Conheça mais sobre os nossos modelos de franquia

Franquia odontológica: passo a passo para abrir a sua!



Ser dono do próprio negócio é o desejo de muitas pessoas. Por essa razão, o empreendedorismo, especialmente no ramo de franquias, tem crescido no Brasil, com números cada vez mais expressivos. Os segmentos mais comumente escolhidos, por trazerem um retorno financeiro considerável, são o ramo alimentício, da educação e da saúde, como é o caso da franquia odontológica.

Optar por esse tipo de franquia é uma boa pedida para aqueles que querem começar o seu próprio negócio, mas não têm muita experiência no assunto, ou até mesmo para os mais experientes que querem tentar algo novo. Afinal, cuidar da saúde bucal da população é realmente prestar um serviço para a sociedade, com a melhora da qualidade de vida das pessoas que habitam naquele local.

Mas afinal, por que investir em franquias no Brasil é uma boa alternativa para iniciar um negócio? Quais são os cuidados que devem ser tomados na hora de partir para uma franquia odontológica? Qual é o perfil de um franqueado ideal? Como se caracteriza a relação entre franqueadores e franqueados? Quais são os passos que constituem a compra de uma franquia?

Com tantas dúvidas, criamos este texto que tem como principal objetivo sanar a maioria delas e acender uma luz em sua mente acerca do mercado de franquias no Brasil e seus desafios, mostrando como essa é uma ótima oportunidade para crescer profissional e pessoalmente. Boa leitura!

Por que investir em franquias no Brasil?

Por mais que as crises econômicas recentes tenham influenciado os negócios no Brasil e, até mesmo, reduzido o crescimento de nosso PIB, o setor de franquias parece não ter sentido os impactos do fenômeno global de recessão. Pelo contrário: de acordo com estimativas feitas pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor crescerá cerca de 8% no final de 2018.

Ainda de acordo com a ABF, mas desta vez em dados que não são meras previsões, o setor cresceu mais de 8% no primeiro semestre de 2018, se comparado ao mesmo período no ano anterior. O valor faturado ultrapassou, nesse mesmo período, a faixa dos 79 bilhões de reais, contra 74 bilhões arrecadados em 2017.

Portanto, o mercado de franquias não demonstra sinais de fraqueza e, ao que tudo indica, pode crescer muito mais nos anos que estão por vir. A razão para isso é simples: são investimentos de qualidade, com bons planos de negócio e bem trabalhados, o que faz com que qualquer pessoa com visão e determinação possa se tornar um empreendedor de sucesso.

Por isso, investir nesse mercado no Brasil é uma decisão acertada. Com esses números, fica fácil perceber que as franquias chegaram para ficar e têm revolucionado o setor econômico do nosso país.

Qual o perfil do franqueado no país?

É um pouco difícil precisar exatamente qual é o perfil do franqueado no Brasil atualmente. Essa dificuldade surge graças à grande diversidade de pessoas, de profissões diversas e com estilos de vida variados, que fazem parte do grupo de franqueados em nosso país.

Como mencionado anteriormente, qualquer pessoa com muita visão e determinação pode tocar uma franquia e obter o sucesso desejado. Por isso, pessoas muito diferentes são hoje empreendedoras e têm seus próprios negócios. Esses indivíduos são oriundos das mais diversas esferas sociais e profissionais.

Em outras palavras, podemos afirmar que não há a necessidade de conhecimento prévio em negócios, administração de empresas ou economia para abrir uma franquia de sucesso. O perfil do franqueado brasileiro é, assim como o do nosso povo, muito diversificado.

No entanto, podemos mencionar algumas características interessantes e que fazem parte da maioria dos franqueados que podemos encontrar. Elas são essenciais para que o sucesso como dono de uma empresa seja obtido. Entre as principais, podemos citar:

  • identificação com o projeto e o segmento da empresa escolhida (ainda que não conte com experiência na área);
  • mentalidade orientada para vendas e negócios;
  • visão de mundo e, claro, de negócios;
  • mente aberta;
  • empatia;
  • capacidade de ouvir e aprender;
  • determinação;
  • vontade de crescer;
  • boa capacidade de comunicação;
  • habilidade para trabalhar em equipe.

Com essas características, é possível almejar o sucesso em praticamente qualquer tipo de negócio. No ramo de franquias odontológicas, o franqueado deve saber escutar, ser empático e buscar sempre treinar a sua equipe, para que ela trabalhe da maneira mais humanizada possível.

Afinal de contas, estamos lidando com a saúde e a vida de pessoas, fazendo com que elas voltem a sorrir com segurança e recuperem a qualidade de vida. Por isso, a identificação com o segmento é fundamental para que tudo corra da melhor maneira possível e os clientes saiam ganhando e se tornem fieis ao seu negócio.

Quais as vantagens de se ter uma franquia odontológica?

Há um ditado que diz que a saúde das pessoas se inicia pela boca. Se pararmos para refletir, essa máxima é verdadeira, já que é a partir dela que nos alimentamos, conseguimos todos os nutrientes necessários para ficar vivos, nos comunicamos com outras pessoas, entre outros fatores importantes. Por isso, é fácil perceber que a saúde bucal tem um impacto fortíssimo em nossa qualidade de vida.

Até poucas décadas atrás, um número reduzido de pessoas se preocupava com a saúde de seus dentes e de todas as estruturas encontradas na boca. Parece impensável acreditar que há alguns séculos, na era vitoriana, ter os dentes podres era um sinônimo de status social, pois eles estavam relacionados ao consumo de açúcar (um ingrediente de luxo no período).

Hoje em dia, sabemos a importância da saúde bucal para a sociedade. Além da estética e da autoestima, que são fortemente influenciadas com a aparência dos dentes e do sorriso. Uma boca sem cuidados é responsável por uma série de problemas.

A periodontite, por exemplo, pode evoluir para um caso sistêmico, que afeta vários outros órgãos do nosso corpo. Já a perda de alguns dentes pode comprometer a mastigação, causando dores de cabeça e até dificuldade para que o indivíduo se alimente corretamente.

Felizmente, os órgãos midiáticos e governamentais têm feito um bom trabalho na divulgação da importância da manutenção da saúde bucal. Isso se reflete diretamente na busca dos pacientes por mais cuidados para essa área, fazendo com que as franquias odontológicas sejam uma excelente escolha de negócio, por ser estável e com grandes possibilidades de crescimento.

Além disso, nesse ramo é muito mais fácil mapear quais serviços oferecer e o gasto que se terá com eles, facilitando também a análise completa do mercado. Para isso, os planos de negócio são muito mais completos e permitem um estudo muito mais detalhado do investimento.

Isso faz, em outras palavras, com que essa também seja uma ótima opção para aqueles que não têm, até o presente momento, uma experiência como gestor e empreendedor, já que se trata de um segmento muito mais estável e de fácil visualização das probabilidades e métricas existentes. Além disso, é possível optar por um financiamento de franquia, que facilita o acesso a esse tipo de negócio.

Quais fatores considerar na escolha da franquia?

Agora que já compreendemos melhor quais são as particularidades de uma franquia odontológica, que tal conversarmos sobre os fatores que devem ser levados em consideração na hora de escolher uma franquia para chamar de sua? Confira alguns dos principais a seguir.

Observe o nome da marca no mercado

O primeiro ponto a ser observado antes da escolha de uma franquia é o nome daquela marca no mercado. Afinal, não é porque ela oferece boas oportunidades que ela é necessariamente um bom negócio, certo?

Optar por franquias de marcas consolidadas é a melhor maneira de não errar na escolha. Estude o histórico daquela marca e veja se ela é bem-sucedida em seu segmento de atuação. Caso isso se prove correto, muito provavelmente a sua franquia também será um sucesso.

Converse com outros franqueados

Após observar o histórico daquela marca, é chegada a hora de conversar com outros franqueados para ver se esse é um investimento que vale a pena ser feito. Por isso, procure outras pessoas que um dia já estiveram no mesmo lugar que você e colha as informações e histórias necessárias.

Caso você queira expandir ainda mais os seus horizontes, busque a experiência de franqueados de outros segmentos e áreas. Mesmo não se tratando da marca que você está avaliando, eles poderão trazer conselhos engrandecedores e que serão bem utilizados no futuro.

Verifique se há uma demanda para aquele serviço no local

Antes de iniciar qualquer tipo de negócio, é necessário observar bem o local em que você planeja abrir a sua franquia. Há uma demanda para aquele tipo de serviço nesse ambiente? Como está a concorrência nesse ramo no local?

Por isso, nada de mergulhar de cabeça em algo só porque isso parece uma boa ideia. Aja com muita cautela e veja se o seu negócio realmente será bem-sucedido por ali. Caso ele não seja, talvez seja interessante considerar um ponto em outro local, onde exista a carência de uma clínica odontológica.

Opte por franquias que oferecem um bom treinamento aos franqueados

Outro ponto interessante a ser considerado é o treinamento que é oferecido pelo franqueador à equipe que fará parte daquele negócio. Lembre-se de que nem sempre os franqueados têm experiência em administração e que, por isso, há muito que aprender antes de pôr as mãos na massa!

Por isso, é importante escolher uma franquia que realmente acolha os franqueados e mostre a eles como fazer daquele negócio um verdadeiro sucesso. Nesse treinamento, são repassados os valores da empresa e muitas outras técnicas para tocar um negócio da maneira adequada.

Avalie a cultura daquela empresa

Já que falamos sobre os valores de uma empresa, é importante salientar que esse também é um fator que deve ser levado em consideração na hora da escolha. Afinal, você será um representante daquela marca para a sua comunidade e, por isso, a cultura e os valores devem ser compatíveis com os seus.

Observe se há uma cultura do feedback, ponto importantíssimo nos dias atuais, se o respeito é mútuo entre todas as partes e se todos os degraus hierárquicos conseguem conversar de maneira clara, objetiva e sem crises. Se a resposta for positiva, essa é muito provavelmente uma franquia que tem tudo para ser bem-sucedida.

Como fazer uma boa análise de mercado para a abertura da franquia?


Quero ser franqueado


Como vimos anteriormente, a análise do mercado é uma etapa fundamental para a escolha acertada de uma franquia. Esse tipo de atitude faz com que a decisão seja muito mais pautada em fatores concretos e evita problemas e surpresas desagradáveis no futuro.

Embora o plano de negócios de uma franquia normalmente inclua uma análise de mercado, por que não fazer a sua? Assim, você coleta dados baseados na sua própria experiência e já vai se acostumando com o mundo de dados, métricas e muitos outros fatores.

Além disso, esse é um bom exercício para aprender a vislumbrar uma situação como um todo e praticar as previsões tão comuns no dia a dia de uma empresa, não é mesmo?

Mas afinal, como é possível fazer esse tipo de análise? Antes de qualquer coisa, é necessário dizer que não há uma ‘’receita de bolo’’ para esse tipo de prática. A ideia é coletar o máximo possível de informações sobre determinado ambiente e ver se aquele mercado necessita de uma franquia como a sua naquele momento. Mas como fazer isso?

Por isso, caia em campo e entreviste pessoas. Converse com a comunidade e veja a opinião delas sobre aquele tipo de negócio. Com isso, você começa, inclusive, a traçar um perfil de seus potenciais clientes e até mesmo a praticar o marketing boca a boca, essencial para o sucesso de qualquer negócio.

Outra dica interessante é visitar outros empreendimentos semelhantes (como mencionado anteriormente no tópico sobre contatar outros franqueados). Esse também é um tipo de pesquisa de mercado.

Por fim, consulte a opinião de especialistas no ramo, seja de contabilidade, administração de empresas ou qualquer outro. Esses profissionais normalmente têm métricas e dados prontos, obtidos a partir de suas próprias perspectivas e pesquisas, e que podem ser muito úteis para que você analise a sua situação.

Quais são os documentos necessários para a abertura da franquia?

Antes de conversarmos sobre o processo de formalização do negócio como franquia, que tal falarmos rapidamente sobre os documentos que são necessários para dar entrada ao processo de compra desse tipo de empresa?

De modo geral, a papelada necessária inclui:

  • carteira de identidade (RG);
  • cadastro de pessoas físicas (CPF);
  • comprovante de residência atualizado;
  • dados bancários;
  • comprovante de renda (por exemplo, o imposto de renda mais recente);
  • antecedentes criminais;
  • declaração de nada consta no SPC e SERASA.

Por vezes, os franqueados podem exigir documentos diferentes dos que foram citados acima. Por isso, é sempre melhor entrar em contato diretamente com a empresa que você está interessado, para verificar se há a necessidade de juntar outros tipos de documentos.

Além disso, leve sempre os documentos originais e, pelo menos, uma cópia simples. Isso evita idas desnecessárias a estabelecimentos em última hora para tirar as cópias, poupando seu tempo e tornando os processos muito mais efetivos e velozes para todos.

Como funciona o processo de formalização do negócio como franquia?

Escolheu a franquia certa para você? Ótimo! Agora chegou a hora de efetivamente formalizar o negócio e assinar todos os papéis. No entanto, para quem está de fora, é normal ter muitas dúvidas sobre o que, afinal, ocorre nesse processo.

A formalização do negócio de uma franquia passa por uma série de fases. A seguir, conversaremos um pouco sobre elas. Confira abaixo quais são as principais:

  • análise de franqueabilidade;
  • verificação da viabilidade financeira;
  • elaboração do planejamento estratégico (ou plano de negócios);
  • criação do manual da franquia.

Essas etapas são de responsabilidade do franqueador, ou seja, da pessoa que busca transformar o seu negócio em uma franquia disponível para outros franqueados. Portanto, você não precisa se preocupar com nenhuma delas!

Confira, a seguir, quais são os processos que começam a envolver o franqueado.

Discussão sobre a Circular de Oferta da Franquia (COF)

A Circular de Oferta de Franquia, conhecida pela sigla COF, é um documento inteiramente de responsabilidade do franqueador e que deve ser mostrado ao franqueado interessado naquele negócio.

Esse documento contém absolutamente todas as informações sobre a franquia, como a descrição do projeto, as taxas, os investimentos, os deveres e direitos de cada uma das partes, entre outros pontos relevantes.

Assinatura do pré-contrato e do contrato de franquia

Cerca de 10 dias após o recebimento da COF por parte do potencial franqueado e das devidas análises de viabilidade financeira e legal de ambas as partes, é chegada a hora da assinatura do pré-contrato, que passa a valer por cerca de 3 meses para que todos os trâmites sejam feitos.

Após esse período, é assinado o contrato propriamente dito. Assim, é finalizado e formalizado o processo de concessão dos direitos daquela marca, com o entendimento completo de ambas as partes sobre as responsabilidades de cada um.

Implantação do negócio

Por fim, chega o momento de implantar a franquia. É feita a reforma do ponto comercial, o treinamento de toda a equipe e todos os outros processos que fazem parte da criação de um novo negócio.

Vale a pena salientar que, durante esse período e mesmo após, o franqueado conta com total apoio de seu franqueador. Afinal, esse indivíduo é também um grande interessado em ver essa franquia obter o devido sucesso.

O que esperar da relação entre franqueador e franqueado?

Como vimos anteriormente, a relação entre o franqueador e o franqueado vai muito além da simples assinatura de contratos e de todas as questões burocráticas. Ela é uma relação simbiótica e mutual, ou seja, de longo prazo e fundamental para que todas as partes saiam ganhando e se beneficiem.

O franqueado e o franqueador devem manter uma comunicação constante para garantir o padrão de qualidade daquela marca. Além disso, os franqueadores têm como dever a prestação de serviços de treinamento para o franqueado e sua equipe, já que muitos deles na maioria das vezes não possuem experiência prévia no segmento de atuação ou na administração de um negócio.

Sempre é necessário salientar que o sucesso da franquia não interessa apenas ao franqueado, mas também àquele que cedeu os direitos de utilização de sua marca. Por isso, todos precisam trabalhar juntos para que o negócio obtenha o merecido e desejado sucesso.

Como garantir o controle de qualidade na sua franquia?

O controle de qualidade da franquia é importante para todos os envolvidos no negócio, tanto o franqueado quanto o franqueador. Manter um padrão, portanto, é dever do franqueado, que tem em suas mãos o trabalho de manter tudo funcionando como deveria.

Felizmente, os franqueados contam com o auxílio dos franqueadores no estabelecimento de metas, na execução do plano de negócios e também na hora de oferecer treinamento para a equipe. Isso não significa, é claro, que o franqueado não tenha responsabilidade.

No início da parceria, o franqueador fornece todo o treinamento necessário para que o franqueado possa tocar o negócio sozinho a partir dali. Ainda assim, as partes mantêm o contato durante toda a duração do contrato, ajudando-se mutualmente em prol de um objetivo comum: o sucesso do negócio e a manutenção do nome daquela marca.

Esse controle pode ser garantido com o auxílio do plano de negócios, que fornece todas as informações necessárias para que a empresa sobreviva e obtenha lucro. Por isso, conte com a sua equipe, com a ajuda especializada de consultores e do franqueador e com seus próprios conhecimentos adquiridos durante o treinamento, para garantir o controle de qualidade da franquia.

No caso das franquias da área da odontologia, esse suporte fará com que seu consultório odontológico seja uma referência e que os clientes cativados se tornem cada vez mais fieis à sua marca.

Como podemos perceber, comprar uma franquia odontológica é uma boa pedida para quem busca um negócio rentável e significativo, que realmente agrega um valor para a população. Então, o que você está esperando? Comece ainda hoje a pesquisar sobre o tema e mergulhe de cabeça nessa incrível oportunidade que está crescendo cada vez mais no Brasil!

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Então, entre em contato com a nossa equipe! Estamos à disposição para ajudar e tirar as suas dúvidas.

Postado em 25/02/2019.


Compartilhe

Siga-nos no facebook

Siga-nos no Linkedin

Siga-nos no Linkedin