações:

  • comerciais: por prestar um serviço, é preciso conhecer o código de defesa do consumidor, no que diz respeito às suas obrigações para com os clientes;
  • tributárias: para manter a sua clínica, você deverá se atentar aos impostos que terá de pagar;
  • fiscais: você terá de oferecer ao governo todas as informações fiscais estipuladas em lei, e elas têm de estar de acordo com os impostos pagos ao longo do ano;
  • trabalhistas: caso você tenha funcionários, deverá se preocupar em pagar a eles tudo o que está previsto na lei.

Não se esqueça que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) tem regras para as clínicas odontológicas e, uma vez por ano, faz uma visita para garantir que tudo está de acordo com o especificado.

Equipamentos e materiais


Quero ser franqueado


Outro aspecto que você precisa levar em consideração são os equipamentos que precisará usar na sua clínica. Alguns dos principais são:

  • cadeira odontológica;
  • aparelho de polimerização de resinas;
  • autoclave para a esterilização dos materiais;
  • Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • armários para a sua organização;
  • pia, onde os materiais serão lavados;
  • aparelho de sucção.

Na hora de fazer a sua análise de mercado, leve tudo isso em consideração. Cada vez que encontrar algo que precisará manter ou comprar, anote para calcular os custos mais tarde.

Estrutura e custos

Além de pensar em todos os pontos já mencionados, ao abrir o seu consultório você deve se preocupar com a estrutura que será necessária para montar o negócio.

Você também não pode se esquecer do que será de uso comum dos seus clientes, como banheiros limpos que estejam em boas condições para os pacientes usarem. E a sala de espera que também deve ser levada em consideração, já que você não poderá simplesmente deixar seus pacientes esperando em pé.

Ninguém gosta de ficar em um ambiente sujo, especialmente em áreas ligadas à saúde. Por isso, o seu local deve ser mantido em ordem e com a higienização necessária.

A análise de mercado pode apontar para um alto custo em estrutura. Se esse for o caso, é possível buscar opções que apresentem um custo menor.

Uma boa saída nesse caso seria optar por uma rede de franquias. Elas já vêm montadas com um padrão que dá certo, e o custo inicial é menor do que o necessário para montar uma clínica do zero.

Por isso, antes de fazer qualquer investimento, busque informações sólidas para conseguir se inserir no mercado da odontologia. Reserve o tempo necessário para fazer uma análise de mercado que tire toda as suas dúvidas e te ajude na decisão final.

Equipe

Pensar que consegue fazer tudo sozinho é um grande erro. Você vai precisar de ajuda para manter a agenda organizada e prestar um bom atendimento aos clientes. Por isso, não importa o tamanho da sua clínica odontológica; na hora de fazer a análise de mercado, pense em quais serão os profissionais que te darão apoio e qual é a remuneração adequada para cada função.

Considere também qual será o tamanho da sua clínica; assim, você poderá definir o número de recepcionistas, dentistas e outros profissionais que serão necessários para atender à demanda de clientes.

Se fizer a análise de mercado como mostramos, você conseguirá ser realista ao montar a sua clínica odontológica e, por isso, estará muito próximo de conquistar a sua independência financeira, sem que isso tome todo o seu tempo.

Além de uma boa análise, há muitos outros passos envolvidos em montar uma clínica. Quer saber quais são? Então, baixe o nosso guia prático e saiba tudo o que é preciso para montar sua clínica odontológica!



Postado em 14/07/2017.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin