Periodontia

Clínico Geral para atendimento de procedimentos odontológicos

Periodontia: Tratamento, Cirurgia, Tem cura?

 

Trata-se de uma especialidade da Odontologia. A Periodontia se responsabiliza por prevenir e tratar patologias que prejudicam tecidos imprescindíveis para o sustento e proteção de toda a arcada dentária – trata ossos e gengivas.

periodontia

Periodontia: o que é?

 

Quando nos referimos à patologia de Periodontia, queremos dizer sobre as características de várias condições de inflamação crônica, que se origina por bactérias, que prejudica o tecido da gengiva e pode, com o passar dos anos, desencadear a perda de tecidos que suportam a arcada dentária.

 

Geralmente, os microrganismos que desencadeiam tais situações estão alojados em placas bacterianas dentais. A patologia periodontal é passível de comprometimento, desde os tecidos da gengiva até aqueles que se relacionam aos ligamentos e ossos de dentes.

 

Tal procedimento é caracterizado pela perda dos ligamentos de periodontia que são inseridos, e como consequência, o tecido ósseo adjacente acaba destruído.

 

O processo evolucionário e contínuo desencadeia a perda de todos os dentes, em virtude do tártaro que fica acumulado, além de estruturas inflamadas, que comprometem e destroem todo o organismo, em virtude da ação das bactérias, provocando a composição de bolsas de periodontia que acometem a mobilidade dos dentes.

 

A patologia de periodontia se desenvolve de forma mais acelerada em pessoas que têm diabetes, que fumam ou que sejam imunossuprimidos. A saúde da gengiva se caracteriza por um tecido firme, na cor rosada, sem sangrar de forma fácil, cobrindo a raiz dentária por completa.

 

Os ossos dentários ficam presos de um jeito eficaz, sendo que o osso que dá suporte e os elementos fibrosos do ligamento, que faz a união entre todos os fragmentos da boca, também se destacam por sua saúde.

 

Associado ao teste clínico de visão, o exame principal para a detecção da patologia periodontal é uma sondagem de periodontia, realizada com utensílio específico odontológico – sonda de periodontia.

 

Tal sondagem é realizada de forma circunferencial, entre 6 lugares em cada dente, visto que a gengiva que pode parecer com saúde está passível de comprometimento, mesmo com nenhum sangramento, porém apresentando perdas dos ossos. Isso acontece frequentemente com aqueles que fumam.

 

Ao passo que a sondagem de periodontia revela perdas de ossos, compondo bolsas de periodontia, comumente é requisitado o exame de radiografia odontológica para o auxílio de diagnósticos e avaliação do quanto a doença está estendida.

 

Endodontia: o que é?

 

Ao fazer uma breve busca ao dicionário, é possível encontrar o vocábulo “endo” que significa “dentro ou interno”. Por conseguinte, o sufixo “dontia” quer dizer “dente”. Tal questão auxilia a compreender de maneira muito simples o que exatamente essa área estuda.

 

A funcionalidade da endodontia é o tratamento de estruturas que ficam dentro do dente, denominadas de polpas dentárias. Quando não há o cuidado adequado dessa área, o sorriso não está apto a se destacar por beleza ou saúde.

 

Ao notar que a região dentária tem cáries e não fazer o tratamento de tal condição, é possível que a saúde de sua boca esteja comprometida. O elemento bacteriano, pode, inclusive, provocar a perda do dente ou nervos. A fim de evitar que se alcance essa condição, é preciso ser consultar com especialistas de Endodontia.

 

O profissional tem a capacidade de fazer a abertura do dente e a remoção da polpa que teve a contaminação por cáries ou alguma lesão, fraturas.

 

Posteriormente a retirada de fragmento nervoso do dente, há a realização de selagem de raiz para que ocorra a certificação de que não haverá microrganismos que tomem conta de tal área interna.

 

Além do tratamento das lesões com cáries profundas, esta especialidade tem foco em correção de traumas e fraturas do dente, observando o manejo dentário.

 

Não adianta ter uma arcada dentária dotada de alinhamento e aparência saudável, se a estrutura em si não compactua com isso. Toda a vez que se ignora alguma pancada, acreditando que nada ocorreu no dente, é possível que existam riscos.

 

Ainda que um dente não tenha sua quebra, em virtude de pancadas, por exemplo, é preciso consultar os especialistas para uma batida de exames de radiografia.

 

Pode ser que, em primeira instância, nada tenha acontecido, porém com o passar dos anos, o dente inicia um processo de apresentação de modificações como elementos estranhos em volta das radiografias e, inclusive alterações de cores, possibilitando partir do branco até o tom amarronzado em poucos meses e até semanas.

 

Sintomas da Periodontia

 

É importantíssimo dizer que a melhor forma de tratar qualquer patologia de periodontia é prevenindo-a. Para poder fazer o tratamento dos problemas da boca anteriormente a terem o seu agravamento, é interessante fazer o desenvolvimento de hábitos de revisão diária na região bucal, como fragmento da rotina de higienização bucal.

 

Faça a verificação de existência de modificações nas cores e aspectos externos de gengivas, dentes, tecidos das gengivas e, ainda, a língua.

 

Muitos que possuem a patologia leve de gengivas, não apresentam sintomas. Porém, ao notar aspectos diferenciados nessa região, é preciso fazer a consulta com o dentista.

 

Determinados sinais da patologia periodontal se destacam por:

  • dentes sensíveis;
  • mastigação dolorida;
  • sangramentos;
  • gengivas avermelhadas;
  • mau hálito.

 

Se, de fato, houver a patologia periodontal, pode ser que o tratamento varie, a depender de teor da infecção. Tratar a patologia grave de gengivas pode provocar processos de higienização denominados de alisamentos radiculares e raspagens, pelo qual o especialista faz a retirada do tártaro, embaixo e em cima de linhas gengivais, alisando pontos com rugas sobre a raiz dentária, em que as bactérias se acumulam ocasionando placas.

 

É importante seguir as instruções do seu odontologia (dentista) para um cuidado minucioso da boca, em sua própria casa, permitindo um tratamento aprimorado em combate a doenças de periodontia.

 

A escovação dentária deve acontecer, no mínimo, 2x (3x) ao dia, além do uso de fio dental e a visita frequente ao dentista para limpezas e acompanhamentos.

 

Caso não possa manter rotinas de cuidados da boca, é importante requisitar ao seu dentista alguns produtos que tornem tal procedimento muito mais fácil, bem como escovas elétricas ou fios com medição prévia.

 

Não esqueça de fazer a revisão da cavidade da boca de forma contínua, a fim de promover a detecção de quaisquer sintomas recorrentes de infecções.

 

Tratamento para Periodontia

 

A patologia periodontal, de modo geral, não traz dores e não é possível compreender um problema, até que gengivas e ossos tenham comprometimento sério.

 

Uma ótima notícia é que as patologias de periodontia podem ter tratamento em fases de início com o alisamento radicular e possíveis raspagens.

 

Ao longo de exames clínicos, o odontologista faz o exame das gengivas para que se verifique condições problemáticas de periodontia. Uma ferramenta denominada por sonda de periodontia é utilizada para mensurar de forma delicada o quão profundo são os espaçamentos entre gengivas e dentes.

 

A partir da linha gengival, os tecidos destacados como saudáveis formam sulcos rasos, caracterizando um “v” entre gengiva e dentes. Tal profundidade de sulco normal precisa ser entre 2mm ou menor. Em patologias de periodontia, o sulco tem desenvolvimento de bolsas profundas que costumam acumular elementos bacterianos que veem da placa, e dificilmente são mantidas limpas.

 

Em situação de patologias de periodontia diagnosticadas, o profissional pode proceder tratamentos ou fazer o encaminhamento da condição a um Periodontista. Este tratamento, de modo geral, dependerá do nível em que a doença progrediu e da resolução corporal em relação aos procedimentos terapêuticos.

 

Alisamentos e Raspagens

 

Alisamentos e raspagens são metodologias de patologia de periodontia, utilizadas quando as bolsas se destacam por um tamanho maior que 2mm. A raspagem é utilizada para fazer a remoção de placas e de tártaros, ou ainda, cálculos de dente que ficam na região inferior da linha gengival. É possível fazer a aplicação de anestésico local, a fim de promover a redução do desconforto.

 

A partir do uso de instrumento denominado por raspador ou um higienizador ultra-sônico, o profissional, com muito cuidado, faz a remoção de tártaros e de placas por todas as áreas, de cada bolsa de periodontia. Tais superfícies de raiz dentária são, por isso, planificadas ou dotadas de alisamento. O processo age de modo a permitir que o tecido das gengivas tenha cicatrização e dificulta que a placa fique acumulada nas superfícies.

 

O profissional pode fazer a recomendação, prescrição e administração de medicamentos para o auxílio do controle de infecções e dores, ou ainda, favorecer o processo de cicatrização. Além disso, o odontologista pode fazer a verificação do andamento da cicatriz das gengivas e a redução de bolsas de periodontia.

 

Se houver a persistência de bolsas com tamanho maior que 2mm, é possível que outras medidas sejam viáveis.

 

Cirurgias de Periodontia

 

Se o paciente procura o profissional em etapas de início da patologia, de modo geral, a higienização de placas bacterianas e também de cálculos realizados, além de prescrições de cuidados determinados, há a possibilidade de quebrar o avanço da condição.

 

Contudo, se o quadro de inflamação já se encontra crítico, o procedimento cirúrgico de periodontia se torna um passo necessário para que se trate a condição. Só assim é possível acabar com o foco das infecções.

 

A cirurgia é realizada em consultório, com anestesia local. O procedimento tem o intuito de fazer a limpeza profunda dos dentes e das estruturas que sustentam os mesmos, visto que ambos podem estar sofrendo o ataque por colônias bacterianas.

 

Ao longo do procedimento, o Periodontista procede raspagens de raiz, realizando limpezas profundas. A raspagem radicular promove a eliminação bacteriana e todos os tecidos com infeções e que podem estar doentes. Em muitos casos, é realizado o alisamento da raiz, que permite a cicatrização aprimorada, além de introdução de tecidos saudáveis aos dentes, favorecendo o processo de limpeza diária.

 

Após a conclusão do processo, a gengiva é colocada novamente em sua posição e é procedida a sutura com pontos passíveis de remoção em poucos dias pelo profissional.

 

Os incômodos para tal paciente posteriormente à intervenção cirúrgica periodontal são poucos. Em comparação a todas as complicações e prejuízos da condição, são realmente mínimos.

 

Em datas posteriores aos procedimentos cirúrgicos, o indivíduo irá sentir que a gengiva ficará um pouco dolorida e inchada, e pode precisar da aplicação de gelo na área. A recomendação também se destaca na utilização de remédios analgésicos e anti-inflamatórios, além de repouso em primeiras datas após a cirurgia.

 

Quem passa pelo tratamento da periodontia precisa seguir utilizando o fio, escova e creme dental, prestando muita atenção para não machucar a área bucal que está sensível. A utilização de enxaguantes especiais também pode ter a prescrição do profissional, de modo a auxiliar o processo de higiene e de cicatrização no local.

 

Outro parecer importante para este paciente é suspender o hábito do fumo. Tais toxinas são, de fato, extremamente perigosas ao processo de cicatrização. Além de tal condição, o fumo tende a desencadear o processo recessivo da gengiva.

 

Periodontia tem cura?

 

É muito comum que as pessoas que procuram o profissional de Periodontia, já estejam em etapa avançada da patologia em questão, sendo que, em muitos casos, o processo só é sanado ao ponto que o dente seja extraído.

 

Contudo, isso acontece em razão de que muita gente desconhece os processos para descontaminar as bolsas de periodontia, exigência que pode fazer o restabelecimento da saúde da boca.

 

Dessa forma, podemos imaginar a quantidade de dentes que são extraídos em virtude de profissionais não tomarem decisões de procedimentos como a raspagem radicular, que proporcionam a chance de manter e salvar o dente funcional, ainda com uma condição grave.

 

O que sabemos, de fato, é que há sim a possibilidade de manter esses dentes que estiveram expostos a bactérias, desencadeando doenças periodontais por muito tempo.

 

Muitos estudos apresentam que, tratar as patologias de periodontia são possíveis e curáveis. Portanto, o que se faz necessário, de fato, é conhecer precisamente as modalidades de tratamentos com maior indicação em cada situação clínica, relacionadas aos dados de perfis bioemocionais.

 

Limpeza de Periodontia

 

É realizada para remover placa bacteriana que foi adquirida por meio de alisamento de raízes e raspagem dos dentes. Ao passo que os instrumentos de raspagem não consigam atingir toda a região da raiz que teve o comprometimento, os procedimentos cirúrgicos são recomendados para tornar o acesso mais fácil. A patologia pode causas sequelas, modificações da parte estética, deslocando o posicionamento dentário, retraindo gengivas com uma elevação do tamanho do dente, que por meio de cirurgias e próteses podem ter a minimização de defeitos.

 

Não esqueça de visitar o seu odontologista  (dentista) de forma periódica. Além dos bons hábitos de higiene bucal, só o profissional estará apto a solucionar os problemas da saúde da boca.

Agende a sua avaliação
Ou agende pelo telefone 0800 601 1520

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Assine nossa newsletter

e receba conteúdos exclusivos.

Blog Saúde Bucal