Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Sabe o que é estomatologia? Veja como essa especialidade pode beneficiar você!



Já ouviu falar em estomatologia? Essa é uma especialidade da odontologia responsável por tratar de patologias bucais. De maneira bem simplificada, consiste no estudo da boca. O profissional analisa os componentes bucais, como língua, dentes, gengiva, entre outros, e examina se existe algo indevido nessas partes do corpo.

Neste conteúdo, descrevemos com mais detalhes o que é estomatologia. Quais as análises, os integrantes anatômicos e as situações em que o dentista especialista nesse ramo entra em ação. De tal modo, você vai descobrir quando é necessário procurar esse profissional. Fique com a gente e confira!

O que é estomatologia?

A boca é formada por diversos elementos. A estomatologia trata de todos esses componentes, não somente de dentes, gengivas e língua, mas também da mucosa bucal, dos ossos (maxila, mandíbula e temporal), da articulação temporomandibular (ATM) e da pele interna da boca.

Esse conjunto de integrantes da boca se chama aparelho estomatognático. Ele também conta com as glândulas salivares, os lábios e a orofaringe. Tal área da garganta liga a boca ao restante da faringe. Nela, é possível encontrar a úvula, o palato mole, a parte posterior da língua e suas laterais e as amígdalas. Assim, o especialista cuida de todas essas partes da boca, não só diagnosticando patologias e definindo o tratamento como também atuando na prevenção.

Quais doenças a estomatologia trata?

O dentista especialista nessa área consegue lidar com diferentes tipos de enfermidades na boca. O perito em estomatologia pode notar várias doenças, como anemia, diabetes e até AIDS. Isso porque esses e outros problemas manifestam sinais na região bucal, como manchas e cores estranhas.

As doenças bucais mais comuns são aftas, feridas recorrentes de herpes e hiperplasias, que são a elevação incomum no número de células, capaz de gerar um câncer. No caso de um câncer de boca, o problema é tratado de forma multidisciplinar, ou seja, por um grupo de profissionais de diferentes especialidades.

Contudo, o profissional da estomatologia tem papel muito importante no diagnóstico, acompanhamento e tratamento. Ele pode perceber o problema em uma consulta de rotina e encaminhar o paciente para um oncologista. No entanto, o dentista especialista também monitora o tratamento, a fim de verificar e cuidar dos efeitos colaterais gerados na boca pela radioterapia e pela quimioterapia.

Quando é necessário procurar um profissional da área?


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


O aparelho estomatognático é formado por vários componentes capazes de indicar um problema, tanto em relação à aparência quanto ao funcionamento dele. Assim, para saber quando é indicado buscar por um especialista dessa área, basta verificar a recorrência de alguns sinais, como:

  • aftas constantes;
  • ardência;
  • boca seca e/ou sede exagerada;
  • cáries frequentes;
  • coloração incomum;
  • dores;
  • descamação dos lábios;
  • herpes recorrente;
  • língua branca;
  • machucados;
  • mudança no paladar;
  • sangramento na gengiva.

Para encontrar um profissional bem qualificado, é comum pedir recomendações a parentes e amigos. Hoje em dia, com a internet, também é possível encontrar vários especialistas, mas o ideal é sempre verificar as críticas sobre eles nas redes sociais, no próprio Google e em sites como Reclame Aqui.

Desse modo, você consegue descobrir na prática o que é estomatologia e como tratar os problemas bucais de modo correto. A consulta com um especialista é indispensável para diagnosticar irregularidades, muitas vezes, não facilmente perceptíveis. Se desconfiar de algo indevido no aparelho estomatognático, não hesite em procurar um profissional.

Para informar seus amigos sobre isso, compartilhe este conteúdo nas redes sociais e espalhe um conhecimento de utilidade pública.

Postado em 17/08/2020.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter