Blog Saúde Bucal

Tire agora suas maiores dúvidas sobre cárie em bebê

A cárie em bebê é muito mais recorrente do que se imagina. Segundo dados do Ministério da Saúde replicados pelo Hospital Infantil Sabará, 30% das crianças entre um ano e meio e 3 anos sofrem com esse problema. Por isso é essencial atentar para a higiene bucal desde o momento em que nasce o primeiro dente na boca.

Para saber mais detalhes sobre cárie em bebês e tirar algumas dúvidas sobre o assunto, continue a leitura. A seguir, você vai poder conferir como evitar que isso aconteça, como identificar o problema e outras questões comuns. Acompanhe!

A partir de que idade pode surgir a cárie em bebê?

A partir do momento em que surge o primeiro dente, o bebê já está suscetível a cáries. É importante lembrar, ainda, que os dentes de leite não nascem já com a cárie. Ela é adquirida ao longo do tempo, conforme as bactérias se alojam e aderem ao dente quando há uma placa formada por restos de comida.

Por isso é tão importante realizar a higiene adequada a partir do momento em que o primeiro dentinho aponta na boca do bebê.

Por que ela pode aparecer?

Quando há consumo de comida e não acontece a limpeza logo em seguida, a placa bacteriana vai se acumulando. A bactéria responsável pela criação da cárie, por sua vez, usa os açúcares dos restos de alimentos para produzir a substância que vai, aos poucos, corroer o dente.

Cárie em bebê é transmissível?

Sim. Hábitos comuns, como limpar a chupeta da criança passando na própria boca quando ela cai no chão antes de entregar ao bebê, soprar a comida antes de servir e até compartilhar colheres durante o uso são hábitos que podem transmitir a cárie para o bebê. Portanto, é importante manter uma boa higiene e evitá-los.

Quando saber se é má formação ou cárie?

É comum que os dentes dos bebês apresentem má formação, o que pode ser confundido com cárie. A cárie tem um aspecto de corrosão, que pode ser diferente de um dente que não nasceu dentro da normalidade.

Mas quem vai saber identificar mesmo o problema é um odontopediatra, o dentista especializado em crianças. Por isso, a consulta com esse profissão de forma periódica é muito importante.

Quais os sinais apresentados?

Para saber se o bebê está com cárie, a melhor forma é a observação. Manchas esbranquiçadas e pontinhos escuros nos dentes bebê são sinais de que ela pode estar presente. O mau hálito também pode aparecer e indicar que algo não vai muito bem.

Como tratar?

O odontopediatra deve avaliar a cárie e, a partir de então, trabalhar para retirá-la do local. Ao contrário do que se imagina, não é porque o dente é de leite que não há a necessidade de tratar. Pelo contrário, é importante realizar a retirada o quanto antes, para que ela não se aprofunde, chegando à raiz do dente.

A melhor maneira de prevenir a cárie em bebê é procurar o dentista assim que os primeiros dentes aparecem, por volta dos 6 meses de vida. Depois disso, é importante seguir a rotina de higiene recomendada pelo profissional, que é escovar os dentes com pasta específica e em quantidade mínima, após as refeições e também após a ingestão do leite materno ou da fórmula. Assim, você consegue contribuir para o crescimento saudável dos dentes.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e ajude os pais e mães a entenderem melhor sobre a cárie em bebê e como prevenir!

Pesquisar

Categorias

E-Books

Redes sociais

Publicações Relacionadas

Dicas

Conheça 8 causas do ressecamento labial

O ressecamento labial, comum em diversas pessoas, é uma sensação incômoda. Ele pode aparecer por diferentes motivos – devido a mudanças climáticas, por exemplo –

Encontre a Sorridents mais perto de você!

Finalize seu Agendamento

Pesquise a unidade desejada abaixo. Depois, selecione a clínica escolhida para conferir as datas disponíveis para agendamento.

Carregando Unidades...
Nenhum horário disponível para a data selecionada