Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Saiba os benefícios da ortodontia preventiva e cuide da saúde bucal



Já se sabe que a manutenção da saúde bucal é importantíssima, certo? Mas sua relevância vai além do que muitas pessoas imaginam, pois os cuidados ajudam a manter a boca longe de problemas ou ao menos a realizar os tratamentos quando os sintomas ainda estão começando a aparecer. 

A ortodontia preventiva também é uma verdadeira aliada a prevenção e traz consigo muitos benefícios. Se você ficou curioso para entender como ela funciona e de que forma pode ajudar, não deixe de ler este artigo até o final. Vamos juntos mais uma vez? 

O que é a ortodontia preventiva, afinal?

Para quem não sabe de um modo geral, a ortodontia é uma área da odontologia na qual o dentista se especializa em estudar, prevenir e tratar os problemas relacionados ao crescimento ou desenvolvimento da face, arcada dentária e oclusão dos dentes. Muitas pessoas não associam a descrição com o papel, mas você certamente já viu os reflexos do trabalho de um ortodontista.

Uma de suas principais funções, por exemplo, é o alinhamento dos dentes com aparelhos ortodônticos. Pois bem: tais cuidados também podem (e devem) acontecer de forma preventiva, principalmente se considerarmos que manter a saúde bucal em dia é mais fácil quando esses outros aspectos estão resolvidos.

Se você não acredita, pense em como higienizar os dentes alinhados pode ser mais simples do que quando eles estão tortos. No caso da ortodontia preventiva, a ideia é realizar tratamentos ortodônticos que ajudem a evitar problemas na arcada dentária.

Entre suas principais atribuições, podemos destacar o papel de garantir o alinhamento correto dos dentes, assim como o tamanho e outras características. Esse acompanhamento é realizado na infância e na adolescência, períodos em que modelar a arcada é mais simples.

Funcionamento

Os procedimentos (assim como a duração e as ferramentas usadas) podem variar de acordo com o caso, mas costumam seguir um padrão. Prova disso é que a forma mais comum de prevenção envolve o uso de aparelhos ortodônticos. Como as próteses conseguem forçar a arcada dentária, fazem com que ela se movimente e vá em direção à posição correta.

Esse aspecto pode parecer despretensioso, mas facilita o desenvolvimento dos dentes no decorrer da vida. Trata-se da melhor maneira de evitar complicações futuras, como a necessidade de uma operação ou outro procedimento mais incisivo para colocar o dente no lugar.

Outra alternativa que podemos destacar é a extração de algum dente (caso esteja mal colocado) — que traz resultados, mas é mais complicada. Como você pode perceber, por mais incômodo que seja em um primeiro momento, é melhor investir no uso do aparelho ortodôntico.

Período ideal

Como adiantamos, alguns cuidados devem ser tomados no período da infância/adolescência, então é bom ponderar a possibilidade de introduzir a ortodontia preventiva na vida dos filhos enquanto ainda são pequenos. O acompanhamento deve ser ainda mais próximo caso exista algum tipo de problema familiar que surja de forma recorrente.

Os primeiros exames podem ser feitos quando eles ainda são bem pequenos, com cerca de três anos de idade. Trata-se de uma ótima forma de acompanhar o desenvolvimento da arcada e perceber problemas que possam aparecer. Todos esses conhecimentos são determinantes para planejar os tratamentos necessários quando a estrutura dentária começar a se desenvolver “para valer”.

Vale destacar que a maioria dos tratamentos efetivos são feitos no começo da adolescência, mas podem continuar até a faixa de uns 16 anos ou além. Tudo depende da gravidade do problema e/ou de quando o tratamento teve início. 

Quais são as vantagens dessa prática?


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Agora que você entende um pouco melhor como funciona a ortodontia preventiva, está se perguntando sobre os tipos que benefícios que ela pode trazer, certo? Conheça alguns abaixo.

Identifica problemas logo no início

Muitas crianças e adolescentes apresentam dificuldades no desenvolvimento dos dentes — um aspecto que pode ser corrigido com mais facilidade pela ortodontia preventiva. Além de agilizar o processo, essa é uma ótima maneira de evitar problemas estéticos, já que uma de suas principais atuações envolvem dificuldades na formação da arcada dentária.

Se você não acredita, pense que esses cuidados podem prevenir desvios no crescimento dos dentes, rachaduras e outros efeitos do tipo. Tem mais: tais ações impactam diretamente no desenvolvimento dos dentes permanentes. Nesse caso, a prevenção é uma forma de reduzir muitos problemas, já que, depois de nascidos, os dentes já estão formados e demandam mais tempo para a correção.

Garante uma mastigação completa

Os dentes alinhados também trazem impactos diretos à mastigação. Isso porque as pessoas que não têm a arcada desenvolvida da forma correta podem vivenciar pequenas ou grandes dificuldades durante a alimentação. Para você ter uma noção, algumas delas sofrem com dores crônicas na mandíbula e na gengiva — um aspecto que compromete a mastigação correta. 

Ajuda na educação odontológica

Ter uma rotina de visitas ao dentista é muito bom e interfere de forma direta na qualidade da saúde bucal das pessoas. Manter um acompanhamento desde a infância faz toda a diferença e pode garantir resultados ainda melhores!

No caso da ortodontia preventiva, o dentista pode (e deve) orientar o paciente sobre os cuidados a serem adotados para evitar uma série de problemas bucais. Convenhamos: esse aspecto é decisivo para quem está desenvolvendo hábitos de higienização.

Reduz a necessidade de tratamentos futuros

Para fechar, não poderíamos deixar de ressaltar que a prevenção reduz consideravelmente a probabilidade de ter que lidar com o problema no futuro. Como os tratamentos ortodônticos acabam por ter um perfil invasivo (e caro) quando eles ocorrem alguns anos mais tarde, adotar medidas preventivas é uma ótima forma de se livrar de uma dor de cabeça do tipo.

Uma cirurgia, por exemplo, demandará mais do seu corpo, pois ele vai precisar se recuperar. Por outro lado, se o tratamento for feito durante a infância, a chance de ter que explorar essas alternativas é bem menor.

Depois de ler nosso conteúdo e entender os benefícios da ortodontia preventiva, ficou mais fácil perceber como esse cuidado vale a pena, não é? Caso o tempo de prevenção já tenha passado para você, invista na saúde bucal de seus filhos desde o início da dentição. Lembre-se de que os pais e/ou responsáveis devem levar as crianças ao dentista regularmente.

Caso ainda não tenha um profissional de confiança para cuidar de vocês, entre em contato conosco. Contamos com um time altamente capacitado para tratar preventivamente a saúde bucal de toda a sua família! 

Postado em 23/09/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter