Está com dor nos maxilares ao mastigar? Descubra o que pode ser | Sorridents - Clínicas Odontológicas
Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Está com dor nos maxilares ao mastigar? Descubra o que pode ser



Engana-se quem pensa que fazer um tratamento bucal se resume à estética do sorriso. Ainda que seja importante cuidar da aparência orofacil, é indispensável procurar ajuda profissional para melhorar funções como a comunicação e a deglutição. Pensando nisso, este conteúdo explica o que pode causar dor nos maxilares ao mastigar.

Além disso, o material mostra por que não é comum sentir dor ao mastigar e resume quais são os principais tratamentos para o problema. Ao final, você entende, também, quando é hora de ir a um consultório odontológico, para analisar o caso individualmente. Continue a leitura e descubra outras informações relevantes sobre o tema!

Por que não é normal sentir dor no maxilar ao mastigar?

Tecnicamente, a maxila é a estrutura localizada na parte frontal do crânio humano, que tem a função de suportar os dentes superiores. Dessa forma, a pessoa não deve sentir dor ao mastigar, uma vez que a ação de abrir e fechar a boca, movimentando a maxila e a mandíbula (responsável pelo suporte dos dentes inferiores), é muito corriqueira para os seres humanos.

Afinal, com o mecanismo oclusivo (de encaixe da maxila e da mandíbula), os pacientes podem realizar diversas funções essenciais, como se alimentar e se comunicar. Portanto, queixar-se de dor no maxilar não é comum e se relaciona a várias causas médicas, motivo pelo qual o sintoma deve ser investigado por um profissional.

O que pode causar a dor nos maxilares ao mastigar?

O tratamento para dor nos maxilares ao mastigar passa, antes, pela investigação do que está causando o sintoma. Por isso, listamos as principais causas que podem levar ao incômodo nessa região.

Bruxismo

O bruxismo se caracteriza pelo hábito involuntário de ranger ou pressionar os dentes, geralmente manifestado à noite, durante o sono. O problema, além de deixar estruturas como os músculos da mastigação doendo, desgasta e amolece os dentes.

Em casos mais severos, a doença pode comprometer a parte óssea da boca, o tecido gengival e a articulação temporomandibular (ATM). Por outro lado, as causas do bruxismo são variadas, desde o fator genético até uma situação de estresse, passando por disfunções oclusais e ansiedade.

Mordida cruzada

A mordida cruzada também pode causar dor nos maxilares. A disfunção, que é relativamente comum entre os pacientes, caracteriza-se pelo desencontro da arcada superior em relação à arcada inferior.

Em muitos casos, a mordida cruzada tem uma proeminência evidente, em especial, quando a dentição inferior se sobrepõe à superior, deslocando o queixo para frente.

Doença periodontal

Doença periodontal é uma condição que pode se referir tanto à gengivite, uma infecção no tecido gengival, quanto à periodontite, um quadro mais avançado de gengivite.

Em todo caso, a disfunção ocorre devido ao acúmulo de placa bacteriana nos dentes e na gengiva, desgastando o osso e os tecidos bucais. Caso o paciente não faça a higiene adequada da boca, o problema avança, levando a sangramentos, inchaços e até dor nos maxilares.

Osteomielite

Osteomielite é uma inflamação óssea causada por infecção. Embora seja comum nas pernas, nos braços e na coluna vertical, o quadro pode se espalhar para outras regiões do corpo pela corrente sanguínea. Nesse sentido, a mandíbula é a mais afetada, entre outros ossos faciais, devido à composição pobre do suprimento sanguíneo no local.

Abcessos


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Abscesso dentário é como se chama tecnicamente uma infecção bacteriana no dente, levando ao acúmulo de pus no interior da dentição. Como consequência, o problema pode gerar uma dor intensa no dente e nos tecidos bucais.

O que fazer para resolver o problema?

Até aqui, você já entendeu que a dor nos maxilares ao mastigar está associada a várias causas. Sendo assim, o tratamento pelo problema depende do que está acometendo os ossos bucais, seja o bruxismo, a mordida irregular, a doença periodontal, a osteomielite e os abcessos.

Em primeiro lugar, o bruxismo também está associado a várias causas. Se a doença tiver um fundo emocional, medidas para aliviar o estresse e melhorar a qualidade do sono podem surtir um bom efeito. No entanto, pode ser mais efetivo tratar a condição com a toxina botulínica, que é aplicada em pontos específicos dos músculos, impedindo a liberação da substância que age na contração da musculatura facial.

Para tratar a mordida cruzada e, assim, melhorar o funcionamento do sistema mastigatório, a recomendação geralmente é o uso de aparelho ortodôntico. Um aparelho no céu da boca ou um disjuntor palatino também podem ser indicados para o tratamento dessa disfunção oral.

Se a dor nos maxilares estiver associada à doença periodontal, o tratamento costuma envolver a profilaxia, com limpeza profissional das áreas afetadas pelo acúmulo e enrijecimento de placa bacteriana. Em casos mais graves, no entanto, pode ser necessário recorrer a intervenções cirúrgicas, como gengivectomia e gengivoplastia.

Em caso de osteomielite, o tratamento requer, em geral, o uso de fortes antibióticos, podendo ser necessário, também, fazer uma intervenção cirúrgica no local para remover as partes ósseas desgastadas pela infecção.

Por fim, se a dor nos maxilares estiver relacionada a um abscesso dentário, o profissional deve drenar o pus na parte interna do dente. A depender do avanço da infecção, pode ser necessário realizar um tratamento de canal ou fazer a extração dental.

Quando é a hora de procurar um especialista?

Você já sabe que não é normal sentir dor na região dos maxilares ao mastigar. Então, é recomendado procurar a ajuda de um cirurgião-dentista para avaliar o quadro especialmente.

No consultório odontológico, o profissional fará um exame para verificar as funções e a aparência da cavidade oral, investigando se o paciente sofre com outros sintomas relacionados à estrutura do maxilar.

Em um segundo momento, o especialista reúne as informações necessárias para o diagnóstico e orienta a pessoa a realizar um tratamento, amenizando a dor e reabilitando o sorriso.

Neste conteúdo, você percebeu o que pode causar dor nos maxilares ao mastigar. Ao sentir desconforto na região, você não deve pensar duas vezes em procurar ajuda profissional. Ignorar o quadro e negligenciar o tratamento terá consequências graves para o paciente, que pode afetar a oclusão e as articulações e comprometer funções essenciais para a vida humana.

Gostou do texto? Se sim, ajude a sua comunidade a entender o que pode causar dor no maxilar ao mastigar. Compartilhe, agora, este post com os amigos nas suas redes sociais!

Postado em 19/08/2021.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter