Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Gengivoplastia: como essa cirurgia pode mudar seu sorriso


gengivectomia

Muitas pessoas se sentem desconfortáveis ao sorrir por causa do tamanho de suas gengivas. Além do incômodo estético, há aqueles que sofrem com problemas de saúde na região gengival. Para os dois casos, existe uma solução: a gengivoplastia e a gengivectomia.

Seja por finalidade estética, seja para o cuidado reparador, esses dois tratamentos podem trazer muitos benefícios para a autoestima e saúde bucal. Felizmente, eles também são procedimentos simples e de rápida recuperação.

Quer saber como ter um sorriso perfeito? Então, continue a leitura e saiba mais sobre esses dois procedimentos. Conheça as indicações, os benefícios, os cuidados pós-operatórios e descubra qual deles pode resolver seu problema.

O que é gengivoplastia?

Trata-se de uma cirurgia que corrige o excesso de gengiva e faz com que a proporção entre ela e os dentes fique mais harmoniosa. O procedimento é recomendado sobretudo para quem tem o chamado “sorriso gengival”, como era o caso de algumas celebridades, como a atriz Glória Pires e a cantora Wanessa Camargo.

A origem do sorriso gengival é normalmente genética. Ou seja, se um dos pais tem excesso de tecido na região, os filhos podem nascer com a mesma condição. Outras causas desse tipo de sorriso são o uso prolongado do aparelho ortodôntico ou problemas durante o nascimento dos dentes, caso que pode ser identificado durante as consultas.

A gengivoplastia também é empregada nos enxertos de uma parte do tecido do céu da boca para fazer o preenchimento de gengivas retraídas.

Para quem o procedimento é indicado?

Essa técnica não é recomendada apenas para o alinhamento e nivelamento da gengiva com fins estéticos. Existem indicações voltadas também para a saúde bucal, como modificar a arquitetura gengival a fim de permitir o acesso a dentes com cáries subgengivais ou fraturas dentárias e até para facilitar a higienização.

Gengivoplastia e gengivectomia são a mesma coisa?

Apesar de serem cirurgias que atuam na mesma região, são procedimentos com finalidades diferentes. Enquanto a gengivoplastia dedica-se sobretudo à correção do contorno gengival, a gengivectomia é utilizada para eliminar o excesso de gengiva causado por doença periodontal.

Essa condição é grave e atinge também o osso que retém a raiz do dente. Ela apresenta 3 estágios: gengivite, periodontite e periodontite avançada. A doença periodontal costuma ser indolor, mas os principais sintomas aparecem justamente na região da gengiva. Ela sangra facilmente durante o uso de fio dental e escovação, fica inchada, dolorida ou vermelha e pode apresentar retração, expondo a raiz dos dentes.

A gengivectomia também é utilizada nos casos de pericoronarite, quando existe uma camada de gengiva (capuz pericoronário) acima do dente do siso. A cirurgia pode ser empregada para facilitar o desenvolvimento do dente a fim de preparar a extração ou para permitir uma maior higienização do local.

Quais os exames necessários para realizar a cirurgia gengival?

Quando você vai à clínica, o dentista identifica as condições de sua gengiva e verifica a existência de algum tratamento a ser concluído antes da realização da cirurgia. Além do exame clínico, é necessário um raio-x para definir a técnica mais adequada às suas necessidades. Em casos mais complexos, o dentista pode solicitar também a realização de tomografias computadorizadas para analisar a estrutura óssea que suporta o tecido gengival.

Como é realizado esse procedimento?

A técnica da gengivoplastia é bastante simples. O cirurgião-dentista faz a desinfecção intra e extraoral e aplica a anestesia local para que o paciente não sinta nenhum desconforto durante o procedimento cirúrgico. Com um bisturi ou laser, o profissional faz as correções necessárias para o ajuste das imperfeições, dando mais espaço para a coroa dos dentes.

O procedimento leva de trinta minutos a duas horas, dependendo da complexidade do caso. No tratamento para gengiva retraída, o tempo de cirurgia pode ser maior, pois é necessária a retirada de tecido da região do céu da boca, o palato. Não há cicatrizes ou necessidade de pontos na maioria dos casos.

Assim como a gengivoplastia, a gengivectomia é um procedimento bastante simples. Realizada com anestesia local, normalmente são retirados de 1 a 2 milímetros de tecido gengival. No caso da cirurgia para tratar a pericoronarite, esse volume varia. Pode ser necessário o uso de suturas nas duas situações.

Como funciona o pós-operatório dessas cirurgias gengivais?

Tanto a gengivoplastia quanto a gengivectomia apresentam um pós-operatório considerado simples, mas o período e a qualidade de recuperação podem variar de acordo com cada paciente. A exceção ocorre nos casos das cirurgias que necessitam da aplicação de enxerto, que pode exigir cuidados especiais.

Geralmente, a região operada fica mais sensível por até 48 horas após o procedimento, período no qual o paciente deve tomar alguns cuidados especiais, como os que apresentaremos a seguir:

  • dar preferência aos alimentos frios e de fácil mastigação (sopa e sorvete são alguns exemplos);
  • evitar esforços físicos intensos e a exposição ao sol;
  • não fumar nem ingerir bebidas alcoólicas nos primeiros 7 dias após a cirurgia;
  • intensificar o cuidado com a higiene bucal.

Em caso de desconforto, o cirurgião-dentista pode indicar o uso de anti-inflamatórios.

É preciso ficar em repouso?


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A necessidade de afastamento das atividades depende da extensão da cirurgia e do posicionamento da gengiva ao falar e sorrir. Normalmente, a pessoa operada pode retornar ao seu cotidiano 72 horas após à cirurgia. Entretanto, é recomendável verificar com o dentista a possibilidade de antecipar esse retorno.

Nos casos de gengivoplastia em que há o uso de fios de sutura, por exemplo, o paciente consegue retomar a rotina após o 4º dia da cirurgia. O mesmo vale para procedimentos mais complexos realizados durante a gengivectomia. A cicatrização completa acontece em trinta dias, em média.

Qual a duração do tratamento?

Não é necessário aguardar muito tempo para conquistar o sorriso harmônico ou remover o excesso de gengiva. Entre a avaliação e a remoção dos pontos da cirurgia são necessárias, em média, 3 consultas. Isso quando não é necessário nenhum procedimento paralelo, como limpeza ou tratamento de cáries.

Os resultados são definitivos?

Tanto a gengivoplastia quanto a gengivectomia apresentam resultados permanentes. Em alguns tipos de correção do sorriso gengival, a aplicação de botox pode ser recomendada como complementar ao procedimento cirúrgico.

Nesses casos, a toxina botulínica é aplicada na região entre o lábio superior e o nariz para diminuir a exposição da gengiva. Vale lembrar que a ação dessa técnica é temporária, exigindo a repetição do procedimento a cada 6 ou 8 meses.

Quais são os benefícios?

Por se tratarem de procedimentos cirúrgicos que afetam diretamente a estética do sorriso, as duas técnicas devolvem ao paciente a liberdade de falar e sorrir sem medo.

Com a gengivoplastia, o tamanho de gengiva e dos dentes fica mais alinhado, o sorriso fica mais simétrico, promovendo a recuperação da autoestima do paciente. A gengivectomia também proporciona uma aparência mais harmônica do sorriso, embora sua finalidade principal seja a restauração da saúde bucal.

Quais os prós e contras das cirurgias?

Como você viu, gengivoplastia e gengivectomia promovem bons resultados estéticos e para a saúde bucal geral. Além disso, os resultados são duradouros e os procedimentos são relativamente simples, com poucas demandas de pós-operatório.

No entanto, existem alguns pontos a serem considerados. A sensibilidade pós-operatória pode ocorrer especialmente nos dentes que já apresentam essa condição ou que têm algum problema a ser resolvido após a cirurgia. Ela desaparece naturalmente em poucos dias.

Mas erros durante o planejamento da gengivoplastia e da gengivectomia ou na execução podem provocar a sensibilidade dentária e a retração das gengivas. No primeiro caso, um tratamento para dessensibilizar os dentes, como o uso de flúor, pode solucionar o desconforto.

Já a retração gengival nem sempre pode ser revertida, exigindo uma nova cirurgia para a aplicação de enxerto ou reconstrução dos dentes com facetas. Daí a importância de procurar uma clínica de confiança que tenha à disposição profissionais qualificados para realizar as cirurgias gengivais.

Onde realizar esse procedimento?

Apesar de se tratarem de procedimentos cirúrgicos simples, é preciso muito cuidado antes de realizá-los. O primeiro passo é procurar uma clínica que ofereça toda a infraestrutura necessária para a realização da gengivoplastia e da gengivectomia.

Você precisa assegurar também que o profissional responsável pelo procedimento tenha experiência nesse tipo de atendimento. O dentista precisa ainda realizar uma avaliação cuidadosa de sua saúde bucal para só então definir qual é a melhor solução para o caso.

Quando pensamos em clínica de odontologia e dentistas qualificados, o primeiro nome que vem à mente é a Sorridents. Ela é a rede de clínicas mais premiada do Brasil, pois oferece os melhores serviços odontológicos para melhorar seu sorriso.

Tudo isso é resultado do trabalho de profissionais especializados em uma variedade de soluções odontológicas, como a gengivoplastia. Além disso, a Sorridents conta com clínicas confortáveis, preparadas para todos os tipos procedimentos para a saúde bucal. E a boa notícia é que todo esse atendimento qualificado está à sua disposição por um preço acessível.

Você conheceu dois tipos de cirurgia gengival, a gengivoplastia e a gengivectomia. As duas técnicas são utilizadas para mudar ou corrigir o contorno e o tamanho da gengiva. Ambas são uma alternativa para quem se incomoda com o sorriso ou precisa resolver algum problema de saúde bucal. Os procedimentos são relativamente simples, desde que realizados por um profissional qualificado.

E por falar em saúde bucal, entre em contato com a Sorridents e agende agora mesmo uma avaliação. Esperamos por você!

Postado em 10/03/2017.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter