Blog Saúde Bucal

Como lidar com a sensibilidade nos dentes ao fazer clareamento dental

O clareamento dental é uma das alternativas mais procurada por pessoas que querem ter um sorriso mais bonito e branco, mas mesmo quando o tratamento é feito em consultório, o paciente pode apresentar sensibilidade após clareamento.

Quer saber a razão dos dentes ficarem sensíveis após o clareamento? Continue a leitura deste post! Aqui, você vai descobrir como aliviar o incômodo e o que evitar para ter uma recuperação tranquila, com menos desconforto. Além disso, explicamos tudo o que você precisa fazer antes e após o clareamento dental. Confira!

Por que os dentes ficam mais sensíveis após o clareamento?

O procedimento de clarear os dentes, feito no consultório ou com os kits caseiros, tem o mesmo princípio. Constituídos de peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamida, a solução retira uma camada de esmalte do dente.

A camada mais externa do esmalte pode sofrer pigmentação pelo contato com café, refrigerantes, cigarro e até com alguns alimentos naturais mais coloridos. A intenção do clareamento é eliminar a camada pigmentada e expor o esmalte real do seu dente, que é mais claro.

O problema é que o esmalte, não é infinito e abaixo dele existe a dentina. Com terminações nervosas, essa estrutura é sensível e recebe estímulos de frio, quente, doce e azedo, que podem causar choques e dores. Essa resposta da dentina e dos nervos no interior do elemento dental é chamada de sensibilidade dentinária.

Como aliviar o incômodo?

Um estudo publicado no British Dental Journal mostrou que mascar chicletes sem açúcar pode diminuir a sensibilidade após clareamento. Isso acontece porque, ao mastigar algo, suas glândulas salivares são incentivadas a produzir mais saliva.

O aumento do fluxo salivar induz à remineralização dos dentes, dilui melhor os produtos que podem causar respostas dolorosas e distrai a mente, ao deixar a boca ocupada com a mastigação.

A aplicação de flúor é outra medida de proteção para a sensibilidade nos dentes. Esse elemento, ao ser combinado com o esmalte, torna o dente mais forte e mais resistente à desmineralização.

A boa higienização também é indispensável. Passar o fio diariamente e escovar os dentes com pasta fluoretada e escova macia são cuidados básicos que se deve ter durante o tratamento. Enxaguar a boca com água morna pode diminuir o desconforto. No caso de muita dor, é possível aplicar a pasta sobre os dentes com um cotonete antes de dormir, até que a sensibilidade diminua.

Antes do procedimento clareador, também são indicados pastas e géis dessensibilizantes, que formam uma proteção e são capazes de reduzir a resposta de sensibilidade.

Quando a sensibilidade nos dentes pode acontecer? 

A sensibilidade nos dentes pode acontecer por diversas razões, e uma das principais é a utilização de agentes clareadores à base de peróxido. Caso os seus dentes já estejam sensíveis, pode acontecer de você apresentar uma sensibilidade maior ao consumir bebidas geladas e quentes. 

Saiba que, no começo do tratamento, é comum que aconteça esse tipo de situação, já que o peróxido de hidrogênio vai entrar no esmalte, fazendo com que os nervos abaixo da dentina fiquem mais expostos. Existem outras formas e produtos para realizar o clareamento, mas ele será feito apenas na superfície dos dentes. 

Quanto mais elevada for a concentração do produto utilizada e o tempo que o dente ficará com a substância, mais recorrente será a sensibilidade. Além disso, é preciso ressaltar que a má higiene também pode acentuar a sensibilidade dos dentes. 

Quanto tempo dura a sensibilidade? 

É essencial saber quanto tempo a sensibilidade nos dentes dura, para que você seja capaz de controlar a sua saúde bucal. Normalmente, após a realização do clareamento dos dentes, eles ficam sensíveis por 15 dias. Se a dor não for suportável, o dentista precisa investigar as razões. 

Se a sensibilidade estiver muito intensa após o procedimento e não apresentar melhoras no decorrer dos dias, é preciso voltar ao consultório odontológico e conversar com o profissional. Em algumas situações, é necessário pausar o clareamento para entender o que está acontecendo, já que é necessário sempre garantir o bem-estar e a saúde do paciente. 

Como o profissional consegue identificar a sensibilidade nos dentes? 

Para que o dentista consiga realizar um diagnóstico de sensibilidade mais objetivo e satisfatório, o paciente precisa responder a algumas perguntas relacionadas ao seu dia a dia. Veja! 

  • Ao realizar a escovação, você sente alguma sensibilidade? 
  • Você tem sensibilidade ao ingerir bebidas quentes ou geladas? 
  • Os dentes apresentam alguma sensibilidade ao fazer a higienização? 

Com as respostas em mãos, o profissional consegue entender melhor o seu caso e apresentar um tratamento adequado às suas necessidades. 

Quais são os cuidados necessários antes de iniciar o tratamento? 

Para ter um tratamento mais seguro, eficiente e com reduzida sensibilidade, é válido adotar algumas atitudes para que o clareamento aconteça da melhor forma possível e não afete a sua qualidade de vida. 

Antes de iniciar o procedimento, vale a pena retirar tártaros e manchas nos dentes — isso deve ser feito até 48 horas antes de começar o clareamento. A dessensibilização prévia ajuda a reduzir ou até eliminar o surgimento de dor e dentes mais sensíveis durante o tratamento. 

Caso você não saiba, a dessensibilização consiste em uma etapa que precisa acontecer antes do clareamento. Nela, é utilizado um gel nos dentes, à base de flúor. Ele deve ser colocado minutos antes do tratamento, uma vez que proporciona alívio e conforto para o paciente. Assim, é possível que sejam feitas todas as sessões para conseguir um clareamento satisfatório.

O que evitar durante e após o clareamento?

É necessário evitar qualquer alimento com muito corante, excessivamente ácido, frio ou com temperos muito fortes. Vinho tinto, refrigerantes com corantes, café, molho de tomate, beterraba, suco de uva e chocolate são alguns exemplos de alimentos a serem evitados.

Fumar é estritamente proibido durante o tratamento. A fumaça do cigarro pode causar manchas novas, já que seus dentes estarão vulneráveis, e o tratamento não surtirá efeito algum.

Enxaguantes bucais também devem ser evitados, devido seu grande conteúdo de corantes. Basicamente, deve-se evitar qualquer coisa muito colorida, azeda ou doce.

Consulte o seu dentista antes de começar um clareamento dental em casa. Solicite dicas, indicação de marcas e procure-o se a sensibilidade não passar depois de 48h do procedimento. É importante levar o kit de clareamento para que o dentista veja e avalie. O acompanhamento com um profissional especializado é essencial para alcançar um resultado satisfatório e para que a sensibilidade após clareamento não afete a sua qualidade de vida.

Se você gostou das nossas dicas sobre como lidar com a sensibilidade nos dentes e quer mais informações, curta a nossa página no Facebook e acabe com todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Pesquisar

Categorias

E-Books

Redes sociais

Agende a sua avaliação!

 Nome*
 E-mail*
 Telefone*

Agende pelos Telefones

Capitais e Regiões Metropolitanas

(11) 4003-7514

Demais Regiões

0800 729 1714

Publicações Relacionadas

Entre em contato

Você está procurando um jeito prático e eficiente de cuidar da sua saúde bucal? Então não perca tempo! Venha conhecer a Sorridents, a sua clínica odontológica de confiança.



Encontre a Sorridents mais perto de você!

Finalize seu Agendamento

Pesquise a unidade desejada abaixo. Depois, selecione a clínica escolhida para conferir as datas disponíveis para agendamento.

Carregando Unidades...
Nenhum horário disponível para a data selecionada