Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Você sabia que estresse pode causar dor de dente? Entenda agora como!



Passar por situações estressantes pode causar danos à saúde do organismo, levando à baixa imunidade, à gastrite e à enxaqueca, por exemplo. Porém, o que muita gente não sabe é que o estresse pode causar dor de dente. Pensando nisso, o post a seguir explica qual é a relação de causa e efeito nos pacientes.

Além disso, o texto explica como aliviar a dor de dente em decorrência de estresse e ansiedade e mostra por que você deve ficar atento aos sintomas e procurar ajuda profissional urgentemente em caso de desconforto bucal. Ficou curioso? Então, comece agora mesmo a leitura e tire as suas dúvidas sobre o tema!

Qual a relação entre o estresse e a dor de dente?

A preocupação excessiva, o acúmulo de tarefas e a correria no dia a dia formam um cenário ideal para se sentir estressado, o que pode se refletir em problemas bucais.

Nesse sentido, a principal consequência do estresse para a saúde da boca é a criação de hábitos parafuncionais, causando pressão inadequada nas articulações e levando, muitas vezes, ao bruxismo e ao apertamento dentário.

O bruxismo é uma disfunção de saúde bucal em que o paciente range e aperta os dentes de forma não consciente ou involuntária, especialmente durante o sono. Igualmente, o apertamento dentário é um tipo de bruxismo que se desenvolve pelo ato de o paciente apertar a dentição.

A depender da idade, o quadro de bruxismo ou apertamento pode evoluir no paciente para um grave desgaste ósseo na boca e para um incômodo muscular na face, devendo ser acompanhado e tratado por um profissional da sua confiança, em uma clínica odontológica bem equipada.

Como aliviar os sintomas da dor de dente?

Até aqui, você entendeu como o estresse está ligado a algumas disfunções na boca. Mas como aliviar o incômodo? Para diminuir os sintomas da dor de dente, é preciso, antes, ter um diagnóstico confiável sobre as causas desse incômodo.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Confirmando-se o sintoma de bruxismo, por exemplo, um tratamento adequado pode envolver o apoio de uma equipe multidisciplinar, com uso de placas miorrelaxantes (também chamadas de “placas de bruxismo”) e acompanhamento psicológico.

Além disso, a toxina botulínica pode ser aplicada na musculatura para diminuir a atividade muscular no local comprometido.

Por que estar atento aos sintomas para tratar o problema?

Agora, você deve estar se perguntando por que ficar atento a desconfortos na boca, não é? Respondendo à questão, alguns sintomas, como dor de dente, podem sinalizar problemas na estrutura orto-facial, tanto na parte óssea quanto na muscular. Por isso, a recomendação, em caso de mal-estar no local, é procurar o dentista e fazer uma avaliação clínica.

Neste post, você entendeu que o estresse pode causar dor de dente nos pacientes, estando associado a hábitos parafuncionais, como o ranger involuntário dos dentes (bruxismo). Em todo caso, é importante estar atento aos sintomas e procurar o diagnóstico especializado do cirurgião-dentista.

O texto foi útil para você, não é? Então, receba, em primeira mão, outros materiais sobre saúde bucal e dicas para manter o sorriso harmônico. Assine já, gratuitamente, a newsletter do nosso blog!

Postado em 26/06/2020.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter