Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Marketing na saúde e ética: entenda mais sobre essa relação


Marketing na saúde e ética

Atualmente, muitos dentistas saem da universidade com o desejo de abrir uma clínica própria para ter mais independência e autonomia no trabalho, mas uma parte muito importante para esse processo dar certo é a atração de pacientes. Afinal, sem eles, um consultório não funciona.

Para atrair clientes, é preciso divulgar a sua clínica, e foi dessa forma que o marketing na saúde se tornou crucial. É normal um dentista não ter conhecimento sobre as formas de se fazer marketing, ainda mais na saúde, que é considerado um campo delicado por envolver o bem-estar das pessoas.

O tema é tão relevante para quem atua nesse ramo que foi criado um artigo específico para a propaganda e publicidade no código de ética do Conselho Regional de Odontologia (CRO).

Como fazer propaganda da sua marca de maneira ética? Como saber se a divulgação não está ultrapassando os limites? Você deseja abrir a sua própria clínica ou franquia odontológica? A seguir, aprenda o que não fazer em marketing e como difundir a sua marca da forma correta!

O que não fazer em marketing na saúde?

É essencial destacar o que não fazer na divulgação da sua marca, afinal uma informação errada ou malvista pode afastar os clientes do consultório. Para qualquer tipo de propaganda na área da saúde (seja nas redes sociais, seja em anúncios de TV, rádio ou panfletos), é importante lembrar de não utilizar sensacionalismo e excessos.

Anote: menos pode ser mais! Nada de expor os pacientes e de prometer resultados inatingíveis. O código de ética do CRO classifica como infração fazer propaganda exibindo imagens de antes e depois, e a divulgação de técnicas e atividades para um tratamento se elas ainda não tiverem sido comprovadas cientificamente.

Além disso, o profissional também não deve fazer publicidade com preços e/ou serviços gratuitos para os pacientes. Essas informações passarão a ideia de comercialização da odontologia, o que contraria os ideais da profissão.

Autopromoção também está fora de questão para o marketing na saúde. Dizer que você é o melhor ou o único em determinado campo não é a saída.

Há maneiras melhores de atrair visibilidade para a sua clínica, como veremos a seguir. O paciente deve acreditar e confiar em seu comprometimento com o trabalho, não que você fará milagres ou que seja o único profissional capaz de oferecer uma solução.

Uma campanha ética de marketing, que utiliza o conhecimento e a credibilidade do dentista, é perfeitamente eficaz para impressionar o público.

Como divulgar a sua marca?

Antes de mostrarmos as maneiras para divulgar a marca, é imprescindível enfatizar que toda informação deve ter uma referência. Ou seja: não coloque dados ou conhecimentos sem deixar as fontes claras. Nos materiais que forem produzidos (digitais ou físicos) sempre deve constar o seu nome completo e o seu registro regional ou federal.

1. Marketing de conteúdo

Uma boa forma de mostrar o seu trabalho é por meio do marketing de conteúdo. Utilizando-o, você pode atrair a atenção das pessoas, contribuir para o bem-estar delas e ainda ganhar autoridade e credibilidade em sua área.

É possível colocá-lo em prática por meio de panfletos e/ou da internet (blogs, sites e redes sociais). Nesses canais, você pode exibir conteúdos valiosos para o seu público, abordar assuntos que o interessa sobre odontologia e dar dicas para o seu cliente em potencial.


Quero ser franqueado


Se você for especialista em odontologia estética, pode tratar de clareamento ou cirurgia plástica gengival, por exemplo. Ao procurar essas informações, a pessoa encontrará os seus textos e verá que a sua clínica é referência no tema. Assim, o paciente em potencial será incentivado a procurar os seus serviços.

Algumas dicas

Não tente parecer especialista em diversas áreas. Fale somente sobre aquilo que você estudou e tem uma especialização. Se mentir ou exagerar em suas habilidades, os seus leitores desconfiarão da sua credibilidade, e ninguém quer criar esse tipo de imagem negativa.

Além disso, não dê consultas on-line! Caso um leitor entre em contato por meio de um site ou das redes sociais querendo solucionar dúvidas, aconselhe a ir até o seu consultório. Dessa maneira, você poderá analisar o caso com o cuidado que merece, em vez de dar respostas genéricas (que podem deixar o seu paciente ainda mais confuso).

2. Redes sociais

Um importante meio presente nessa estratégia são as redes sociais. Elas são interessantes, pois ampliam o alcance da sua marca na internet!

Além disso, são grandes as chances de o indivíduo interessado procurar as redes se estiver atrás de mais informações sobre a clínica (como endereço, telefone e horário de atendimento).

Por isso, lembre-se sempre de destacar o seu perfil pessoal do perfil da clínica nas redes sociais. Além de separar a sua vida privada da profissional, ter perfis diferentes passa mais segurança para os seus clientes em potencial.

Como fidelizar os clientes?

Na divulgação da sua marca, é fundamental que você não se esqueça dos pacientes que conquistou ao longo do caminho. É essencial que a sua clínica fidelize os clientes, além de conseguir novos.

Para isso, você deve se comunicar com os pacientes frequentemente, por meio de e-mail marketing, por exemplo. Usando essa estratégia, você é capaz de mandar conteúdo para o seu público e avisar sobre novidades ou mudanças na clínica.

Dessa maneira, o seu cliente se sentirá especial e cuidado, características que são muito relevantes ao decidir se voltará ao consultório ou não.

Um bom atendimento também impressiona e conquista os pacientes. Receber bem o seu cliente não diz respeito somente aos diálogos e conversas que você tem com ele. Envolve, do mesmo modo, o ambiente e a decoração do consultório.

A fidelização de clientes é importantíssima, pois você transforma os seus pacientes em “fãs” do seu trabalho. Sendo assim, é provável que eles façam propaganda da sua marca para amigos e familiares!

Com essas informações em mente, abrir a sua própria clínica e começar a divulgá-la de uma forma ética será uma tarefa mais simples.

Quer saber mais sobre marketing na saúde? Faça o download do nosso e-book e entenda tudo sobre o assunto!

Postado em 28/07/2017.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin