Alinhadores invisíveis: saiba mais sobre essa nova tendência | Sorridents - Clínicas Odontológicas
Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Alinhadores invisíveis: saiba mais sobre essa nova tendência



Os tratamentos ortodônticos passaram por uma grande evolução nos últimos anos. Hoje, além do aparelho fixo metálico convencional que todos conhecemos, existem opções mais estéticas. Elas possibilitam fazer um tratamento discreto que não impacta na imagem, como é o caso dos alinhadores invisíveis.

Sendo uma revolução para promover o alinhamento do sorriso, esse tipo de dispositivo tem uma tecnologia diferenciada. Ele possibilita alcançar excelentes resultados em pouco tempo, com mais conforto e cuidado com a saúde bucal.

Por isso, são uma nova tendência que tem ajudado milhares de pacientes a alcançarem o sorriso que tanto desejam. Nós preparamos este artigo para apresentar essa opção a você. Continue lendo e saiba ao certo o que são os alinhadores invisíveis, como eles funcionam e quais são as vantagens que oferecem.

O que são alinhadores invisíveis?

Não é raro adultos que precisam de tratamento ortodôntico deixarem de realizar esse procedimento. Isso acontece principalmente porque os aparelhos convencionais afetam muito a imagem. Como eles estão associados a pacientes mais jovens, a impressão que alguns têm é de que o sorriso fica infantilizado.

Mas não é mais preciso rejeitar o tratamento ortodôntico por causa disso. Já existem opções tão eficazes quanto o aparelho convencional, porém, bem mais discretas. Os alinhadores invisíveis são uma nova tendência justamente porque não praticamente não alteram a aparência do paciente.

Eles também são aparelhos ortodônticos e corrigem desalinhamentos dentários, espaços entre os dentes (diastemas), apinhamentos, entre outros problemas. Porém, o seu diferencial está em sua estrutura, que não contém componentes como bráquetes bandas ou elásticos.

Por isso, os alinhadores ficam praticamente imperceptíveis na boca. Assim, é possível reposicionar os dentes de uma forma discreta e com muito mais conforto e proteção para a saúde bucal.

Encontramos marcas diferentes desse dispositivo no mercado, e uma excelente opção é o NewALIGNER. Ele é o alinhador transparente mais avançado do mundo e oferece uma excelente adaptação para o paciente.

Por isso, é mais confortável e ainda conta com recursos específicos para tratar os mais diferentes casos. De toda forma, a estrutura e a função dos alinhadores, independentemente da sua marca, são similares.

Qual é o formato dos alinhadores?

Como dito, o diferencial dos alinhadores invisíveis está em sua estrutura, que difere muito dos aparelhos convencionais. Eles não são confeccionados em metal, mas sim em acetato, um tipo de plástico. Não recebem pigmentos, por isso, são totalmente transparentes.

Seu formato é similar aos moldes usados para fazer clareamento dentário, ou seja, são placas personalizadas que respeitam a anatomia do paciente — por isso, se encaixam perfeitamente nos dentes.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Em função da sua transparência e por revestirem a arcada dentária em seus mínimos detalhes, os alinhadores invisíveis desaparecem na boca. Não há incômodos para falar e as chances de ocorrerem lesões na mucosa bucal são praticamente inexistentes. Afinal, o material é liso não causando atrito.

Outra funcionalidade muito atrativa dos alinhadores é o fato de serem dispositivos móveis. O paciente pode retirar o aparelho da boca para se alimentar, fazer a higiene bucal e sempre que julgar necessário.

No entanto, essa praticidade precisa ser usufruída com cautela. Isso porque existe um período mínimo de utilização do aparelho para alcançar bons resultados. Sendo assim, é importante respeitar a recomendação do dentista para não prejudicar o tratamento.

Como os alinhadores invisíveis corrigem a posição dos dentes?

A ortodontia digital está diretamente relacionada ao tratamento, incluindo os alinhadores invisíveis. É por meio desse recurso tecnológico que o especialista faz o planejamento do sorriso para definir como serão as etapas pelas quais o paciente deve passar.

O primeiro passo é coletar dados para estudar cada caso, como, por exemplo, exames e imagens intraorais. Com o auxílio de um computador e um software específico, o dentista observa as características do paciente e observa como deverá ficar ao final do tratamento.

Assim, ele define como as movimentações dentárias deverão acontecer e, baseado nessas informações, são confeccionados diversos alinhadores. Cada um deles apresenta uma pequena diferença em relação a seu anterior.

É justamente essa característica que estimula os dentes a se movimentarem. Periodicamente, o paciente troca de alinhador, assim, ele exerce pressão nos dentes e tecidos de sustentação. Com isso, a dentição vai se alinhando cada vez mais.

Não é necessário fazer apertos, trocar fios, borrachinhas ou qualquer outra ação realizada em dispositivos convencionais. Afinal, o alinhador não tem esses componentes e a manutenção consiste apenas em fazer a troca pelo seu sucessor.

Para quem são indicados?

O alinhador é invisível e é indicado para aquelas pessoas que desejam alinhar os dentes em posições erradas. Eles foram criados para corrigir problemas mais simples, tanto que o tempo de uso é pequeno. Ele pode ser usado para corrigir os seguintes problemas:

  • mordida aberta: ocorre quando os dentes da parte superior não encostam nos inferiores quando a boca fecha. Esse problema afeta a mastigação, a respiração e a fonação.
  • diastema: consiste em um espaço entre dois ou mais dentes. Ele é mais observado nos dois dentes frontais da parte superior, ele pode causar problemas de saúde bucal. Logo, é necessário realizar o tratamento.
  • sobremordida: ocorre quando os dentes superiores se sobrepõem excessivamente aos inferiores, problema também conhecido de mordida profunda.
  • mordida cruzada: ocorre quando alguns dentes superiores se encaixam em posição por dentro dos dentes inferiores, provocando uma alteração no encaixe normal. A mordida cruzada pode ocasionar quebra ou desgastes dos dentes. Além de levar problemas durante o processo mastigatório e dores musculares.

Postado em 04/04/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter