Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Quais são os tratamentos recomendados para gengivite?



O descuido com a higiene bucal facilita o desenvolvimento de bactérias que conduzem à inflamação da gengiva. Os tratamentos para gengivite assim formada podem ser realizados pela própria pessoa quando ainda nos estágios iniciais.

Continue lendo este post e conheça quais são as recomendações para tratar a gengivite.

O que é a gengivite?

Gengivite é o nome que se dá à inflamação da gengiva, o tecido rosado situado em torno do dente. Pode ocorrer com qualquer pessoa, mas é o distúrbio dentário mais comum entre crianças, assim como costuma aparecer durante a gravidez.

A causa mais frequente da gengivite é a ausência de uma adequada higiene bucal, permitindo a formação de placas bacterianas (concentração de bactérias em um determinado ponto). De todo modo, é reversível, se tratada em tempo e corretamente.

O processo de inflamação da gengiva pode ser detectado a partir de sua coloração, que se torna intensamente vermelha. Além disso, o inchaço local e, às vezes, o sangramento também sinalizam sua presença.

Desse modo, você deve considerar que pode estar com gengivite quando:

  • a gengiva se torna mais vermelha e inchada ou amolecida;
  • ocorre sangramento durante a escovação ou uso do fio dental;
  • a gengiva parece se afastar do dente;
  • surge um gosto ruim na boca;
  • percebe um mau hálito constante.

Que riscos oferece?

A gengivite pode ser a primeira fase de uma doença da gengiva que, se não tratada adequadamente, pode evoluir para a periodontite. Esse, por sua vez, é o principal risco se houver descuido com o tratamento.

Enquanto a gengivite é uma inflamação dos tecidos moles em volta do dente, a periodontite é bem mais grave. Nesse estágio, a infecção provocada pelas bactérias que deram origem à inflamação inicial atinge o osso e as fibras que dão sustentação ao dente.

Essa condição, se não for corrigida logo, pode levar à periodontite avançada, com sério risco de perda total do dente. Nesse caso, observa-se que o dente se movimenta quando pressionado, podendo ficar praticamente solto pela destruição dos tecidos que o sustentam.

Quais os tratamentos mais recomendados?


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A melhor medida é o tratamento profilático, isto é, a prevenção. Assim, manter a saúde bucal por meio de sua correta higienização é o melhor cuidado para evitar o surgimento da gengivite.

A prática da escovação e o uso do fio dental sempre que se alimentar é a base do cuidado bucal. É preciso, portanto, torná-la um hábito.

Para complementar a higiene da boca, quando você observar algum sinal de gengivite, o uso de suco de limão ou de vinagre de maçã é muito eficiente. Para esse fim, utilize 2 colheres de sopa para um copo d’água morna e enxágue a boca, após a escovação normal.

Não havendo melhora ou se a gengivite foi percebida já em um estágio mais avançado, a visita ao dentista é necessária. Na verdade, a melhor forma de se resguardar e corrigir adequadamente qualquer distúrbio que apareça é manter consultas regulares.

Para esse fim, considere realizar sua consulta em uma clínica odontológica de qualidade, com profissionais experientes. Essa é a sua garantia de uma orientação correta e de receber os tratamentos para gengivite, ou qualquer outro necessário, da forma mais eficaz e segura. Afinal, você não deve fazer experiências com a saúde de sua boca.

Você gostou deste post? Então, entre em contato conosco e tenha tudo o que precisa para cuidar de sua saúde bucal!

Postado em 11/06/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter