Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia.

O que são e como funcionam as franquias odontológicas?


o que são e como funcionam as franquias odontológicas

É muito comum ver profissionais da área odontológica que desejam independência na hora de exercer a profissão, mas que possuem dificuldade em abrir seu próprio consultório. Afinal, além da necessidade de investimento, há problemas como a necessidade de criar uma marca forte e desenvolver um modelo de negócio que realmente funcione.

Você consegue se identificar com essa situação? Então é possível que abrir uma franquia odontológica seja a melhor saída para você. Para entender tudo sobre o assunto, confira o artigo a seguir!

Como funcionam as franquias odontológicas?

Basicamente, as franquias odontológicas funcionam como uma rede de clínicas que já é reconhecida pelo mercado. Assim, ao adquirir uma franquia odontológica, o franqueado passa a deter o direito de abrir um consultório que se apoia na marca já conhecida da rede.

Quanto a isso, há uma série de questões padronizadas, que vão desde como o espaço deve ser equipado até como deve acontecer o atendimento e quais serviços são oferecidos.

Como escolher a melhor franquia odontológica

Na verdade, o sucesso desse tipo de negócio depende muito da escolha da empresa de franquia. Sabendo disso, para optar pela melhor franquia, coloque em prática as seguintes dicas:

Conheça os valores da franqueadora

De fato, o investimento em uma franquia odontológica precisa ser muito bem planejado e, como vai representar a sua atuação profissional, o ideal é que haja total alinhamento entre seus valores e os dos negócio.

Se a franquia acredita em um serviço mais elitizado e você tem uma visão mais acessível, por exemplo, o negócio não vai funcionar. Por isso, é ideal que seus valores estejam bem alinhados aos da franqueadora que você escolher.

Faça uma avaliação financeira

Por falar em investimento, você também deve fazer uma avaliação financeira para entender melhor sobre a oportunidade que está considerando. O primeiro passo é entender o quanto a franquia exige de investimento inicial e quais são as taxas, como as de royalties. Dessa forma, fica mais fácil entender se essa é uma boa oportunidade ou não.

E também vale a pena entender questões relacionadas aos custos com fornecedores, à necessidade de capital de giro, às projeções de lucros, e mais. Assim, a franquia ideal será a que couber confortavelmente no seu bolso, tendo boas perspectivas de ganho.

Avalie o reconhecimento de mercado da franqueadora

O posicionamento da franqueadora também é muito importante, e por um motivo bem simples: quanto melhor é o posicionamento, mais pessoas conhecem a marca. Por isso, escolher uma franqueadora sólida, com anos de experiência e bom reconhecimento garante mais segurança e melhores resultados.

Além disso, quanto melhor for o reconhecimento de mercado da franqueadora, provavelmente maior será a sua experiência com franquias, o que torna o processo ainda mais seguro para o franqueado.

Conheça quais serviços são oferecidos

Uma das grandes características de uma franquia odontológica é que ela possui padronização de atuação em toda a rede. No caso de uma opção odontológica, um dos fatores a serem padronizados é a lista de serviços oferecidos.

Nesse sentido, fazer essa conferência de maneira prévia evita que você escolha uma franquia que ofereça serviços que não têm a ver com o seu público de interesse, por exemplo. Além disso, a análise permite que você escolha aquela que oferece serviços compatíveis com os seus interesses e competências.

Avalie o plano de negócios

Não menos importante, você também deve entender como funciona o plano de negócios da franqueadora que você está considerando. De fato, é importante pensar em questões como quais são os processos definidos, como é o plano de investimentos do negócio e como acontece o controle financeiro, por exemplo.

Aliás, fazer essa análise é essencial para aumentar a sua segurança, já que o plano deve ser bem estruturado e deve ser capaz de oferecer os resultados que você deseja para o seu negócio.

Converse com franqueados e ex-franqueados

Por mais que você analise todos esses fatores, trata-se ainda de uma análise externa e que, nem sempre, compreende a realidade dos franqueados. Para ter uma visão mais completa, portanto, o ideal é conversar com quem trabalha ou já trabalhou com a franqueadora.

Busque a opinião de franqueados e ex-franqueados, pergunte sobre o funcionamento e o apoio dado pela franqueadora, e entenda quais são os seus principais desafios. Isso te dará uma visão realística do negócio e melhorará ainda mais a sua tomada de decisão.

Esclareça dúvidas diretamente com a franqueadora

Enfim, quando suas opções já estiverem limitadas a apenas algumas franqueadoras, é hora de tirar suas dúvidas diretamente com a empresa. E esse processo é especialmente importante, porque permite que você avalie como, de fato, é a comunicação com a empresa.

Nesse momento, vale a pena, inclusive, tirar dúvidas sobre o processo seletivo para franqueados, de modo a compreender se você realmente possui o perfil adequado para essa franquia.

As principais vantagens e desvantagens

Bom, quando você decide abrir uma franquia odontológica, as principais vantagens dessa atitude incluem:

Aumento da segurança ao empreender

Antes de tudo, ao abrir uma franquia odontológica, você está abrindo um empreendimento que já possui um plano de negócio bem definido, estruturado e com resultados comprovados. Além disso, a marca já é conhecida do público, o que favorece a captação de clientes e a criação de relacionamentos com eles.

Quando você abre um consultório por conta própria, por outro lado, precisa realizar esforços muito maiores para chamar a atenção dos seus clientes, o que nem sempre dá resultado. Como o retorno acontece mais rapidamente em uma franquia, a segurança sai ganhando.

Diminuição dos custos em relação a abrir o próprio negócio

O fato da franquia possuir uma série de etapas padronizadas faz com que a sua abertura seja mais rápida, eficiente e, também, mais barata. Para captar os primeiros clientes tendo o próprio escritório, por exemplo, é preciso gastar muito mais com divulgação e publicidade.

Além disso, no geral, é comum que uma franquia tenha retorno de investimento mais rápido, o que também colabora para que ela seja mais barata.

Mais eficiência na propaganda

E, por falar em propaganda, a franquia conta com um fundo de rede destinado para esse fim. Como as campanhas da rede, como um todo, são muito mais abrangentes, você gasta menos para conseguir ter exposição de marca.

Além disso, o fato de a marca já ser conhecida e inspirar confiança facilita, e muito, a conversão, o que aumenta ainda mais o retorno dessas ações.

Maior poder de negociação com os fornecedores

Por ser feita em um conjunto maior de unidades, a negociação com fornecedores acaba sendo mais vantajosa. É possível, por exemplo, conseguir condições mais facilitadas, preços menores ou mais flexibilidade. Naturalmente, isso aumenta a margem de lucro dos serviços odontológicos prestados, além de favorecer a qualidade de maneira geral.

Porém, esse modelo também traz alguns desafios e desvantagens, dentre os quais:

A flexibilidade é menor

Justamente por se tratar de uma rede padronizada, uma franquia oferece pouca autonomia sobre os processos, de maneira geral — inclusive sobre o próprio fornecimento. Assim, mesmo sendo dono do seu consultório, você precisa se ater às condições estabelecidas pelo contrato de franquia, o que limita o seu poder de decisão.

Há mais necessidade de controle

Quando você tem o seu próprio consultório, algumas mudanças podem acontecer fora do previsto sem que você se prejudique. Porém, no caso de uma franquia, é indispensável que você atenda a todas as condições previamente estabelecidas em contrato.

Com isso, há necessidade de realizar um controle mais rígido sobre todos os procedimentos, de modo a garantir que a qualidade ideal seja atingida.

As decisões da franqueadora podem afetar o negócio

Por mais que tenha mais segurança, uma franquia não está imune a alterações de mercado ou a decisões ruins. Então, mesmo sendo mais robusta, uma franqueadora pode sofrer com graves perdas, que alteram toda a rede. Dessa forma, decisões incorretas tomadas pela franqueadora podem impactar negativamente o seu negócio, ainda que você faça tudo certo.

As franquias em tempos de crise

Durante o ano de 2015, o setor de franchising cresceu 8,3%, faturou quase R$ 140 bilhões e contava com 3 mil marcas diferentes. Mesmo durante o ápice da crise financeira e política do Brasil, portanto, o setor conseguiu se desenvolver e obter ótimos resultados.

Para o setor de franquias odontológicas, o cenário não é muito diferente. Em 2014, por exemplo, o setor de franquias no segmento odontológico, estética e de medicina faturou mais de R$ 2 bilhões.

Grande parte disso se deve ao fato de os processos serem previamente definidos, o que queima etapas e aumenta a robustez em geral. A aplicação de um modelo de negócio validado e com bons resultados, além da captação mais fácil de clientes, também colabora para os bons resultados — mesmo na crise.

Como atrair e fidelizar clientes

E, por falar neles, atrair e fidelizar os clientes deve ser uma preocupação de qualquer negócio, inclusive de uma franquia odontológica. Dentre as melhores práticas para ter sucesso nessa tarefa, estão questões como:

Conheça e entenda o seu público

Por mais que a sua franquia odontológica seja voltada para um nicho específico, o seu público possui suas próprias particularidades. Pode ser um público mais novo, ou que tem uma agenda mais corrida, por exemplo.

Sendo assim, é fundamental conhecer muito bem quem é o seu público e o que ele espera, para oferecer serviços condizentes.

Contrate as pessoas certas

No geral, o atendimento é crucial para atrair, converter e reter clientes. Assim, desde a recepção até o momento após a consulta, é fundamental que seus pacientes fiquem plenamente satisfeitos. Isso, entretanto, só é possível ao contratar as pessoas certas para a sua franquia.


Quero ser franqueado


Portanto, contrate as pessoas de acordo com os perfis mais indicados para cada vaga, sem, contudo, abrir mão de oferecer um treinamento completo e de qualidade.

Crie uma experiência única e de qualidade

Mais do que apenas cuidar dos dentes, é fundamental que os clientes se dirijam à sua franquia odontológica para ter uma experiência única de cuidado com a saúde ou com a estética. Afinal, quanto mais única for essa experiência, maiores são as chances de retenção de clientes.

Por isso, é importante planejar e desenvolver uma experiência durante todo o contato do cliente com a sua franquia, aumentando os níveis de satisfação.

Faça divulgação segmentada

Conhecendo muito bem o seu público, você vai entender melhor quais são seus interesses, necessidades e desafios. Dito isso, esse conhecimento pode contar pontos a favor da divulgação do negócio.

Nesse sentido, ao fazer uma divulgação segmentada e estratégica — aliada à tradicional divulgação da rede franqueadora — você consegue atrair as pessoas certas para o seu negócio. Assim, aumentam ainda mais as chances de conversão e de retenção de clientes.

Estabeleça relações de pós-atendimento

A experiência do seu cliente não deve acabar no momento em que ele sai do consultório. Em vez disso, vale a pena investir em estreitar o relacionamento por meio de um pós-atendimento de qualidade.

É o caso, por exemplo, de ligar para um cliente cuja última consulta foi no semestre passado. Como a indicação é de ir ao dentista a cada 6 meses, ao ligar para esse cliente inativo e perguntar se ele deseja marcar uma consulta de avaliação você garante que ele se surpreenda positivamente, além de diminuir os esforços de conversão.

Há também outras formas de manter o relacionamento ativo, especialmente por meio do marketing digital. Com isso, o cliente ganha uma percepção positiva do negócio e retorna mais vezes.

Fazendo marketing digital para franquias

Já que a divulgação é muito importante para atrair e reter clientes, o marketing digital pode ser especialmente útil para a sua franquia. Além de mais barato, ele também é mais mensurável, o que permite que o seu negócio atinja mais pessoas e obtenha mais resultados.

Nesse sentido, uma ótima opção para a sua franquia odontológica é estar nas redes sociais. Além de permitir um contato direto com o cliente, essa é uma forma de aumentar a exposição de marca e captar novas pessoas para o seu negócio.

Outras possibilidades incluem criar um site com conteúdo altamente informativo, criar anúncios patrocinados e utilizar a newsletter para informar de novidades e promoções.

No geral, o inbound marketing é uma ótima forma de atrair pessoas para o seu negócio, fazendo com que elas venham até a sua franquia — e não o contrário. E, juntas, essas estratégias criam relacionamento com os clientes, atraindo-os mais facilmente e ajudando na fidelização.

A necessidade de um planejamento estratégico

Não é porque a franquia possui um plano de negócio já estabelecido que você pode ou deve abrir mão de um planejamento estratégico. Afinal, mesmo que de forma diferenciada, ainda se trata de um negócio, e para aumentar as chances de sucesso o planejamento se faz indispensável.

Por isso, é importante montar um planejamento estratégico com os objetivos e metas para o negócio, as ações estratégicas, como aconteceram os investimentos, e assim por diante. Isso garante mais a segurança, robustez e competitividade do negócio, favorecendo o sucesso.

7 dicas para ter uma franquia odontológica de sucesso

Escolheu a melhor franquia, já sabe como atrair e reter clientes e como divulgar sua franquia odontológica? Então é hora de colocar em prática algumas dicas para o sucesso. Para ver o negócio decolar, lance mão de atitudes como:

1. Mantenha-se sempre em contato com o franqueador

Uma das grandes vantagens de se abrir uma franquia odontológica é justamente o fato de que você conta a experiência de quem já correu os riscos iniciais de um negócio, de modo a desenvolver um modelo de negócio altamente relevante.

Por isso, se você quiser ter uma franquia de sucesso, não tente fazer tudo sozinho. Em vez disso, procure sempre o franqueador para tirar dúvidas, discutir ideias e mesmo receber orientação.

Embora sua franquia deva caminhar com as próprias pernas, essa troca de informação é benéfica e ajuda na robustez do seu negócio. Além disso, valer-se do conhecimento de quem já obteve sucesso no ramo também gera uma vantagem competitiva — especialmente em relação aos demais consultórios.

2. Nunca deixe de estudar o mercado

Um erro muito comum cometido por vários franqueados é a acomodação — por julgarem que a franquia é padronizada, acham que não precisam empreender esforços extras em busca do sucesso. Bem, o resultado é óbvio, e a concorrência acaba se destacando mesmo com todas as ferramentas para o sucesso estando disponíveis.

Sendo assim, é fundamental continuar estudando o mercado de maneira contínua. Mesmo que você não possa fazer grandes transformações estruturais no negócio, você sempre pode melhorar o atendimento ou ir em busca de diferenciações.

Nesse sentido, o estudo de mercado também é relevante para encontrar oportunidades e, principalmente, para identificar ameaças, te permitindo se preparar para elas.

3. Busque cada vez mais especialização

Aliás, não se acomodar está diretamente relacionado à busca contínua de especialização. Buscar aprimorar suas técnicas de trabalho na franquia odontológica, por exemplo, permite que seus clientes se sintam mais seguros e, também, mais satisfeitos.

Outro sentido que exige busca por especialização diz respeito à própria gestão do negócio. Afinal, conhecer novas ferramentas de administração, dominar indicadores financeiros e desenvolver habilidades e competências de um bom gestor favorecem o sucesso.

Nesse sentido, inclusive, vale muito a pena participar de todos os treinamentos oferecidos pela franqueadora. Com isso, você fica ainda mais alinhado com a rede e consegue uma atuação de destaque.

4. Conheça outras unidades franqueadas

A padronização entre as franquias não implica em uma total homogeneidade de resultados. Na verdade, unidades de franquias que tenham o mesmo plano de negócio e os mesmos treinamentos podem — e têm — resultados bem diferentes entre si.

Por isso, vale a pena olhar para as franquias mais bem-sucedidas da sua rede e procurar entender o que faz com que elas façam tanto sucesso. Pode se tratar da localização privilegiada, ou então do atendimento dos funcionários, por exemplo.

Ao estudar o que dá certo dentro da própria rede de franquias você poderá fazer adaptações para a sua realidade, favorecendo os resultados do seu negócio.

5. Garanta o padrão de qualidade da sua franquia

Garantir o padrão de qualidade da sua franquia não é apenas uma obrigação para cumprir o contrato. Essa atitude também se faz necessária para que você consiga manter uma boa imagem diante dos clientes, sempre conseguindo novas oportunidades.

Para isso, defina métricas e indicadores para acompanhar a qualidade dos serviços prestados de maneira compreensiva. Assim, se algum cliente tiver alguma reclamação a fazer, procure ouvi-lo, e, mais do que isso, agir para solucionar o problema.

Afinal, clientes satisfeitos são clientes que retornam mais vezes e, principalmente, que promovem sua marca. Então, quanto mais cuidado você tiver nesse sentido, melhores tendem a ser os resultados do seu negócio.

6. Não se esqueça da concorrência

Como ter uma franquia não é garantia automática de sucesso, é muito importante não perder de vista a concorrência. Por mais que, de maneira geral, esse modelo de negócio seja mais vantajoso do que abrir um consultório, nada impede que um consultório concorrente roube os seus clientes, por exemplo.

Dependendo de onde a sua franquia estiver inserida, poderá sofrer com a atuação de outras unidades da mesma franquia, ou até de uma empresa diferente. Então, para não perder clientes, a sua melhor arma é sempre a informação.

Acompanhe os resultados da concorrência, veja o que eles estão fazendo e quais oportunidades estão gerando, para que você as aproveite. A partir daí, comece a agir de maneira estratégica para conseguir se destacar para o seu público.

7. Aja com liderança e comprometimento

De fato, ninguém é mais interessado no sucesso da sua franquia além de você mesmo. Foi você quem fez o investimento inicial, que passou por todo o processo de seleção e que tem que se preocupar com os resultados do negócio. Por isso, nada mais natural do que se envolver completamente no negócio em busca do sucesso.

Nesse sentido, como as pessoas são inspiradas pelo exemplo, você deve agir com liderança, motivando colaboradores e mostrando a importância do papel de cada um. Além disso, é necessário ter o máximo de comprometimento com o negócio.

Ao colocar a mão na massa, fica mais fácil conhecer os clientes, entender os desafios do negócio e planejar soluções altamente estratégicas. Assim, o sucesso surge como consequência natural de todo esse esforço e comprometimento.

Conclusão

Por fim, as franquias odontológicas são ótimas formas de atuar no setor, tendo já reconhecimento de mercado e um plano de negócios altamente funcional. Então, seguindo essas dicas que vão desde a escolha da franquia até a captação de clientes, o resultado com certeza vem em forma de sucesso!

E se você quiser fazer parte da rede de clínicas odontológicas mais premiada do Brasil, entre em contato com a Sorridents!



Postado em 04/10/2016.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin