Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Conheça as principais doenças bucais e saiba como tratá-las


Clínico Geral para atendimento de procedimentos odontológicos

1. Introdução

As doenças bucais são mais comuns do que se imagina. Algumas são bem conhecidas pela maioria da população, como o mau hálito e as cáries, enquanto outras ainda são desconhecidas, como a periodontite e a candidíase oral.

Pessoas em qualquer fase da vida podem sofrer com essas doenças, desde bebês recém-nascidos até idosos. Elas podem ser causadas por diversos fatores e apresentam os mais variados sintomas. Algumas não possuem consequências graves, enquanto outras podem causar vários problemas.

Como há um número muito grande de doenças bucais, neste e-book vamos apresentar as causas, sintomas e tratamentos das principais. Assim, você saberá identificá-las caso apareçam em sua vida em algum momento.

2. As principais causas das doenças bucais

As diferentes doenças bucais podem ser causadas por diversos fatores, que vão desde a falta de cuidados com a boca, até a falta de determinados nutrientes. Conheça as principais causas:

Falta de higiene bucal

A falta de higiene bucal, ou uma higiene mal feita, é uma das principais causas de diversas doenças bucais. Isso porque as bactérias e os restos de alimentos que existem dentro de uma boca suja podem resultar em infecções, fungos e diversos outros problemas.

Falta de acompanhamento profissional

Mesmo as pessoas que mais cuidam de sua boca e seus dentes estão sujeitas ao aparecimento de problemas bucais. Porém, se eles forem identificados logo no início, é muito mais fácil tratá-los e eliminá-los de vez. Por isso, visitar o dentista com certa frequência é imprescindível!

Além disso, o profissional poderá te dar recomendações de como cuidar corretamente de sua boca e tirar qualquer dúvida que você tiver sobre o assunto. Seguindo essas recomendações e colocando em prática o que você aprender com ele, as chances de sofrer com alguma doença bucal são bem menores.

Má alimentação

A má alimentação está relacionada a diversos problemas de saúde, especialmente dentro da boca — por onde passam todos os alimentos que você ingere. O principal vilão, nesse caso, é o açúcar. Ele é o principal causador da cárie, e também pode agravar o problema por servir de alimento para a bactéria.

Além disso, uma alimentação não balanceada pode causar outros problemas. A falta de cálcio, por exemplo, pode deixar os dentes mais fracos. Por isso, é imprescindível se alimentar bem e incluir em seu plano alimentar todos os nutrientes necessários, da forma mais natural possível.

Falta de nutrientes

Muito além do cálcio, diversos nutrientes são importantes para a saúde bucal. A vitamina C, por exemplo, evita o sangramento na gengiva e a perda de massa óssea, além de ser uma grande aliada no combate ao câncer de boca.

Enquanto isso, a vitamina D ajuda na absorção do cálcio, que é o nutriente mais importante para os dentes. A falta de outras vitaminas e minerais, como o ferro, podem causar rachaduras na língua.

Doenças e problemas emocionais

Algumas doenças bucais podem ser causadas por outras pré-existentes e por problemas emocionais, como estresse e ansiedade, por exemplo. Muita gente não sabe, mas essas podem ser a causa de meu hálito e até das aftas, que podem representar que algo não está legal em seu organismo.

3. Doenças bucais mais comuns e seus tratamentos

Existe um número muito grande de doenças bucais e qualquer pessoa está suscetível a algumas delas. Por isso, é importante saber quais são as principais e conhecer suas causas, sintomas e tratamentos. Veja só:

Cárie

A cárie é a doença bucal mais comum no mundo! Ela pode aparecer desde a infância até a terceira idade, e sua principal causa é o grande consumo de açúcar. Mas ela também pode ser causada pela falta de higiene bucal, já que é uma bactéria que pode se proliferar se a boca não estiver muito bem limpa.

Seus principais sintomas são a dor e a hipersensibilidade, especialmente quando se come alimentos com muito açúcar. Além disso, elas também podem ser identificadas por pontinhos ou pequenas manchas pretas nos dentes.

O tratamento vai depender do estágio em que a cárie se encontra. Estando em estágio inicial, apenas uma obturação é necessária. Em casos mais avançados, pode ser necessário repor a coroa do dente ou, ainda, fazer um tratamento de canal para resolver o problema.

Gengivite

Causada pelo acúmulo de placa bacteriana, que se transforma em tártaro, a gengivite é uma inflamação nas gengivas. Você pode suspeitar que está com essa doença se perceber suas gengivas muito inchadas, além de vermelhas e sensíveis. Em determinados casos, elas podem sangrar.

Se não tratada corretamente, a gengivite pode se transformar em uma periodontite, doença que é a principal responsável pela perda de dentes na vida adulta. Porém, se diagnosticada em seu estágio inicial, é possível tratar a gengivite apenas com uma boa escovação orientada por seu dentista. Em casos mais avançados, pode ser necessário fazer uma raspagem ou aplicar medicamentos para combater a doença.

Periodontite

Uma das mais graves doenças bucais é a periodontite, pois além de ser a maior causadora da perda de dentes, ela pode causar outros problemas ainda mais sérios, como o infarto. A periodontite é um dos estágios mais avançados na gengivite que não foi tratada.

Os sintomas da gengivite continuam existindo nessa fase da doença, porém, com mais intensidade. Além deles, outros problemas como mau hálito e uma dentição amolecida pode surgir. Os dentes podem cair, pois, nesse estágio, a inflamação desgasta os ossos e suas fibras de sustentação de forma irreversível.

O tratamento pode ser feito por meio de medicamentos e, em alguns casos, cirurgias. É preciso fazer um acompanhamento rigoroso com seu dentista, para evitar que o problema se torne mais grave.

Candidíase oral

Também conhecida como sapinho, a candidíase é a doença causada pelo fungo Candida. É uma infecção que pode ser transmitida de pessoa para pessoa, por meio do contato íntimo ou beijos. Ela também pode aparecer quando a imunidade está baixa, pois o fungo está presente no organismo mesmo sem causar muitos problemas. Também pela falta de imunidade, a doença acaba sendo muito comum em bebês.

Outras causas são aquelas que podem potencializar a proliferação do fungo, como a ingestão exagerada de açúcar, o uso de próteses ou a falta de higiene bucal. Já os sintomas, são manchas brancas em toda a boca, ardência e o aparecimento de aftas e caroços.

Halitose

A halitose é o famoso mau hálito, um problema supercomum em pessoas de todas as idades. As causas são muito diversas, e vão desde a ingestão de determinados alimentos até problemas gastrointestinais. Boca seca, estresse, consumo de álcool e tabaco e falta de higiene bucal também são causadores comuns da doença.


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


O mau hálito superficial, que acontece esporadicamente e pode ter resolvido com uma bala de hortelã ou com a escovação não é considerado halitose. A doença ocorre somente quando essas formas simples de tratamento não resolvem o problema, sendo necessário apostar em tratamentos mais profundos.

O tratamento vai depender da causa de seu problema. Se forem problemas gastrointestinais, é preciso tratá-los especificamente. Se for estresse, pode ser necessário investir em acompanhamento psicológico. No caso da boca seca, é importante aumentar o consumo de água diariamente.

Afta

Afta é o nome popular para a doença chamada estomatite. É um problema muito comum e que não possui consequências graves, mas seus sintomas podem ser bastante incômodos. São pequenas lesões bem sensíveis, que podem causar dor e sensação de ardência no local.

Essas lesões podem ser causadas por falta de nutrientes, como ferro e vitamina B, doenças gastrointestinais e até problemas emocionais. O uso de aparelho dentário também pode causar aftas, devido ao atrito. Elas podem aparecer na parte interior das bochechas e lábios, língua, garganta e gengivas.

Existem algumas opções de tratamentos, que vão desde pomadas específicas até o uso de bicarbonato de sódio, passando por anti-inflamatórios, enxaguantes bucais e outros. Para saber qual a melhor opção para o seu caso, é preciso consultar um dentista.

Placa bacteriana

A placa bacteriana é um problema relativamente simples, mas que pode ser responsável por diversas outras doenças que podem ter sérias consequências, como a gengivite e a periodontite, por exemplo. Ela se forma quando restos de alimentos se acumulam nos dentes, devido a uma higiene bucal mal feita.

O único sintoma é a sensação meio áspera que se sente quando passa a língua nos dentes. Seu tratamento não poderia ser mais simples, basta apenas manter uma higiene adequada diariamente, para não permitir que a placa bacteriana se transforme em outros problemas mais difíceis de tratar.

4. Práticas eficazes para evitar doenças bucais

Mais fácil do que tratar as doenças bucais é evitá-las! Algumas atitudes muito simples vão fazer com que a chance de aparecer algum problema sejam muito menores. Veja quais são elas:

Visitar o dentista frequentemente

A melhor forma de evitar qualquer problema em relação à sua saúde bucal é fazendo visitas frequentes ao dentista. Além de fazer os tratamentos necessários, ele te mostrará o que pode ser melhorado em sua higiene bucal e te passar orientações do que deve ser feito.

Ainda, o dentista pode diagnosticar doenças que ainda não apresentaram sintomas e não foram identificados por você. É muito mais fácil tratar qualquer problema descoberto nos estágios iniciais, por isso, não deixe para procurar o profissional apenas quando perceber que algo está errado.

Escovar os dentes 3 vezes ao dia

Como foi dito ao longo deste e-book, algumas doenças são causadas pela falta ou pela má higiene bucal. Por isso, escovar os dentes pelo menos ao acordar, após o almoço e antes de dormir é imprescindível. Um ato tão simples e rápido vai lhe ajudar a evitar uma série de problemas.

Usar fio dental diariamente

Além da escovação, outros procedimento complementares vão lhe garantir uma higiene bucal de qualidade, deixando sua boca ainda mais limpa e evitando o aparecimento de doenças. O fio dental, por exemplo, retira alimentos acumulados em locais que a escova não consegue chegar. Por isso, ele deve ser usado diariamente após escovar os dentes.

Por fim, um bom enxaguante bucal pode fazer toda a diferença nesse procedimento. Além de garantir um hálito ainda mais fresco, ele vai ajudar a eliminar ainda mais bactérias da sua boca. Ele também é eficaz no tratamento da placa bacteriana.

Utilizar produtos adequados

Não basta apenas fazer a higiene bucal diariamente, é preciso fazê-la corretamente e com os produtos adequados. Você deve saber que existem diferentes escovas e cremes dentais no mercado, e é preciso escolher os que possam oferecer os melhores resultados para você. E como saber quais são os ideais? Não deixe de perguntar para seu dentista em sua próxima consulta.

Ter uma boa alimentação

Uma boa alimentação pode ajudar a evitar qualquer tipo de doença, inclusive as bucais. Além de evitar o consumo exagerado de açúcar, é preciso consumir todos os nutrientes necessários para se ter dentes saudáveis e para um bom funcionamento de todo o organismo.

É bem importante montar um plano alimentar específico para suas necessidades e sua rotina, com o acompanhamento de um nutricionista. Cálcio, ferro, vitaminas e outros nutrientes devem ser consumidos diariamente.

Cuidar da saúde física e mental

Cuidar de todo o seu corpo e também de sua mente é fundamental para garantir que sua saúde bucal estará em dia. Alimente-se bem, pratique exercícios físicos, tenha hobbies, invista em acompanhamento psicológico, faça check-ups regulares e, claro, não deixe de visitar o dentista com frequência.

Lembre-se sempre que o organismo é uma “máquina”, que precisa de manutenção em todos os seus componentes para se manter funcionando perfeitamente. Por isso, não basta cuidar apenas dos dentes para evitar as doenças bucais.

5. Conclusão

Evitar doenças bucais não é uma tarefa difícil, mas é preciso ter cuidados específicos e atenção à saúde de sua boca. Visitar o dentista com frequência é superimportante, tanto para evitá-las quanto para fazer o tratamento adequado se necessário for.

Ainda, é preciso lembrar que existem diversas outras doenças bucais, que não são tão comuns mas que também podem ocorrer. Sempre que perceber que algo está diferente em sua boca ou em seu corpo como um todo, procure um profissional para que ele pode diagnosticar o que há de errado.

6. Sobre a Sorridents

Sorrir com vontade. Sorrir com paixão. Sorrir com liberdade. A qualquer momento. Sem receio, sem constrangimento, sem medo de ser feliz.

Nós acreditamos que o brilho que faz o mundo girar está no sorriso de cada um. E para expandir esse poder transformador, oferecemos em nossas unidades uma enorme variedade de soluções odontológicas.

Mais do que proporcionar um atendimento qualificado com produtos certificados, temos como objetivo a segurança e o conforto em todas as etapas de nossos serviços. Além disso, nossos profissionais são referências em suas áreas de atuação e atestam os pilares da marca Sorridents: acesso, conforto, conveniência e qualidade. Acesse o nosso site e saiba mais!

 

[/vc_column_inner][/vc_row_inner]

Blog Saúde Bucal


Postado em 06/12/2019.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter