Implante dentário

Clínico Geral para atendimento de procedimentos odontológicos

Implante dentário | Restaure seu sorriso, recupere sua autoestima e sua confiança.

O implante dentário é o tratamento ideal repor um ou mais dentes naturais que você perdeu.

O procedimento é acessível e pode ser a solução definitiva para quem perdeu dentes ou para quem deseja substituir as próteses móveis por fixas para ter mais estabilidade e conforto ao mastigar e segurança ao sorrir.

implante dentário

Implante Dentário

 

 

As pessoas que perderam vários elementos dentários por diversas razões como cáries, patologias da gengiva ou, ainda, traumas pode ser beneficiada por uma solução que é o implante dentário, tendo como função devolver um sorriso estético bem natural com as funções mastigatórias adequadas e equilibradas.

As próteses ou implantes dentários são capazes de transformar os sorrisos fazendo com que possa ser devolvido a autoestima e bem-estar para aqueles que prezam por um sorriso bonito e saudável.

Estes elementos se destacam como um modo artificial de substituir os dentes naturais perdidos, sendo aplicada técnicas diferenciadas e materiais específicos que não prejudicam a saúde bucal, sendo assim o indivíduo terá a certeza de que todos os dentes se pareçam aos originais da arcada dentária.

 

 

O que é?

 

 

 

O implante dentário é um suporte ou estrutura metalizada que tem posicionamento cirúrgico, na região óssea da maxila ou mandíbula,  situado abaixo da gengiva, para fazer a função na substituição da raiz do dente. Ao serem introduzidos, permanecem no arco dentário para que o especialista possa, a partir deste momento, realizar a montagem dentária e assim substituir os elementos perdidos por artificiais com função e forma definidas.

 

 

Como é feito?

 

 

 

Por se tratar de um elemento integrado à região óssea, o implante dentário oferece suporte com estabilidade para dentes de teor artificial. A prótese (dente) é totalmente montada e parafusada em cima do implante, não escorrega e nem altera o posicionamento bucal, sendo uma grande vantagem ao longo da mastigação e fala.

O implante dentário com a prótese oferece ao paciente um elemento mais seguro em toda a funcionalidade da boca, de modo a proporcionar cenários de maior naturalidade do que dentaduras tradicionais ou pontes.

Para determinados indivíduos, as dentaduras e próteses são muito desconfortáveis ou, ainda, inviável em razão da ausência de adaptações a estes sistemas.

Ainda, pontes comuns precisam ter ligação aos dentes em todas as direções do espaçamento pelo dente que está faltando. A partir da aplicação de implante, não há a necessidade de preparação ou desgaste do dente natural para um apoio dos que fazem a substituição, como é realizado em pontes tradicionais fixas.

Para realizar o implante, há a necessidade de disponibilizar o tecido gengival saudável e elementos ósseos adequados para a sua sustentação. A higienização da boca deve ser cautelosa e as visitas aos especialistas da odontologia são fundamentais para um resultado duradouro.

O implante dentário, de modo geral, custa mais do que outras técnicas que substituem os dentes e grande parte de convênios costumam não cobrir os valores estipulados.

 

 

Tipos

 

 

 

São vários os destaques que os profissionais de odontologia oferecem para implantes dentários. Aqui estão alguns exemplos que podem corresponder ao tratamento necessário:

 

Implante curto

 

 

Os implantes curtos e os implantes estreitos são ótimas soluções para casos complexos, como pouca altura ou espessura óssea e espaço pequeno entre dentes.

Um implante de sucesso tradicional depende do quantitativo de elementos ósseos disponibilizados, e da região estrutural do osso que o implante terá a sua introdução. O quantitativo e o teor de qualidade do osso se relacionam de forma direta com a fixação estável.

O implante curto foi desenvolvimento para ser uma opção para quem tem déficit óssea e, não quer a submissão e intervenções de enxerto que procedem o tratamento de forma mais cara e demorada. A perda do osso é provocada pela presença de bactérias que criam ao redor do elemento dentário a placa bacteriana que, em excesso, prejudica o osso e a sustentação dos tecidos, criando a doença chamada de periodontite.

Tal perda é suscetível também de ser provocada pela ausência de dentes prolongada, pela utilização contínua de próteses com remoção ou, ainda, pelo simples envelhecer natural.

A partir dos implantes curtos, há a possibilidade de que se evite, em algumas situações, o procedimento de enxerto. O tratamento superficial, espirais e pontas são, de forma específica, disponíveis para as áreas que têm déficit óssea.

Ao utilizar o parafuso curto, enxertos do osso não têm necessidade. A categoria deste implante tem dimensão muito reduzida e perfurações estruturais do osso de forma mínima.

Ainda que a dimensão tenha redução, o grau de estabilidade traz muita satisfação como os tradicionais.

 

 

Implante em titânio

 

 

 

Ao longo de épocas vários dentistas estudaram e buscaram produtos adequados para a formação de implantes de dentes. O intuito do estudo efetivo e prolongado é de que, diversos produtos disponibilizados na natureza fazem a seleção do que melhor tem adaptação e soluções para especialistas e pacientes. Objetiva-se que facilite as intervenções cirúrgicas, bem como o aumento do tratamento duradouro.

O titânio, de forma pura, é o que mais se utiliza. Há, contudo, outras alternativas e diversas categorias do implante, ainda que o seu uso tenha escala reduzida.

O titânio é um produto com alta resistência em relação ao tempo. Possui certificação de material que consegue resistir de forma eficaz ao procedimento corrosivo. É um elemento metalizado que se solidifica à temperatura normal. Trata-se de metal muito duro, leve e de cor esbranquiçada em metal. O elemento traz a biocompatibilidade com o organismo humano, de forma a minimizar possíveis rejeições.

 

 

Implante em cerâmica

 

 

A colocação de implante em cerâmica a partir da medicina odontológica surgiu faz pouco tempo, e portanto, há pouca utilização ainda.

Implante em zircônio

Um material inovador que pretende ser a nova descoberta odontológica, porém, até o  momento, só alguns estão utilizando. Em virtude de ser uma inovação, ainda não há estudos que concluam o tempo de duração e resistência na região bucal.

A coloração de tal implante é branca, que se assemelha muito aos dentes e raízes. Desse modo, em questão estética, é possível atingir bons resultados.

Um produto de resistência com o tempo, que não se submete a oxidar e corroer, apresenta muitos detalhes que favorecem a estrutura do que é necessário para o implante.

Resiste aos elementos de tensão como, por exemplo, o ato de mastigar. Não há desconforto. São extremamente confortáveis e atóxicos.

Tudo isso acaba se tornando fatores que agem na contribuição para que o implante em zircônio possa fazer a substituição precisa para a raiz natural dentária ausente.

 

 

Implante nanotecnológico

 

 

Em diversas épocas, acontece o surgimento de inovação conectada à medicina odontológica e de implante dentário. Tratar a superfície de implantes, agindo em grandes partes, poderá determinar o teor de sucesso que se obterá nos procedimentos cirúrgicos.

Por isso, a nanotecnologia em aplicação de tratamentos nas superfícies de implante dentário agem em contribuição para o aumento de excelência para cicatrizar e aprimorar de maneira substancial a composição do osso.

 

 

Implante biológico

 

 

O implante biológico é o resultado de investigações de décadas. Estudiosos revelaram, a partir do princípio da medicina odontológica da biologia, que os tratamentos necessitam ser realizados de acordo com os passos da biologia dos humanos, de modo a garantir uma maior satisfação.

A odontologia requer o aproveitamento de procedimentos naturais de reparação e cicatrização do organismo. O implante biológico é produzido a partir de produtos que tenham compatibilidade com o corpo e processos que se destacam de teor menor em relação a invasividade. Dessa forma, há também uma aceleração óssea de cicatrização e integração.

São constituídos por um elemento único, em oposição aos outros tradicionais, que liga o componente ósseo ao dente novo.

 

 

Benefícios da nanotecnologia

 

 

 

A nanotecnologia permite cicatrização mais rápida: o tempo pós-operatório é muito mais acelerado. Antes, em situações de dificuldades, havia a necessidade de uma média de 150 dias para que o procedimento de cicatrização tivesse conclusão.

A partir do recurso nanotecnológico, o procedimento demora somente 30 a 60 dias. A cicatrização deixa de se tornar um processo difícil.

A infecção por bactérias são raríssimas. Quanto mais prolongado seja o prazo de cicatrização, o risco de aparecimento de infecções também são maiores.

A partir da nanotecnologia que se tem a aplicação ao tratamento do implante, cicatrizar é um ato rápido e a infecção é quase nula.

O osso se integra de maneira mais rápida a partir dessa técnica também. Quanto maior a eficácia de fixar o osso na maxila ou mandíbula, mais estável ele se torna.

O procedimento aprimorado a partir da nanotecnologia faz com que haja a garantia de maior teor de conforto para aquele que pretende fazer a mastigação da alimentação e, acima de tudo, os que são duros.

Este tipo de implante dentário acaba durando muito mais, por razões já mencionadas. É usado em procedimentos da técnica de “carga imediata”. Dessa forma, a nanotecnologia torna o processo rápido de todas as formas possíveis.

 

Implante dentário: técnicas

 

 

A implantologia se destaca por uma diversidade de técnicas que colaboram para a saúde bucal e para um sorriso impecável.

 

 

Técnica de implante único fixo

 

 

O processo do implante fixo unitário é, de fato, o mais procurado pelas pessoas. A técnica consiste em colocar o parafuso do titânio para substituir o dente que foi perdido. A colocação é, de modo geral, realizada meses posteriores à perda do dente.

Coroa cerâmica ou próteses são postas dentro de dois a três meses posteriores. Ao longo desse período, ocorre o que denominamos de osseointegração.

 

 

Técnica de implante único a partir de extração

 

 

Neste processo, o implante é colocado posteriormente após a extração imediata do dente. Tal estratégia corresponde a substituir o dente por um implante. O implante é posto meses posteriores ao prazo de osseointegração. Ao longo deste tempo, é comum que se utilize próteses removíveis de teor provisório.

 

 

Carga imediata – Implante único e imediato fixado + prótese

 

 

Nesse procedimento é comum que consiga realizar a extração do dente, na mesma data ou aguardar semanas posteriores à extração e fazer a colocação do implante. É colocado o implante dentário na mesma altura em que há a fixação de coroa definitiva ou provisória.

É a denominada “carga imediata”. Este procedimento é dotado de conclusão mais rápida. As vantagens relativas ao teor estético são ainda mais aprimoradas.

A denominada carga imediata age permitindo a entrada na clínica, sem o elemento ósseo e saída, na mesma data, com um dente fixado a partir do implante. Contudo, nem todos são candidatos a realizar esta técnica.

 

 

Técnica de implante duplo: preenchimento de ausência de 3 dentes

 

 

Este processo se assemelha ao anterior. Com a possibilidade de realizar extração e pôr os implantes na mesma data, ou ao oposto, realizando extrações e dispor os implantes dentro de semanas posteriores, ao passo que ocorre a regeneração do osso.

De outro modo, conforme tenha a apresentação de três dentes ausentes e, após a análise das condições ósseas adequadas, pode-se realizar dois implantes. O que diferencia é a possibilidade de fazer a colocação de dois implantes, permanecendo um espaçamento vazio intermediário. Em ambos implantes, encaixa-se a ponte cerâmica em três elementos. Há uma coroa que se situa em apoio na região gengival.

O processo reduz custos de tratamentos e age permitindo o preenchimento da ausência do quantitativo de três dentes.

 

 

Implante para fixar dentadura – “overdenture”

 

 

O processo é realizado a partir da colocação de dois implantes na região da mandíbula, a fim de fazer a fixação da prótese de dentes acrílicos. Para que ocorra o encaixe da prótese, faz-se o uso do sistema que é composto por extremidades em formato de bola. Esta vai fazer o encaixe a partir de um “o-ring” posto diretamente no elemento acrílico.

O procedimento constrói um dispositivo estável. A prótese permanece fixada repousando em cima da gengiva sem oscilações.

 

 

Arcada dentária total em quatro implantes – all-on-four

 

 

O procedimento de ambos os dentes em quatro implantes teve invenção para a reabilitação de edêntulos na região da maxila. Trata-se de um processo de intervenção cirúrgica que age permitindo que se coloque quatro implantes para a fixação de todos os elementos ósseos – dentes.

As próteses em cima de implantes são constituídas, de modo geral, por 12 dentes e têm o aparafusamento dos implantes.

Esta prótese tem sua fixação aos implantes e é revestida de cerâmica ou produto metal acrílico. Este é composto por barra em metal com quatro buracos, onde os implantes são parafusados. É um elemento fixo, com estabilidade e parece muito com os dentes de forma natural.

 

 

Dentes em totalidade a partir de seis implantes – all-on-six

 

 

O processo é semelhante ao anterior. Porém, com a quantidade de seis implantes para toda a arcada dentária. A recomendação é para aqueles que não tenham todos os dentes da maxila superior. Dessa forma, o alcance de fixação é aprimorado.

 

 

Implante zigomático

 

 

O implante fixo zigomático trata-se de um elemento diferencial dos tradicionais em virtude do teor fixo ao osso denominado como “maçã da face”. Teve desenvolvimento como uma opção para tratar pacientes que disponibilizam atrofia maxilar rígida em substituição aos enxertos ósseos.

O intuito é reabilitar a funcionalidade e teor estético por meio de prótese fixa instalada superior, em substituição de próteses que abrangem a totalidade e são removíveis.

O elemento fixo zigomático apresenta uma outra opção para reabilitar a estética,  mastigação, funcionalidade e a socialização de pacientes que dispõem de atrofia severa.

Agende a sua avaliação
Ou agende pelo telefone 0800 601 1520

A Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Assine nossa newsletter

e receba conteúdos exclusivos.

Blog Saúde Bucal