Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Dor de dente após o tratamento de canal: o que pode ser?



A estrutura do dente é composta, basicamente, de esmalte, dentina e polpa, que mantêm a funcionalidade e a estética do sorriso saudável. Mas, em caso de fratura ou ação profunda de cáries, o paciente pode ser orientado a realizar intervenções odontológicas. Neste post, explicaremos o motivo pelo qual algumas pessoas sentem dor de dente após canal, um tratamento que reconstrói os tecidos dentários.

Além disso, este artigo mostrará o que é, como é feito e para que serve o tratamento de canal, informando por que apenas o profissional em endodontia deve orientar e realizar o procedimento. Por fim, você entenderá o que fazer em caso de algum incômodo após a intervenção e verá um passo a passo de cuidados no pós-operatório. Continue a leitura agora mesmo e entenda melhor o assunto!

O que é, como funciona e quando o tratamento de canal deve ser feito?

Tratamento de canal é uma técnica que remove a parte interna do dente (a polpa dentária) que está infeccionada, morta ou danificada pela ação de micro-organismos ou traumas externos. Após a limpeza da polpa, região bastante vascularizada e de função vital para a dentição, o dente é preenchido com um material específico, vedando o canal e restabelecendo a saúde bucal do paciente.

O tratamento de canal, que normalmente é concluído em apenas uma sessão no consultório do dentista, é muito indicado para tratar cáries profundas, que destroem o tecido mole do dente e podem chegar até à raiz. Dessa forma, é necessário fazer uma abertura no dente, remover a parte infeccionada e, por fim, preencher o local com uma resina, com uma cor semelhante ao do dente natural.

Por que fazer o tratamento de canal com profissional em endodontia?

A endodontia é a área da odontologia que se dedica ao estudo, ao diagnóstico e ao tratamento de problemas na polpa dentária e na raiz do dente, região responsável pela vitalidade da dentição. Por isso, você deve escolher um profissional endodontista para fazer uma avaliação clínica e, se for o caso, realizar o procedimento de canal adequadamente.

Por que a dor pode acontecer após o procedimento?

O tratamento de canal ocorre em um tecido com muitos nervos e vasos sanguíneos, podendo a intervenção cirúrgica nessa região causar incômodos, principalmente no período do pós-operatório. Ainda que algumas pessoas não sintam dor depois de realizar o tratamento de canal, o dentista costuma indicar medicamentos para aliviar algum desconforto.

Em geral, pacientes que apresentam estes sintomas relatam dor depois do tratamento de canal:

  • quando a infecção atinge os tecidos de sustentação do dente;
  • se o dente estiver fraturado ou trincado;
  • em caso de restaurações malfeitas, gerando sobrecarga na estrutura bucal;
  • quando o paciente tem um canal secundário, cuja anatomia é diferente e pode fazer com que o profissional não trate a região adequadamente;
  • e, por fim, se algum instrumento se romper dentro do canal, o que é muito raro de ocorrer no consultório.

É importante, em todo caso, seguir a orientação do cirurgião-dentista para manter a eficácia do procedimento e não comprometer a sua saúde oral.

Quando procurar o profissional após sentir dor no local do tratamento?

Até aqui, você já entendeu que o tratamento de canal pode gerar dor no local, mas qual é o momento certo para procurar o dentista ao sentir algum incômodo na boca?

Para responder à pergunta, vale verificar a intensidade e a regularidade do mal-estar após a realização do procedimento odontológico. Assim, procure o dentista caso o mal-estar não diminua com o uso de analgésico e anti-inflamatório ao longo da semana de pós-operatório.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A depender do agravamento da situação, o endodontista pode refazer o tratamento, observando se alguma parte interna do dente continua infeccionada ou danificada. Porém, a reincidência da técnica, em um curto período, pode levar a um processo de cicatrização mais complicado, uma vez que os tecidos bucais ainda estarão se regenerando.

Quais são os cuidados para garantir a eficácia do tratamento?

É verdade que o sucesso do tratamento de canal depende da experiência do cirurgião-dentista, que deve entender do ramo da endodontia. Mas, por outro lado, o paciente deve manter uma série de cuidados para não sofrer com complicações após a realização do procedimento.

Manter a higienização bucal de forma correta

Você deve se lembrar de que o tratamento de canal decorre, em geral, da falta de cuidado com a higiene bucal. Por isso, no pós-operatório, é essencial que o paciente mantenha os dentes limpos após as refeições, evitando que restos de alimento se acumulem entre os dentes e a gengiva.

Evitar a mastigação no local

O tratamento de canal pode deixar a região tratada mais sensível à ação mastigatória, que distribui força entre o maxilar e a mandíbula. Por isso, o indicado, após a realização dessa técnica funcional, é que se evite a mastigação no local, devendo-se usar a outra parte da boca para triturar adequadamente os alimentos e iniciar, de forma satisfatória, a função digestiva do organismo.

Não consumir alimentos muito quentes ou gelados

Seguindo a orientação para o paciente com tratamento de canal evitar a mastigação no dente recém tratado, o mesmo vale para o consumo de alimentos com temperaturas extremas.

O motivo é que consumir refeições geladas ou muito quentes pode deixar o local ainda mais sensível aos estímulos externos, gerando uma sensação de dor e comprometendo, possivelmente, a recuperação dos tecidos da parte vascularizada da dentição.

Optar por alimentos macios

Outra recomendação para o pós-operatório de tratamento de canal é restringir a dieta, momentaneamente. Até que o dente esteja recuperado, indica-se que o paciente escolha alimentos com textura macia, que demandam menos esforço na hora da mastigação e têm um menor impacto sobre a área operada.

Neste texto, você entendeu que pode ocorrer sim a dor de dente após canal. Por isso, é importante se consultar sempre com profissionais experientes (no caso, dentistas especializados em endodontia), que vão examinar a região afetada e realizar uma intervenção adequada, garantindo a eficiência do procedimento.

O artigo foi útil para você? Em caso afirmativo, não deixe de conferir outros materiais interessantes sobre saúde bucal. Assine, agora, a newsletter do blog e receba informações em primeira mão a respeito desse tema!

Postado em 02/10/2020.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter