Agende a sua avaliação
Ou agende pelo telefone 0800 601 1520

Agende a sua avaliação de forma rápida e fácil

Agende a sua avaliação

Como lidar com a sensibilidade nos dentes ao fazer clareamento dental



O clareamento dental é uma das alternativas mais procurada por pessoas que querem ter um sorriso mais bonito e branco. Contudo, o procedimento pode causar sensibilidade nos dentes, mesmo quando feito no consultório.

Quer saber a razão dos dentes ficarem sensíveis após o clareamento? Descubra, no post de hoje, como aliviar o incômodo e o que evitar para ter uma recuperação tranquila e com menos desconforto. Explicaremos tudo o que você precisa fazer antes e após o clareamento dental!

Por que os dentes ficam mais sensíveis após o clareamento?

O procedimento de clarear os dentes, feito no consultório ou com os kits caseiros, têm o mesmo princípio. Constituídos de peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamida, a solução retira uma camada de esmalte do dente.

A camada mais externa do esmalte pode sofrer pigmentação pelo contato com café, refrigerantes, cigarro e até com alguns alimentos naturais mais coloridos. A intenção do clareamento é eliminar a camada pigmentada e expor o esmalte real do seu dente, que é mais claro.

O problema é que o esmalte não é infinito e abaixo dele existe a dentina; já com terminações nervosas, essa estrutura é sensível e recebe estímulos de frio, quente, doce e azedo, que podem causar choques e dores. Essa resposta da dentina e dos nervos no interior do elemento dental que é chamada de sensibilidade dentinária.

Como aliviar o incômodo?

Estudos mostram que mascar chicletes sem açúcar pode diminuir a sensibilidade. Isso acontece, pois, ao mastigar algo, suas glândulas salivares são incentivadas a produzir maior quantidade de saliva.

O aumento do fluxo salivar induz a remineralização dos dentes, dilui melhor os produtos que podem causar maiores respostas dolorosas e também distrai a mente ao deixar a boca ocupada com a mastigação.

A aplicação de flúor é outra medida de proteção para a sensibilidade nos dentes. Esse elemento, ao ser combinado com o esmalte, torna o dente mais forte e mais resistente à desmineralização.

boa higienização é indispensável; passar o fio diariamente e escovar os dentes com pasta fluoretada e escova macia são cuidados básicos que se deve ter durante o tratamento. Enxaguar a boca com água morna pode diminuir o desconforto. Caso a dor seja grande, aplique a pasta sobre os dentes com o cotonete antes de dormir, até que a sensibilidade diminua.

Também são indicados, antes do procedimento clareador, pastas e géis dessensibilizantes, que formam uma proteção e são capazes de reduzir a resposta de sensibilidade.

O que evitar?

É necessário evitar qualquer alimento com muito corante, excessivamente ácido, frio ou com temperos muito fortes. Vinho tinto, refrigerantes com corantes, café, molho de tomate, beterraba, suco de uva e chocolate são alguns exemplos de alimentos a serem evitados.

Fumar é estritamente proibido durante o tratamento. A fumaça do cigarro pode causar manchas novas, já que seus dentes estarão vulneráveis, e o tratamento não surtirá efeito algum.

Enxaguantes bucais também devem ser evitados, devido seu grande conteúdo de corantes. Basicamente deve-se evitar qualquer coisa muito colorida, azeda ou doce.

Consulte seu dentista antes de começar um clareamento dental em sua casa, solicite dicas, indicação de marcas e procure-o se a sensibilidade não passar 48 h após o procedimento. É importante levar o kit de clareamento para que o dentista veja e avalie.

Se você gostou das nossas dicas sobre como lidar com a sensibilidade nos dentes e quer mais informações, baixe nosso guia completo de clareamento dental e acabe com todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Postado em 11/05/2017.


Compartilhe

Siga-nos no twitter

Siga-nos no twitter