Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Manual Completo sobre Como Abrir um Consultório Odontológico


Manual Completo sobre Como Abrir um Consultório

Introdução

Considerando números gerais, é estimado que 1 em cada 5 dentistas estão no Brasil. O país concentra um total de 19% dos profissionais de todo o mundo e isso se deve ao vasto  mercado de cuidado com a saúde e com a estética dos dentes. Em relação ao Reino Unido, por exemplo, pode-se dizer que a preocupação do brasileiro com o bom cuidado com os dentes é maior.

Nesse cenário, muitos decidem buscar a liberdade de atuação profissional, que é obtida com a abertura de um consultório odontológico próprio. Esse, entretanto, é um grande passo na carreira de qualquer profissional e precisa ser planejado com o cuidado que merece.

Para ajudá-lo em todo esse processo, apresentaremos um manual completo sobre como abrir um consultório odontológico. Não sabe por onde começar? Então veja nas próximas páginas tudo o que você precisa saber!

1 É possível aumentar a renda com um consultório odontológico?

Uma das maiores motivações para que um profissional decida abrir um consultório diz respeito à renda. Se você trabalha em um hospital ou clínica como funcionário, você é contratado e normalmente recebe um trabalho fixo para isso. A menos que você receba uma promoção, sua renda dificilmente aumentará ocupando essa posição.

Por outro lado, ao abrir o seu próprio consultório odontológico, você passa a ter mais autonomia sobre tudo, incluindo sobre a sua renda. Nesse caso, você passa a ganhar por atendimento e significa que pode precificar seus serviços da maneira que achar mais justa e condizente.

Além disso, você pode realizar tantos atendimentos quanto achar conveniente. Você pode ganhar bem mais se fizer atendimentos em horários estendidos ou em datas pouco comuns, por exemplo.

É importante notar, entretanto, que a conta não é tão simples quanto parece. A sua renda vai depender diretamente de quais são os seus custos: quanto maiores eles forem, menor é a remuneração que “sobra” para você, então vale a pena ficar de olho nessa questão. Em geral,  abrir um consultório odontológico permite, sim, que você aumente a renda em sua atuação profissional.

2 O que preciso saber antes de montar um consultório odontológico?

Ter um consultório odontológico de sucesso demanda tempo, dinheiro, conhecimentos e muito planejamento para que tudo dê certo. Descobrir boa parte dessas necessidades depois que o consultório estiver aberto não vai fazer bem para seus investimentos. Então, entre as coisas que você precisa saber estão:

Você vai precisar se qualificar

Quando você é dono de um consultório odontológico, você é mais que um profissional de saúde. Você também é gestor, administrador, empreendedor e muito mais. Isso exige novas competências e habilidades. Portanto, você vai precisar se qualificar.

Buscar entender o mercado, manter-se atualizado com as novidades do universo da odontologia e do mercado de saúde em geral, e capacitar-se para gerir recursos adequadamente são apenas algumas das qualificações que serão exigidas de você.

Além disso, você também precisa capacitar-se dentro da própria odontologia. Considere especializar-se em uma área para que você possa se destacar dos demais.

Você vai precisar de ajuda

Por mais qualificação que você tenha, entretanto, é bastante improvável que você consiga abrir e manter um consultório de maneira totalmente autônoma. Se você vai iniciar um consultório e, portanto, um empreendimento, é recomendado que você conte com a ajuda de um profissional ou, preferencialmente, de um contador.

Esse profissional vai te auxiliar no entendimento sobre quais são as suas obrigações e necessidades legais para atuar totalmente dentro da lei. Quando o consultório já estiver em funcionamento, é bem possível que você necessite de, no mínimo, uma secretária ou recepcionista para tornar a sua organização otimizada.

O atendimento faz toda a diferença

Por falar nisso, inclusive, é importante ter em mente que o atendimento é importante em todas as etapas e pode ser o diferencial que vai fazer um cliente marcar ou não uma consulta, ou retornar ou não ao seu consultório.

Desde a ligação para solicitar uma informação ou para marcar uma consulta até o momento em que ele estiver sentado na cadeira, o cliente precisa passar por uma boa experiência e é função do seu atendimento oferecer isso.

Dessa forma, seu consultório precisa ser bem equipado, seu atendimento precisa ser humanizado e os seus funcionários devem ser adequadamente treinados para garantir a satisfação do cliente.

Sua reputação será o mais importante

A satisfação do cliente é assim tão importante simplesmente pelo fato de que ela é a responsável por gerar uma percepção positiva — ou negativa — sobre o seu consultório. Dependendo de quão satisfeito saia um cliente do seu consultório, mais inclinado ele estará a voltar e, principalmente, a fazer indicação para outros clientes.

Nesse sentido, a sua reputação passa a ser a sua possessão mais importante. Não basta apenas fazer canais, obturações e próteses do jeito certo. Ao ter o seu consultório, você vai precisar oferecer mais, gerar satisfação e agregar valor ao seu atendimento.

Exige mais preparação do que parece

Muitos profissionais têm uma visão utópica de que basta se formar ou tomar gosto pela ideia que logo em seguida poderão abrir um consultório odontológico. Embora isso até possa acontecer, as chances de sucesso com o consultório caem de maneira drástica.

Em vez disso, é preciso ter a consciência de que a preparação é um fator totalmente indispensável para que o sucesso aconteça. Quanto mais você conhecer sobre todo o processo, melhores são as suas chances.

3 Quais cuidados devo tomar antes de abrir um consultório odontológico?

Como a preparação é fundamental, você precisa tomar alguns cuidados antes de abrir definitivamente o seu consultório. Nesse sentido, essas medidas incluem:

Calcular e planejar todos os investimentos

Todo consultório odontológico exige não apenas um investimento inicial, mas também um investimento relacionado a toda a estrutura, preparação e organização do local onde seus pacientes serão atendidos.

Por isso, antes de fazer a abertura é necessário colocar no papel tudo o que será necessário gastar. Leve em consideração questões como registros e documentações, equipamentos, aluguel, estrutura e divulgação em geral.

Além disso, você também deve calcular o capital de giro, o qual será muito importante especialmente nos primeiros meses de operação. Deixar para fazer esse cálculo mais tarde coloca o seu negócio em risco e aumenta as chances de você não possuir os recursos necessários.

Definir e conhecer o seu público-alvo

Outra coisa importante é fazer uma definição de quem será o seu público-alvo. Isso é importante porque, para se destacar, o recomendado é que você escolha um nicho para atuar. Quem oferece coisas demais geralmente peca na qualidade de alguma oferta, então é melhor especializar-se e tornar-se referência pelo atendimento de qualidade.

Se o seu consultório vai oferecer atendimento infantil, por exemplo, o consultório vai precisar de um ambiente mais confortável para os pequenos. Da mesma forma, se for atender idosos, é necessário pensar em acessibilidade. Se o seu público for de jovens adultos, uma localização conveniente é igualmente importante.

Escolher uma localização adequada

Por falar em localização, essa é uma definição que vai influenciar diretamente no seu sucesso. Não adianta ter um consultório com toda a estrutura em um local muito distante e inacessível, da mesma forma que não adianta estar em local privilegiado e não contar com estrutura.

No geral, você vai precisar analisar fatores como: acessibilidade, exposição da marca, fluxo de pessoas de interesse e custo de aluguel para atuação. O ideal é que o local tenha um aluguel que seja condizente com o que é oferecido no espaço, o qual deve ser limpo, estruturado e adequado para atendimentos odontológicos.

Providenciar a documentação necessária

E por falar no local, um dos mais importantes cuidados diz respeito à documentação para que o consultório esteja totalmente dentro da lei. Como profissional de odontologia a primeira exigência é que você seja devidamente registrado no Conselho Regional de Odontologia (CRO), pois isso atesta aos pacientes segurança e qualidade no atendimento.

Também é necessário que o consultório seja enquadrado como pessoa jurídica, o que significa que é preciso realizar uma abertura de empresa. Realizar a inscrição estadual e municipal como prestador de serviço, ter CNPJ e acertar no regime de tributação estão entre as principais necessidades.

Para que tudo possa correr conforme a lei, ainda são exigidos os alvarás adequados. Dentre os principais documentos específicos para a atividade estão o Alvará da Vigilância Sanitária, o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, o Laudo de Aprovação dos Bombeiros e o documento referente à coleta de lixo hospitalar. Com todos os documentos certos, acontece a liberação do alvará de Funcionamento por parte da Prefeitura.

4 Será que tenho perfil empreendedor?

Abrir um consultório é sinônimo de abrir o próprio negócio. É por isso que ao fazê-lo você também se torna empreendedor — e para isso é preciso ter perfil. Não sabe se você se encaixa? Então saiba que as principais características de um empreendedor incluem:

Autonomia

Quando você abre seu próprio consultório, não existe ninguém para lhe dizer o que você deve fazer e nem para dar orientações. Você passa a ser o grande tomador de decisão, então é importante que você tenha o máximo de autonomia para ser bem-sucedido na sua empreitada.

Ser proativo, ir em busca de soluções e estar pronto para chamar para si a responsabilidade de sua atuação são questões indispensáveis. Profissionais altamente dependentes de ordens e orientações tendem a não ser empreendedores de sucesso.

Responsabilidade

A autonomia está diretamente ligada à responsabilidade. Se você perde prazos, deixa de cumprir uma tarefa ou não se compromete realmente com o sucesso, o seu consultório logo verá as portas fechadas para o mercado.


Quero ser franqueado


Ser responsável e altamente comprometido com resultados e com o próprio sucesso é uma condição indispensável. Quanto mais atenção você der à necessidade de fazer as coisas da forma correta, mais seu espírito empreendedor será favorecido nesse processo.

Organização

Em geral, ao abrir um consultório odontológico você começa de maneira mais discreta e modesta. Em vez de abrir um consultório imenso com muitos profissionais, é muito comum começar com, no máximo, uma secretária.

O resultado é que você acumula funções. Além de profissional da odontologia você também tem que cuidar dos balancetes, acompanhar e pagar contas e planejar investimentos.

Se no meio disso tudo houver desorganização, uma das funções vai ficar prejudicada. Por isso, o empreendedor de sucesso é capaz de se organizar, de desenvolver uma metodologia estruturada e ter um bom fluxo de trabalho. Isso simplifica as coisas de maneira geral, aumenta a qualidade do atendimento e favorece os resultados do negócio.

Curiosidade

Todo empreendedor está sempre muito atento ao mercado e consegue identificar oportunidades e riscos em curto e longo prazo. Isso não acontece de maneira preditiva — mas, sim, por meio de uma constante atualização sobre notícias do mercado e também através da capacitação contínua.

Isso significa que você vai precisar ser curioso e ter o interesse de ir sempre além. Manter-se conformado só serve para dar chances ao concorrente de aproveitar uma situação para expandir os seus resultados. Por isso é importante que você tenha e desenvolva essa característica totalmente oposta ao conformismo.

Autoconfiança

Sendo um profissional responsável pela saúde bucal de seus pacientes e também pelo sucesso do seu consultório, não há espaços para dúvidas. Demorar a tomar uma decisão pode ser prejudicial tanto para um tratamento como para o seu negócio. O único jeito de combater esse problema é, portanto, com autoconfiança.

Isso não deve significar arrogância ou prepotência, mas todo empreendedor precisa ter plena confiança no que sabe e no que é capaz de fazer, de modo que possa atuar em benefício dos seus pacientes e também do seu local de atendimento.

5 E se eu optar por uma franquia? Quais são as vantagens?

Como você já notou, abrir um consultório não é uma tarefa tão simples. Ela envolve riscos e exige alguns cuidados bem específicos. Como alternativa, você pode escolher abrir uma franquia na área odontológica.

Funciona assim: você entra em contato com a franqueadora e, mediante a assinatura do contrato e investimento inicial, pode usar o plano de negócios da marca, assim como seu nome e identidade visual.

Os elementos e a prestação de serviços devem ser padronizados, garantindo integração em toda a rede. Há também o pagamento de royalties sobre o faturamento da franquia, em taxa estabelecida pela franqueadora.

Quer saber quais as vantagens de uma franquia? Dentre as principais estão:

Modelo de negócios já estabelecido

Quando você opta por uma franquia para abrir o seu consultório, você tem acesso a um modelo de negócios que já foi validado, que funciona e que obtém sucesso com os clientes.

Esse plano de negócios está pronto, estruturado e basta ser colocado em prática por você. Além de isso economizar muito tempo e esforço, também existe uma diminuição dos riscos. Você não vai precisar experimentar nem basear-se em tentativa e erro no seu próprio negócio, já que o caminho traçado pela franquia é mais seguro.

Maior segurança para seu investimento

Por falar em segurança, essa é outra entre as vantagens mais importantes. Empreender sempre significa correr riscos, mas quando você abre uma franquia é possível anular alguns deles. Além da questão do plano de negócios, está o fato de que existe muito mais previsibilidade quando se fala de uma franquia.

É possível fazer planejamentos mais extensos sobre quais são os investimentos iniciais e futuros, quais são os possíveis resultados e quais são os prováveis comportamentos de desempenho. A grande quantidade de informações sobre a franqueadora e sobre outras unidades permite que você conheça mais sobre o seu próprio negócio e tenha mais assertividade e segurança na hora de tomar suas decisões.

Apoio do franqueador e seu know-how de mercado

Parte dessa segurança, inclusive, está diretamente relacionada ao know-how de mercado que a franqueadora possui. Com mais experiência e, principalmente, com sucesso no ramo, a franqueadora já errou, já acertou e já conhece o que funciona dentro do mercado odontológico.

Isso ajuda o seu próprio negócio a ter mais chances de sucesso, fornecendo orientações valiosas sobre como agir. Inclusive, o know-how é amplamente aproveitado graças ao fato de que o franqueador também se compromete a oferecer suporte para que o franqueado tenha condições de atingir o sucesso.

Diminuição dos custos em geral

Embora haja o pagamento de royalties e, muitas vezes, de taxa de propaganda, os custos para abrir uma franquia tendem a ser menores do que se você tentar abrir o seu próprio consultório. Em parte, isso se deve ao fato de que a franquia consegue negociar condições melhores com os fornecedores, reduzindo custos.

Além disso, a taxa de propaganda é dividida entre os franqueados, o que permite melhorar a divulgação sem aumentar os custos de maneira excessiva. Pesa também o fato de que com menos riscos, você tende a cometer menos erros. Isso significa menos investimentos feitos de maneira incorreta, menos recursos desperdiçados e menos oportunidades subaproveitadas.

Como resultado, o seu negócio gasta menos e permite que você lucre mais devido ao aumento do número de atendimentos aliado à redução de custos.

Aumento da confiança dos pacientes

O aumento na quantidade de atendimentos, inclusive, está fortemente ligado à confiança transmitida por uma franquia. Por já ser um negócio estabelecido, os pacientes já conhecem a marca e, provavelmente, já tiveram alguma experiência positiva com ela.

Por isso os pacientes se sentem mais inclinados a ir a um local onde sabe que serão bem atendidos ou que, no mínimo, denota mais profissionalismo. A propaganda também ajuda, porque com a rede de franquias você consegue atingir mais pessoas.

Assim, adquirir clientes é mais barato, menos demorado e mais assertivo. Se você caprichar no atendimento, o resultado é que haverá um fluxo cada vez mais intenso de pacientes satisfeitos no seu consultório.

Mais competitividade no mercado

Todos esses fatores, juntos, fazem com que você ganhe mais competitividade. Ao contar com todas essas vantagens, o seu consultório passa a se destacar no mercado: chama atenção dos pacientes, oferece mais segurança e consegue ter uma administração de sucesso com o apoio do conhecimento obtido pelo franqueador e sua experiência.

Com isso, fica mais fácil se tornar mais atrativo em relação à concorrência, atraindo mais pessoas e fazendo com que o negócio decole de maneira definitiva.

6 Como escolher a franquia para abrir um consultório odontológico?

Para aproveitar todos esses benefícios, entretanto, você vai precisar contar com a franquia adequada. Essa escolha determinará o sucesso da sua atuação e, para fazer essa escolha, algumas dicas incluem:

Procure uma rede reconhecida no mercado

É muito importante que você escolha uma empresa devidamente reconhecida no mercado. Ter esse cuidado é importante porque significa que a franqueadora tem experiência e, portanto, é capaz de oferecer o apoio necessário e trazer a confiança esperada para os pacientes.

Analise a Circular de Oferta de Franquia

A Circular de Oferta de Franquia é um documento que contém todas as informações referentes à franquia. É nesse documento que estão explícitas as obrigações do franqueador e do franqueado, as taxas a serem pagas, a vigência do contrato, as obrigações de padronização e alguns outros detalhes.

Fazer essa análise é importante para saber se tudo o que está descrito está de acordo com o que você espera e está disposto a cumprir.

Fale com outros franqueados e ex-franqueados

Falar com quem faz parte ou já fez parte da rede de franquias é mais um modo de conhecer sobre a atuação da empresa franqueadora. Mediante o contato com as pessoas diretamente envolvidas com a franqueadora, você terá mais informações para decidir se essa é ou não a melhor decisão para abrir seu consultório odontológico.

Conclusão

Abrir um consultório odontológico é tarefa que exige muito planejamento e preparação para que você possa ser bem-sucedido em toda essa nova etapa da carreira. É preciso pensar em questões como planejamento de investimentos, escolha de localização e regulamentação completa da documentação. Tudo isso, inclusive, exige um espírito empreendedor, proativo, autônomo e responsável.

Como alternativa, existe a possibilidade de abrir uma franquia. Mais segura, mais respeitada pelos pacientes e até mesmo mais barata, é uma opção altamente vantajosa desde que você faça a escolha certa.

Para não errar na sua escolha, conheça a Sorridents! Visite nosso site e veja como podemos contribuir para o crescimento de sua carreira!

Postado em 06/07/2016.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin