Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Qualidade de vida do dentista: concilie vida pessoal e profissional



Vamos falar sobre a qualidade de vida do dentista? Na atualidade, é comum encontrarmos pessoas que estão cada vez mais focadas em suas respectivas carreiras. Com a concorrência acirrada, para ganhar uma posição superior no mercado, deixou de ser surpreendente ver como os profissionais estão superando limites para atingir os seus objetivos.

Não há nada de errado com o foco na carreira, porém, a qualidade de vida não pode ser prejudicada na jornada rumo ao sucesso profissional. Adotar um estilo de vida baseado apenas em trabalho faz com que você dedique muito tempo aos objetivos dele, colocando em risco muitos aspectos pessoais.

Para que isso não ocorra, preparamos este artigo sobre a qualidade de vida do dentista. Leia e aprenda a conciliar vida pessoal e profissional!

Durma o suficiente para conseguir descansar

O sono desempenha um papel vital no bem-estar de uma pessoa. Descansar por um intervalo adequado revigora e protege a saúde física e mental, melhora a qualidade de vida e dá a disposição necessária para executar as tarefas do dia a dia. O modo como você se sente quando está acordado reflete a sua noite de sono.

Uma noite mal dormida afeta a maneira como você pensa, reage, trabalha e capta novas informações. Dormir bem significa, portanto, melhorar a sua capacidade de aprendizagem. Durante o sono, o seu cérebro descarta tudo o que é desnecessário e trabalha focado na absorção do conhecimento adquirido no dia.

Evite levar o telefone celular, tablet ou notebook para a cama antes de dormir. As luzes emitidas por esses dispositivos atrapalham a chegada do sono. Estabeleça a quantidade suficiente de horas para o descanso.  

Tenha uma alimentação rica e balanceada

A qualidade de vida do dentista também pode ser mantida por meio de uma alimentação rica e balanceada. Os alimentos ingeridos são uma parte importante da manutenção do nosso equilíbrio, pois conseguem nos deixar bem-dispostos. Isso significa comer uma ampla variedade de alimentos nas proporções certas.

A alimentação não deve ser encarada apenas como o meio para se obter o corpo ideal. A qualidade do que você ingere implica, por exemplo, no seu rendimento no trabalho. Comer um prato de feijoada no almoço não parece ser uma boa ideia para quem precisa passar a tarde concentrado no tratamento de pacientes.

Estabeleça uma dieta rica e balanceada nos dias úteis. Deixe para os fins de semana os alimentos mais pesados, afinal, você não precisa deixar de consumi-los. Basta fazer tudo com um pouco de moderação.

Organize a sua agenda de compromissos

Para conciliar a vida pessoal e profissional, encontrando a disposição necessária para cumprir com as responsabilidades de ambas, é fundamental que você tenha uma agenda de compromissos. Estabeleça os horários que serão destinados para as suas atividades, evitando que elas se misturem ou provoquem excessos.

Se você contrata um profissional para ajudar na recepção e marcação de pacientes, determine quais são os horários possíveis para as consultas. Dê preferência aos períodos em que você encontra-se mais disposto, de forma que o trabalho renda mais. Separe momentos para as suas refeições, atividades físicas, descanso e relacionamentos.


Quero ser franqueado


Caso esteja naquele momento profissional em que deseja crescer, basta prolongar os horários dedicados à sua carreira — para fazer um curso, por exemplo. Apenas evite ficar sem atividades fora do âmbito profissional.

Descubra quais são os seus limites

Invista no desenvolvimento pessoal para descobrir quais são os seus limites. O autoconhecimento coloca ao seu dispor um caminho de opções visando sua evolução. Ele permite, por exemplo, que você saiba quais são as suas crenças limitantes — conceitos enraizados na sua mente que limitam o seu poder de atuação na vida pessoal e profissional — e as supere.

Por meio do autoconhecimento, também é possível aprender a se automotivar, ou seja, encontrar em si os agentes que ajudam a superar obstáculos e enfrentar barreiras. Você se tornará mais resiliente e capaz de enxergar os próprios objetivos, pois saberá quais são os pontos fortes e aqueles que podem ser melhorados.

Tudo é uma questão de propósito. Se você sabe qual é o seu, facilmente encontrará os recursos necessários para alcançá-lo. Por esse motivo, invista em autoconhecimento e utilize-o para ter mais qualidade de vida.

Pare de procrastinar em casa e no trabalho

Sim, pare de procrastinar! Deixe o ócio para os momentos certos. De nada adianta aproveitar o horário do trabalho para resolver problemas pessoais ou estar em casa e ficar com a mente na clínica odontológica. Evite inverter as prioridades. Fora do trabalho, faça tudo o que é necessário para a sua vida pessoal entrar nos eixos.

O mesmo vale para o âmbito profissional. Na clínica, direcione o seu foco para os atendimentos e tarefas. Resolva o que tiver que resolver em cada ambiente e evite misturá-los. Os seus pacientes, por exemplo, podem ter acesso a um número de emergência — que não deve ser o mesmo que você usa para fins pessoais.

Cuidar da sua imagem, redes sociais e outros fins devem ter os seus próprios momentos. Torne a sua rotina mais funcional e organizada para que o acúmulo de um setor da sua vida não atrapalhe o bom funcionamento do outro.

Evite o desequilíbrio entre vida pessoal e profissional

Você já ouviu aquele ditado que diz azar no jogo, sorte no amor? Saiba que se trata de uma mentira. Esse dito popular tenta justificar o desequilíbrio entre vida pessoal e profissional. O fato de você querer se tornar autoridade na odontologia da sua região não significa que a sua vida pessoal e sentimental deve ser anulada.

O mesmo vale para a situação inversa. Quando a vida pessoal não vai bem, por exemplo, o seu lado profissional sentirá todos os reflexos disso. O seu rendimento cai, a sua mente fica distante e a probabilidade de cometer erros aumenta consideravelmente. Com certeza não é o que você deseja para a sua carreira ou para os seus pacientes.

Evite esse desequilíbrio, pois a qualidade de vida é fundamental para que todos os setores funcionem corretamente. Os benefícios de uma conciliação entre eles são os mais diversos, com o destaque para o aumento da sua disposição.

Notou a importância da qualidade de vida do dentista? Siga as nossas redes sociais para ter acesso a outros conteúdos como este. Aproveite para acompanhar as atualizações: estamos no Facebook e no LinkedIn.

Postado em 26/10/2017.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin