Agende a sua avaliação
Ou agende pelos telefones (11) 2672-5700 - Estado de SP 0800 601 1520 - Demais estados

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Oclusão Dental



Oclusão dental é o encaixe entre os dentes e o osso da maxila e da mandíbula, de uma maneira que as funções bucais, como a mastigação, possam ocorrer. É também o ramo da Odontologia que estuda todos esses elementos e suas relações, bem como a influência em outras estruturas. 

Nem todas as pessoas possuem uma oclusão dental perfeita. Nesse caso, o cirurgião-dentista pode auxiliar, com seu conhecimento,propondo um tratamento para que o paciente melhore sua oclusão dental

 

A preocupação com a oclusão dental perfeita deve começar na infância 

 

A infância é o melhor momento para se começar a ajustar ou corrigir a oclusão dental. Isso porque na infância, o crescimento ósseo está em processo, portanto, torna-se mais fácil ajustar a posição dentária ou estimular o crescimento ósseo em diversas situações. 

Quando a criança possui dentes de leite, é possível planejar um tratamento para que os dentes permanentes nasçam na posição correta. Além disso, caso um dente de leite tenha sido perdido precocemente, é possível com o tratamento adequado “manter” o espaço deixado por ele, para que o dente permanente não nasça de maneira torta. 

Os dentes permanentes se orientam pelos dentes de leite em relação ao seu posicionamento, por isso, é muito importante que na fase de troca dos dentes (ao redor dos 6, 7 anos de idade), que a criança seja levada ao profissional cirurgião-dentista para avaliação da oclusão dental. 

O tratamento da oclusão dental na infância, além de ser mais fácil, também auxilia em outras situações, por exemplo, na respiração. Crianças com mau posicionamento dentário podem também ser ‘respiradores bucais’, o que no futuro pode trazer diversas complicações em relação não só à oclusão dental, como também na saúde em geral. 

A utilização de aparelhos fixos ou removíveis nas crianças faz parte do tratamento da melhora da oclusão dental e quanto mais cedo for a intervenção, mais fácil e tranquilo será o tratamento. 

 

O profissional que cuida da oclusão dental 

 

O profissional que atenderá a criança e irá propor o tratamento para melhora da oclusão dental se chama Ortodontista. Ortodontia é a área da Odontologia que cuida da oclusão dental com aparelhos ortodônticos. 

 

Principais problemas relacionados à oclusão dental em crianças 

 

Quando levadas ao profissional Ortodontista, as crianças podem apresentar alguns problemas de oclusão. As principais causas para esses problemas são fatores hereditários (provenientes dos pais, por exemplo), uso excessivo de mamadeira, uso de chupeta, respiração bucal, sucção do dedo e alimentação pastosa frequente, quando já se tem dentes na cavidade bucal. 

Os principais problemas de oclusão dental que as crianças podem apresentar são: 

 

Mordida aberta anterior 

 

Caracterizada pela falta de fechamento dos dentes superiores com inferiores, sendo causada por uso excessivo de chupeta, mamadeiras ou sucção do dedo. Esse problema na oclusão dental pode levar a problemas na fala, mastigação e deglutição. 

 

Disto-oclusão e mésio-oclusão 

 

Desarmonia entre a arcada superior e inferior, ou porque a maxila (superior) cresceu mais do que a mandíbula, ou a mandíbula cresceu pouco, projetando os dentes de cima pra frente (disto-oclusão). O contrário, quando a maxila (superior) cresceu pouco ou a mandíbula cresceu muito, temos a mésio-oclusão, com a projeção dos dentes de baixo e queixo para frente.  

 

Mordida cruzada posterior 

 

Em uma oclusão dental ideal ou perfeita, os dentes superiores cobrem os inferiores, como se fosse uma tampa de uma caixa de sapato. Porém, no caso da mordida cruzada posterior, essa situação se inverte. 

 

Sobremordida ou mordida profunda 

 


Agende sua avaliação

Se preferir, agende por Telefone: 0800 601 1520


Recobrimento total dos dentes inferiores pelos superiores, levando muitas vezes ao travamento da mandíbula, o que dificulta seu crescimento. 

Todas essas condições podem ser diagnosticadas e tratadas pelo Ortodontista com aparelhos específicos para cada uma delas. 

 

Como evitar problemas de oclusão dental em crianças 

 

Algumas situações clínicas envolvendo má oclusão dental em crianças são hereditárias, por isso devem ser levadas ao profissional Ortodontista, para que o diagnóstico correto seja feito e o tratamento iniciado o quanto antes. 

Porém alguns hábitos deletérios podem causar problemas na oclusão dental, sobretudo relacionados ao uso de chupeta e mamadeiras. 

É sabido que o uso de chupetas apresenta um fator calmante e tem impacto psicológico no desenvolvimento do bebê. Porém, com o surgimento dos dentes, esse hábito deve ser removido. Portanto, é importante: 

  • Evitar o uso prolongado de chupetas. As chupetas não devem ser utilizadas após os dois anos de idade, no máximo até os três anos; 
  • Evitar o uso prolongado de mamadeiras. Optar por copos de transição, quando possível, após o surgimento dos dentes de leite; 
  • Evitar o hábito de sucção de dedo ou de sucção de panos. 

 

 

  • Oclusão dental perfeita em adultos 

 

No caso de adultos, a oclusão dental deve ser perfeita, pois problemas oclusais levam a outras situações, como dores de cabeça, dificuldades na mastigação (podendo acarretar problemas digestivos), bem como o aspecto estético, tão valorizado nos dias de hoje. 

Para os adultos, há diversas opções de tratamento na Odontologia moderna, que incluem não só a reposição de dentes perdidos, com implantes, bem como restaurações e a utilização de aparelhos ortodônticos fixos. 

Após a utilização desses aparelhos fixos, muitas vezes é necessário o uso de uma ‘contenção’, para que os dentes não voltem a se movimentar, tal como a utilização de aparelhos ortodônticos móveis por um período de tempo. 

Problemas como dentes apinhados ou em dentes supraoclusão podem ser resolvidos com o realinhamento dental e melhora da oclusão. 

Recentemente, aparelhos ortodônticos ditos ‘invisíveis’ têm feito sucesso, pois permitem o realinhamento dentário sendo bastante estéticos. 

Em alguns casos, há necessidade de cirurgias, chamadas ‘cirurgias ortognáticas’, para pacientes que possuem alterações ósseas mais severas. Nesse caso, o profissional Ortodontista, após analisar o caso e com exames em mãos, tais como radiografias, tomografias, junto ao Cirurgião Buco-Maxilo-Facial (que executará a cirurgia) planejará adequadamente o caso. 

O importante é que o paciente agende uma consulta com um profissional Ortodontista, para que seja feito o diagnóstico do seu problema de oclusão e então planejado o caso. 

A melhora na oclusão dental leva não só a melhora da estética bucal, como também melhora da mastigação, respiração e alívio de diversos outros problemas relacionados com a má oclusão dentária. 

 

Oclusão dental normal 

 

Um paciente que possui uma oclusão dental normal possui alinhamento correto dos dentes, sendo portanto centralizados. Não há projeção nem da maxila, nem da mandíbula, sendo o aspecto geral harmônico. Quando observado em perfil, é possível observar que o paciente fecha totalmente a boca, sem esforço, com o lábio superior harmonicamente formando seu perfil. 

Os dentes de cima cobrem ligeiramente os dentes de baixo, conforme já descritos, como se fosse a tampa de uma caixa de sapatos. 

O paciente com oclusão dental normal tem boa mastigação, não forçando nenhum lado a mais que outro. Também não possui desgaste em nenhum dente e todos os dentes superiores tocam os dentes inferiores correspondentes. 

O paciente com oclusão dental normal não reclama de dores de cabeça que podem ser causadas pelo mau posicionamento dentário e esforço durante a mastigação. 

A Sorridents possui os mais capacitados profissionais na área de Ortodontia e podem fazer o diagnóstico correto, bem como o tratamento necessário. Se você ficou com alguma dúvida sobre oclusão dental, agende hoje mesmo sua consulta na Sorridents mais próxima.

Postado em 24/09/2019.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter