Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Conheça 5 curiosidades sobre o clareamento dental



Todo mundo sabe que para alterar a tonalidade dos dentes, deixando-os mais branquinhos, o ideal é realizar o clareamento dental. O resultado é um sorriso mais estético, o que deixa a pessoa mais segura e traz vantagens para a vida pessoal e profissional. 

No entanto, muitas pessoas têm dúvidas sobre como ocorre esse procedimento, quais os tipos existentes, além dos cuidados antes e durante o tratamento. Confira nosso artigo e conheça 5 curiosidades sobre o clareamento dental.

1. Como age o gel clareador?

O clareamento dental é realizado com um gel à base de peróxido de hidrogênio ou carbamina. Essa aplicação resulta em um processo químico, em que o oxigênio quebra as moléculas de pigmento deixando, portanto, os dentes mais claros.

2. Preparação para o clareamento

Antes de começar o procedimento, o dentista fará uma avaliação da sua boca para verificar se há algum problema. Em caso de tártaro, por exemplo, ele fará a limpeza e raspagem para preparar os dentes para o clareamento. Outras situações como gengivas inflamadas ou cáries também serão tratadas previamente.

Pacientes com restaurações devem ficar atentos, visto que a substância clareadora não age sobre elas. Dessa forma, será preciso trocá-las antes ou depois do procedimento para um bom resultado estético.

3. Tipos de clareamento dental

Existem dois tipos de clareamento dental: 

  • caseiro — o paciente aplica o gel clareador com o uso de uma moldeira de silicone. A quantidade da substância e tempo de uso é orientado pelo dentista. Geralmente, o produto é aplicado durante o sono e o tratamento dura, no máximo, 21 dias. O processo de clareamento é gradual.

  • no consultório — também é utilizada uma moldeira, porém com uma concentração bem maior da substância, por isso o dentista utiliza também um protetor gengival por segurança. Pode ser realizado com o laser ou luz LED para potencializar o efeito clareador. É realizado em duas ou três sessões, uma por semana.

Ambos devem ser feitos com a supervisão do dentista para evitar riscos à saúde ou efeitos clareadores que deixam o sorriso com uma coloração artificial. Saiba ainda que os dois métodos podem ser conjugados para obtenção de resultados ainda melhores.

4. Alimentos proibidos durante o tratamento

Ao longo das sessões de clareamento (em casa ou no consultório), alimentos que contém pigmentos e podem manchar os dentes estão proibidos, como:

  • café;


  • Agende sua avaliação

    Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


    chás;

  • vinho tinto;

  • suco de uva;

  • açaí;

  • molho de soja;

  • beterraba;

  • refrigerantes à base de cola.

Esse cuidado é obrigatório, pois o tratamento deixa os dentes mais permeáveis. Dessa forma, podem manchar com mais facilidade. O cigarro também deve ser evitado para não comprometer o clareamento.

5. Quanto tempo duram os resultados

Você pode ficar com os dentes mais claros por um período que varia de 1 a 3 anos. Os resultados se mantêm por mais tempo quando o paciente cuida da alimentação, evitando ingredientes pigmentados ou com corantes, não fuma, realiza a limpeza bucal adequada e visita o dentista regularmente.

O clareamento dental melhora a estética do sorriso, trazendo mais confiança e aumentando a autoestima do paciente. É um procedimento seguro, rápido e eficaz para quem busca exibir dentes mais brancos.

Ficou interessado em fazer o clareamento dental? Conheça também as particularidades e indicações do clareamento endógeno!

Postado em 19/10/2018.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter