Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Veja 4 malefícios do cigarro para a sua saúde bucal


4 malefícios do cigarro para a sua saúde bucal

As boas práticas da saúde bucal incluem a escovação frequente, uso correto do fio dental e eliminação de fatores que prejudicam a arcada dentária. Dentre esses fatores, podemos citar o tabagismo, que provoca prejuízos não somente à boca, mas ao organismo como um todo.

Os malefícios do cigarro para a saúde bucal podem ser caracterizados tanto em aspectos estéticos quanto estruturais. Os primeiros se referem ao amarelamento dos dentes, halitose e depósitos escuros entre os dentes.

Quanto aos aspectos relacionados à estrutura dos dentes podemos citar a perda dentária, câncer de boca e outros malefícios que citaremos ao longo desse post. Por isso, não deixe de ler e apague de vez essa ideia.

1. Manchas nos dentes

Dentre as substâncias presentes no cigarro, a nicotina é a principal responsável pelo amarelamento dos dentes, que é causado pelo depósito interno e contínuo dessa substância na superfície do dente.

Além disso, a presença constante de nicotina na mucosa oral causa vasoconstrição, que em longo prazo provoca a retração da gengiva e o afastamento dos dentes.

Felizmente, as manchas amareladas podem ser revertidas por meio do clareamento dental e da interrupção definitiva do hábito de fumar.

2. Perda dentária

O cigarro altera a estrutura de sustentação dentária, pois aumenta a descamação da mucosa oral e provoca inflamação do tecido gengival. O resultado é a destruição do tecido ósseo que pode provocar a perda do dente ao longo do tempo.

Dependendo do perfil clínico do paciente, como presença de outras doenças, tempo de vício e tipo de arcada dentária, o implante não poderá ser realizado devido ao dano irreversível no dente.

3. Halitose frequente


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


A halitose, também conhecida com mau hálito é causada pela digestão de proteínas pelos micro-organismos presentes na boca. Quando essa ação ocorre, o resultado é um odor desagradável proveniente de substâncias tais como escatol, cadaverina e putrescina.

Em geral, os portadores de halitose não conseguem distinguir esse odor desagradável, porém as pessoas próximas notam rapidamente e, com isso, as relações sociais ficam comprometidas.

Nos indivíduos fumantes, a halitose aparece devido à perda da saliva que contém substâncias bactericidas. O resultado é a formação frequente de substâncias halitogênicas.

4. Câncer de boca

A fumaça do cigarro libera uma quantidade significativa de substâncias tóxicas na mucosa oral. Elas causam a destruição dessa superfície e dificultam o processo de cicatrização. Juntamente com essa agressão química, ocorre a lesão causada pela temperatura da fumaça injetada na boca.

Além disso, o tabagismo contribui para o aparecimento de quase todos os tipos de câncer. Isso porque o fumo altera a composição genética das células e promove um processo desenfreado de multiplicação das mesmas.

A saúde bucal está seriamente comprometida com a presença constante de nicotina e outras substâncias contidas no cigarro. Além dos aspectos patológicos evidenciados em outras regiões do corpo, o tabagismo é responsável pela halitose, perda dentária e manchas amarelas na arcada dentária.

Por isso, se ainda não se convenceu dos riscos do tabagismo, repense suas prioridades. A batalha contra o vício é dura, mas vencer a guerra é gratificante.

Se você já apresentou esses sintomas e quer compartilhar sua experiência conosco, deixe seu comentário!

Postado em 09/12/2016.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter